TA – Capítulo 35 – 3Lobos

TA – Capítulo 35

Relatório

Diante do escudeiro, Lucien respondeu educadamente:

— Sou amigo do John. Estou procurando ele para contar algo importante.

O homem loiro, Ian, fez uma cara de desprezo.

— Por que eu deveria confiar em você? Só porque você diz ser amigo de John? John e os outros escudeiros estão no treinamento. Não posso deixar você entrar, a não ser que você tenha provas de sua identidade.

Obviamente, Ian não se dava bem com John. Lorde Venn sempre teve muita consideração por John, o que fez Ian sentir mais do que inveja. Em seus olhos, John era apenas um mendigo estúpido que de alguma forma teve a chance de se tornar um escudeiro e estava sempre usando citações do código dos cavaleiros para agradar Lorde Venn, embora Ian fosse definitivamente mais instruído e mais talentoso.

Outro escudeiro, Durago, sentia o mesmo. Assim, ele ficou parado ali, observando enquanto Ian ficava estorvando o recém-chegado.

Ian pensou que um jovem pobre como aquele que estava à sua frente ficaria assustado com a postura imponente de um escudeiro. Se fosse o caso, o jovem poderia simplesmente desistir ou começar a implorar de joelhos.

Depois de passar por tantas dificuldades e desafios, Lucien compreendia claramente o que ele estava enfrentando. Em seus olhos, era ridículo ver os dois escudeiros tentando caçar confusão com ele, um zé ninguém. Lucien respondeu seriamente:

— Um amigo de John está correndo sério perigo. Se John não conseguir voltar a tempo para evitar que o pior aconteça, vocês dois serão responsáveis ​​pelas consequências. Tenho certeza de que Lorde Venn definitivamente não ficaria feliz com o que vocês estão fazendo aqui.

Ele sabia que Lorde Venn era um nobre que se manteve estritamente fiel ao código dos cavaleiros por toda a sua vida. Se Lorde Venn soubesse que seus homens estavam violando as regras, ele os puniria severamente e os afastaria de sua propriedade sem hesitação.

— Como se atreve a me ameaçar, seu verme miserável! — Ian deu um passo à frente, e estava tão furioso que quase desembainhou sua espada de cavaleiro.

Lucien sentia a pressão vindo do escudeiro de alto nível. Mesmo os guardas que estavam atrás dele sentiram medo. O que estava fora das expectativas deles era que Lucien ainda manteve a mesma postura, calmo e sério. Ele perguntou severamente:

— Agora então você vai me matar, um menino inocente e desarmado? — Parecia que ele não foi afetado pela postura de Ian. Sua força de vontade era mais forte que a aura ameaçadora do escudeiro. — Você ouviu o que eu disse? — Agora foi a vez de Lucien dar um passo à frente. — Você ainda quer ser um cavaleiro?

A raiva de Ian estava queimando suas entranhas, mas ele sabia que se ele realmente matasse esse bastardo, seu futuro título, posição, terras e mansão desapareceriam. Ele não era estúpido.

Durago tentou facilitar a situação para Ian. Depois de dar uma olhada com desgosto para Lucien, Durago puxou Ian para longe.

— Não perca seu tempo com isso.

— Torça para eu não encontrar você de novo — disse Ian malignamente. Então, ele se virou e foi direto para a mansão.

O rosto de Durago parecia sombrio. Ele ficou ali, esperando Ian se afastar do menino.

Aquilo não incomodou Lucien. Assim que ele percebeu que Ian e Durago estavam tentando lhe causar problemas, Lucien colocou a mão no bolso que continha o anel. O poder do anel ajudou a aumentar sua força de vontade à um nível superior, que poderia competir até com um cavaleiro de nível um. Assim, é claro que a pressão de Ian, um escudeiro, não o afetou.

Menos de cinco minutos depois, Lucien viu John vindo correndo pelo portão, seguido por Ian, que estava caminhando lentamente atrás dele. John ficou muito surpreso quando viu que era Lucien.

— É você que está aqui, Lucien! Eu pensei que era você que estava em perigo.

— Me siga. Vou te explicar a situação.

Lucien parou quando teve certeza de que Ian e Durago não podiam ouvir sua conversa. Então ele se virou para John e começou a contar sua história bem preparada.

— Eu encontrei um mendigo idoso e meio estranho alguns dias atrás. — Lucien tinha um olhar preocupado em seu rosto, — No início, ele estava apenas reclamando sobre os nobres e cavaleiros, porém mais tarde, para ser mais exato, ontem, quando ninguém estava por perto, ele começou a blasfemar Deus. E eu percebi que ele era um crente do diabo que estava fazendo seu trabalho missionário ardiloso em Aalto. Eu estava prestes a relatar à igreja, mas eu percebi que ele estava se encontrando Jackson em segredo. Eu acredito que os gângsteres estejam envolvidos com a heresia, e eles podem aproveitar a oportunidade para se vingar de nós, ou o que é pior, de seus pais. Se você puder relatar diretamente a Lorde Venn sobre o que está acontecendo, acredito que os nobres e a igreja prestarão mais atenção a ele. — Lucien olhou nos olhos de John.

— Essa maldita escória… Agora eles estão envolvidos com o diabo. Sim, você está certo. Devo denunciá-los a Lorde Venn imediatamente. — John aceitou a história de Lucien sem qualquer suspeita.

— E John, eu receio que a situação seja ainda mais grave do que você acha. Eu contei… há apenas uns dez mendigos agora em Aalto. Muitos deles… desapareceram. — Lucien continuou a informa-lo dos detalhes. Porém, ele não podia dizer a John o que realmente aconteceu nos esgotos.

Franzindo as sobrancelhas, John conseguiu adivinhar o que aconteceu com esses pobres sem-teto.

— Sacrifícios de sangue… — ele murmurou.

Lucien concordou com a cabeça, sério.

— Sim, é isso que eu acho também. Mas John, lembre-se, não diga ao Lorde Venn que fui eu quem descobriu isso. Do contrário alguns hereges podem tentar se vingar de mim. Não tenho poder para me proteger.

— Mas você será premiado por denunciar isso — disse John.

Dando uns tapinhas de agradecimento no ombro de John, o rosto de Lucien se suavizou um pouco.

— Estou mais preocupado com a minha vida, John. Lembre-se de pedir a Lorde Venn para não divulgar suas informações também. Você tem uma família para cuidar. Eles também não sabem lutar.

— Eu vou. Você é sempre tão cuidadoso, Lucien. — John assentiu. Não havia nada mais importante que sua família. — Mas se houver alguma recompensa, parte dela será sua — prometeu John.

Lucien sorriu.

— Obrigado, John.

John ficou um pouco mais de tempo com Lucien. Já que Lucien disse a Ian e Durago que o amigo de John estava em perigo, seria muito suspeito se John voltasse para a mansão imediatamente. Depois que John saiu, Lucien decidiu esperar mais alguns minutos para ter certeza de que tudo estava indo como esperado. Um pouco mais tarde, ele ficou aliviado quando viu uma fileira de cavaleiros galopando pelo campo. Além de John, havia seis escudeiros e um jovem pastor, liderados por um cavaleiro idoso de aparência séria.

Quando Lucien voltou para Aalto, ele sentiu vibrações no chão, provavelmente oriundas dos esgotos. Os homens de Lorde Venn já estavam lá. Para garantir, Lucien decidiu que não iria voltar aos esgotos por um tempo. Recentemente, ele estava se concentrando na análise da magia.

Algum tempo antes do relógio mostrar oito e meia, Lucien finalmente chegou ao seu local de trabalho, a Associação de Músicos, em cima da hora.

Vermillion
Domina Inglês e Português. Spymaster nas horas vagas.
FONTE
Cores: