TA – Capítulo 14 – 3Lobos

TA – Capítulo 14

Determinação

O cara que estourou a porta encontrou a casa vazia e relatou isso para o homem de boa aparência, Jackson.

— Nós perdemos algum tempo, mas não chegamos tarde demais. — Jackson sorriu, — Embora Mag e André sejam inúteis, eles ainda nos forneceram algumas boas informações.

Os outros sabiam o que aconteceu com o cara corpulento. Quando Jackson mencionou Mag, de alguma forma todos sentiram um vento frio passando por suas pernas. André deu um risinho sem graça. Mas, ele ainda estava satisfeito por não ser ele que ficaria de cama por pelo menos uma semana.

— André, vai lá. Veja se há alguma coisa nesta merda de casa.

Alguns minutos depois, André saiu com um punhado de pequenas coisas.

— Só um punhado de lixo, Jackson.

Pults… Lucien lamentou não esconder essas coisas em um lugar melhor. Era muito fácil dizer de onde vieram. Se o grupo de Aaron tomasse o controle do lixão, então seria o fim de seu sonho de se tornar um homem rico.

— Lixo… — Jackson franziu os lábios, — Um jovem muito inteligente. Ele encontrou o Orichalcum no lixão. Lixo do palácio, das áreas nobres, Associação de Músicos, União de Mercenários… todos vão para o local de despejo ao lado do rio. São inúteis para os ricos, mas não para os pobres…

Jackson acertou em cheio no palpite.

— Graças ao garoto, descobrimos uma nova maneira de ganhar dinheiro! — Brincando com um pedaço de metal, Jackson comandou com seu sorriso icônico, — Destrua tudo que tiver aí dentro. Fiquem com o dinheiro para vocês. Quem encontrar o moleque será recompensado!

Jackson não se incomodou em enviar seus homens à procura de Lucien. Eles também tinham muitas coisas para fazer. O tempo era precioso demais para ser desperdiçado com um qualquer como Lucien.

Gritando animados, eles se apertaram na cabana de Lucien e começaram a destruir suas coisas. Apertando os punhos e rangendo os dentes, ele pôde perceber pelo som que sua mesa, seguida por sua panela de barro, foram feitos em pedaços. Mas ele sabia que não poderia fazer nada contra os gangsters com sua força atual. Eles iriam espancá-lo até a morte e ele não queria morrer assim.

A lei não o ajudaria, uma vez que as pessoas acima dela não se importavam.

Se a bruxa não tivesse ido ao cemitério, ninguém a teria encontrado. — A mente de Lucien começou a raciocinar quando o ruído da baderna desapareceu, — Se eu me tornar um feiticeiro, posso me proteger… Eu não quero muito na vida. Depois de aprender magia, eu só preciso encontrar um lugar tranquilo para viver.

Eu só preciso… sim, eu não tenho escolha. Aprender magia é perigoso, mas ser fraco é ainda pior.

Seus pensamentos mais profundos começaram a emergir, como se convocados pelas ações malignas em torno dele.

O grito de Alisa interrompeu seus devaneios.

— Seus bastardos malditos! Que diabos estão fazendo!

Enquanto fazia as tarefas domésticas, Alisa ouviu a bagunça vindo da casa de Lucien. Tentando pará-los, ela gritou e se aproximou dos gângsteres enquanto balançava sua longa colher de pau.

— Tirem ela daqui. — disse Jackson.

Dois homens de cara feia arregaçaram as mangas e caminharam em direção a Alisa. Porém, eles subestimaram a dona de casa em pé na frente deles. A tia Alisa atingiu diretamente um deles na testa com sua colher de pau.

— Ai! — Diante do ataque inesperado, o cara gritou de dor.

Porém, logo mais caras se juntaram à tarefa. Embora Alisa fosse alta e robusta, ela ainda era uma mulher. Alguém a acertou com força no ombro e sua colher caiu no chão. Alisa gemeu de dor, mas ainda não se amedrontou.

— Seus infelizes! Parem agora! Os guardas estão chegando!

Escondido atrás de uma parede, observando tudo isso, a mente de Lucien se encheu de tormento e sofrimento. Lucien, você é mesmo um homem?!

Embora conhecesse a tia Alisa já há alguns dias, ele não tinha um vínculo muito forte com ela e seu marido Joel. Mas agora, quando ele viu ela se machucar em defesa dele, ele sabia que era totalmente inaceitável se esconder atrás de uma mulher e deixá-la lutar por ele.

Foda-se! Cerrando os punhos, Lucien deu uma rápida olhada em sua casa e saiu correndo do seu esconderijo.

Seu alvo era Jackson, que estava ali sozinho. Lucien se atirou em Jackson com toda sua força. Pego de surpresa, Jackson foi de repente derrubado pelo garoto. Eles lutaram no chão, e Lucien tentou segurar as mãos de Jackson firmemente com sua mão esquerda, para se proteger caso o bandido estivesse carregando uma adaga. Enquanto isso, sua mão direita estava tentando alcançar a garganta de Jackson. Lucien precisava capturar o líder para controlar toda a situação.

No entanto, Jackson não era nada inexperiente. Ele também já teve sua parcela de luta na vida. Rolando no chão, Jackson não deu a Lucien nenhuma chance de agarrar seu pescoço. Ao mesmo tempo, ele deu seguidas cotoveladas na costela de Lucien.

Devido à falta de momento, os golpes de Jackson não foram muito fortes, mas ainda assim, para Lucien, eram insuportáveis. Mesmo gemendo de dor, ele ainda não desistiu. Ele estava quase lá. Finalmente tocou a garganta de Jackson.

De repente, Lucien sentiu um soco duro no estômago, e em seguida ele foi esmagado no chão pelos homens de Jackson.

Antes que ele pudesse se levantar, socos e chutes começaram a castigar seu corpo como gotas de chuva. Lucien começou a rolar no chão sentindo uma dor insuportável, como um cão vadio. Ele mal conseguia cobrir suas partes vitais.

A mente de Lucien começou a vagar novamente. Tudo parecia irreal e estava desaparecendo como em um filme. A voz da tia Alisa soou como se viesse de outro mundo:

— Parem! Parem!!

Naquele momento, Lucien se decidiu. Não importa o que precisasse fazer, ele iria se tornar forte. Jackson estava de pé do outro lado, olhando para Lucien rolando de um lado para o outro no chão. Ele pisou nele com força e mandou seus homens pararem.

— O amigo dele é um escudeiro. Não queremos arrumar problemas.

Embora os rumores dissessem que Rosan Aaron tinha algumas conexões com um nobre de alto escalão, um grupo de gangsters ainda precisava ser relativamente disciplinado, ou seria eliminado pela igreja ou nobres a qualquer momento.

Lucien estava deitado no chão, com sangue saindo de seu nariz e boca. Jackson sorriu para ele.

— Na verdade eu respeito a sua coragem e inteligência. De verdade. Mas, meu rapaz, não seja muito ganancioso. Espero que você entenda o que é seu e o que não é.

— Sim, — respondeu Lucien com a voz rouca.

A resposta de Lucien foi um pouco estranha para ele, mas Jackson não se incomodou muito com isso. Jackson e seus homens saíram triunfantes, junto com os achados de Lucien e quarenta e cinco Fells.

Vermillion
Domina Inglês e Português. Spymaster nas horas vagas.
FONTE
Cores: