TA – Capítulo 106 – 3Lobos

TA – Capítulo 106

A Cidade dos Sonhos para a Música

Sentado na carruagem que se movia suavemente, Lucien olhou pela janela e descobriu que Aalto estava bem mais movimentada do que o habitual, por causa do festival de música.

Muitas carruagens com brasões estranhos de repente apareceram nas ruas, mas eles não eram desconhecidos de Lucien, uma vez que ele já tinha lido livros na biblioteca de Natasha introduzindo as histórias por trás dos brasões das diferentes famílias no continente.

Além disso, havia bem mais artistas de rua e bardos espalhados pela cidade. Entre essas pessoas, Lucien notou uma figura familiar. Era tio Joel. Ele estava tocando lira. Parecia que a perda de dois dedos de sua mão esquerda não o incomodava muito. Cercado por um grupo de pessoas, Joel parecia bastante alegre e animado.

Lucien pediu para o cocheiro parar. Então, ele deixou a carruagem e chegou perto de Joel. De pé atrás da multidão, Lucien ouviu a sua forma de tocar, sorrindo. A multidão explodiu em aplausos calorosos quando Joel terminou sua música e os agradeceu com uma reverência. Alguns dos ouvintes pegaram suas bolsinhas de dinheiro e colocaram algumas moedas no chapéu de Joel para mostrar o seu apreço.

Quando Joel endireitou seu corpo, ele viu Lucien. Os olhos de Joel se iluminaram com aquela surpresa.

— Olha só quem está aqui! — Quando a multidão se dispersou, Joel andou junto com Lucien para um canto mais calmo, — Eu pensei que você ainda estivesse na mansão.

— Eu estava. — Lucien sorriu. — Eu estou indo para a associação. Como é que você está, tio Joel?

— Estou ótimo! — Os olhos dele estavam brilhando de orgulho: — Você viu. Eles adoram a minha música!

Lucien assentiu e respondeu:

— Com certeza. — Em seguida, ele apontou para o chapéu de Joel, que tinha uma boa quantidade de moedas.

— Eu não preciso desse dinheiro. Você esteve cuidando da gente por todo esse tempo, e por causa de você e John nós estamos agora vivendo uma vida muito boa. — Joel sentiu o peso do chapéu com a mão. — Contanto que eles gostem das minhas apresentações, já é o suficiente.

— Eu sei, — Lucien concordou. A música em si já vale a pena.

— Eu só continuo tocando por causa do meu sonho, não para viver. — Joel balançou a cabeça, — Parecem os dias quando eu tinha acabado de chegar em Aalto. Estou apaixonado e motivado. O festival faz eu me transformar em um bebe chorão, hahaha…

Mais tarde, Lucien vagava pelas ruas para apreciar os diferentes estilos de música. Música de rua tinha o seu encanto único, que também inspirou Lucien. Se ele permanecesse em sua mansão nos subúrbios por muito tempo, ele perderia aquele clima movimentado.

Enquanto andava, Lucien estava tentando mentalmente construir um planejamento para recompor o terceiro movimento da Sonata para violino em G menor, que era uma composição muito desafiadora neste mundo. Lucien queria apresentar toda a beleza da sonata no piano, e também queria mostrar ao público suas habilidades.

Lucien decidiu recompô-la por conta própria, em vez de buscar guarida nas obras-primas de seu mundo original, como ele sempre fez anteriormente. Este concerto seria o primeiro e também poderia ser o último concerto da vida de Lucien. Ele queria deixar algo que realmente fosse obra dele.

Observando os rostos sorridentes e alegres das pessoas nas ruas, ouvindo a música melodiosa, ele suspirou e murmurou para si próprio.

— Eu gostaria que não houvesse a Igreja nesse mundo.

— Senhor, venha apreciar o nosso concerto gratuito! — De repente, um jovem apareceu do nada na frente dele. — De graça!! — Seus olhos verdes estavam cheios de expectativa.

— Ah? — Lucien ficou um pouco confuso.

— Alugamos uma casa para hospedar a nossa orquestra, senhor! — explicou o jovem. — Aliás, eu sou Piola, o primeiro violino na nossa orquestra!

Ainda era cedo. Lucien não estava com pressa, então ele assentiu com um sorriso:

— Onde é, então?

— Lá! — Piola aplaudiu, — No número 30!

Então ele levou Lucien a uma casa de dois andares do outro lado da rua.

O centro da sala de estar seria o palco, simples e temporário, onde haviam dois violinos, uma viola e um violoncelo. Uma menina de cabelos negros e corpo curvilíneo estava sentada na frente de um cravo.

— Desculpe, senhor. Precisamos de mais amigos aqui antes de começar — Piola se desculpou. — Graça vai tocar cravo para os nossos convidados durante a espera.

Lucien percebeu o que estava acontecendo ali. Eles deviam ser uma banda vinda de outro país. Eles vieram aqui para o Festival de Música de Aalto para correr atrás de seu sonho de música, mas alugar um teatro ou um salão próprio para música aqui em Aalto era inviável para eles. Portanto, eles tinham a intenção de que mais pessoas ali viessem a conhecê-los, fornecendo ao público apresentações gratuitas.

O que a menina tocou para a plateia após Piola sair não foi nada menos que Para Silvia. Embora Graça tocasse muito bem, algumas deficiências do cravo em comparação com piano não podiam ser escondidas dos olhos de Lucien. Depois de um tempo, mais pessoas entraram na casa. A espaçosa sala de estar agora ficou bastante cheia.

— Minhas senhoras e senhores — Piola pulou para o palco e pegou o violino, — viemos de Sturk, a pérola brilhante do mar. É uma imensa honra tocar para vocês hoje. Bem-vindos!

Então ele se virou e apresentou os membros da banda para o público:

— Eu sou o primeiro violino, Piola. Este é o segundo violino, Sharon. O nosso violista, Green. Esta é a nossa violoncelista, Leslie. E nossa bela Graça, que estará tocando o cravo para nós.

O pequeno concerto levou cerca de uma hora. Lucien percebeu que eles eram bastante experientes simplesmente pelo seu repertório, entusiasmo contagiante e suas habilidades ao tocar. Mesmo em Aalto, eles poderiam ser considerados como instrumentistas qualificados.

No final do concerto, eles receberam aplausos calorosos da plateia. Os membros da banda ficaram muito animados e começaram a conversar com os convidados.

— Como você se sente sobre nossa Fantasia em C menor, senhor? — Piola sorriu para Lucien.

— Muito boa, — respondeu Lucien sinceramente. — Ao mesmo tempo, vocês provavelmente poderiam cuidar mais da forma como desdobram sua música e a técnica que utiliza uma ordenação por meio de série para assimilar os diferentes elementos musicais… ou como chamamos, serialismo.

— Uau… — Piola ficou muito impressionado. Ele não esperava que fosse receber um comentário tão profissional de um jovem ouvinte. Então, Piola começou a trocar suas ideias com Lucien, altamente empolgado.

Sua discussão acalorada chamou a atenção dos outros membros da banda. Aos poucos, eles se juntaram à conversa de Piola e Lucien depois que a maioria do público deixou a casa.

— Muito obrigado, senhor. Nós aprendemos muito com as suas sugestões, — Graça acenou para Lucien.

— Tenham uma agradável estadia em Aalto. — Lucien sorriu, se despedindo.

— Pode deixar, — respondeu Piola. — Senhor, você sabe que a programação dos muitos concertos que serão realizados no Salão dos Salmos já foi publicada.

— Já? — Lucien ficou um pouco surpreso.

— Sim! — Piola parecia bastante animado. — Você sabe quais deles eu estou mais ansioso para assistir?

— Todos nós sabemos. — Sharon Sorriu, — O do Sr. Christopher e o do Sr. Evans.

— Exatamente! — Piola bateu palmas, — Sete meses viajando! Nós viemos lá da costa, apenas para estar aqui nos concertos do Sr. Christopher e do Sr. Evans!

Durante o festival, até mesmo as pessoas comuns, que não podiam pagar os bilhetes, podiam ouvir todos os concertos realizados no Salão dos Salmos indiretamente, por meio de um círculo de poder divino, que funcionava como um reprodutor posto na praça central.

Sete meses… A costa… Algo passou pela mente de Lucien. Em seguida, ele começou a conversar com eles sobre os detalhes daquela viagem, por cerca de mais dez minutos.

Depois que Lucien saiu, Graça disse aos outros membros da banda:

— Eu ainda não consigo acreditar que um sujeito qualquer em Aalto pudesse ter um conhecimento tão profundo sobre música. Esta cidade é mesmo incrível.

— Verdade! — exclamou Piola, — E nós nem perguntamos o nome dele! — Ele bateu na testa de uma maneira lamentável.

Assim que Lucien chegou em seu escritório na associação, ele ouviu uma batida na porta atrás dele. Surpreendentemente, eram Natasha e Camil. Depois que Camil fechou a porta, Natasha disse a Lucien com seriedade:

— O Chifre Argênteo foi visto em algumas cidades remotas novamente. Você tem que ter cuidado, Lucien. Não saia à noite.

Vermillion
Domina Inglês e Português. Spymaster nas horas vagas.
FONTE
Cores: