Soberania – Capítulo 53 – 3Lobos

Soberania – Capítulo 53

A Ascensão da Lua Vermelha (3)

— Comandante Heksia?

Keirun sacudiu a cabeça com a pergunta de Kang-jun.

— Se minha previsão estiver correta, Heksia é provavelmente um dos mais fortes na Hwanmong da Terra. O senhor foi atribuído a seu comando.

— Isso significa que eu vou ser subordinado de Heksia.

Ele era um soberano, e por isso não seria satisfatório estar sob o comando de outra pessoa. Ele não gostava de receber ordens.

Keirun concordou, como se ele conhecesse o coração de Kang-jun.

— Mesmo que você se sinta mal, não tem o que fazer. Se você se tornar um soberano mais forte, com um nível mais elevado, você poderá se livrar de seres como dragões. Até lá, você terá que seguir as instruções e se focar em ficar mais forte.

— Não se preocupe. Eu não tenho interesse em nada que não seja ficar mais forte.

Não importava a ordem de quem Kang-jun fosse seguir, ele estava indo para lutar contra monstros. Soberanos que não tinham medo de lutar contra monstros podiam se aprimorar aos trancos e barrancos durante a lua vermelha.

O soberano Hardis tinha ameaçado Kang-jun com 500 orcs! Kang-jun prometeu ser forte o suficiente para não ter medo dos soberanos de classe magnata.

— Então eu estou indo.

Kang-jun entrou no portal na frente dele.

*Chuuuot*

Uma luz brilhante envolveu o corpo de Kang-jun.

Que lugar é este? — A luz se foi e os arredores apareceram. Kang-jun estava de pé em um círculo com desenhos estranhos e havia um grande palácio na frente dele. Um palácio dourado e brilhante!

[Quartel General do 439º Exército]

As letras estavam a mostra na entrada do palácio como uma fachada.

Devo entrar? — Kang-jun entrou no palácio. Na extremidade oposta do palácio havia algo que parecia um trono de imperador, e alguém estava sentado lá.

Pouco antes do trono, uma cortina rosa foi posta e ele via apenas sombras borradas, o que tornava difícil reconhecer a identidade da pessoa atrás.

Quem estaria sentado no trono?

Além disso, vinte pessoas pareciam estar alinhadas em ambos os lados do trono. O estranho era que ele não conseguia ver seus rostos ou distinguir seu sexo! Havia apenas letras brilhantes com seus nomes.

Soberano Avia, soberano Paros, soberano Caper…

Kang-jun podia ver que todos eles eram soberanos. Fora isso, ele não conseguia ver nada mais deles.

— Fale seu nome de soberano.

A presença no trono falou naquele momento.

— Lucan. E você é?

— Eu sou a comandante do 439º exército, Heksia.

Estranhamente, a voz da mulher atrás da cortina era familiar. No entanto, ele não conseguia se lembrar de onde. De qualquer forma, não era tão importante.

— Onde eu devo lutar?

— Você vai saber quando todos os soberanos que pertencem a este exército estiverem reunidos. Vá para o lugar onde a luz está e espere.

Uma luz brilhou em um dos lados do palácio e a palavra “Lucan” apareceu. Kang-jun se moveu para aquela posição e ficou lá. Ele olhou para a palavra brilhante com seu nome, que também apareceu em suas roupas.

Kang-jun esperou por um tempo até que alguém finalmente apareceu. No entanto, a aparência da pessoa também estava escondida por alguma coisa, e ele não podia saber a sua identidade.

A presença no trono demandou:

— Fale seu nome de soberano.

— Hardis.

Inacreditável! Hardis! Kang-jun estava surpreso. Hardis foi quem atacou Kang-jun naquele mesmo dia, com o exército orc. Ele tinha dado de cara com o inimigo aqui.

Ele também deve ter sido atribuído a esse exército.

Os olhos de Kang-jun brilharam friamente enquanto ele olhava para Hardis.

— Hardis, vá esperar no lugar onde a luz está.

A palavra ‘Hardis’ apareceu ao lado de Kang-jun. Hardis caminhou para frente e parou ao lado de Kang-jun. Suas roupas e o nome de soberano ficaram brilhantes.

Kang-Jun ria por dentro. Um soberano hostil estava bem ao lado dele. No entanto, tudo o que ele podia fazer era observar.

Graças à lua vermelha, havia uma proibição de combates entre soberanos, ou caso contrário ele teria matado Hardis ali mesmo. Ele estava deprimido.

Uma oportunidade virá.

Kang-jun suprimiu sua raiva. Naquele momento, Hardis olhou para o nome de Kang-jun com espanto.

— Não! Você é o Lucan?

— Eu não esperava te encontrar aqui, Hardis!

— Pirralho insolente! Hoje você teve sorte. Se não fosse pela lua vermelha, você teria encontrado seu fim hoje.

— Você que deu sorte. Se não fosse pela lua vermelha, sua cabeça já teria saído voando.

Heksia olhou para Kang-jun e Hardis antes de rosnar para eles:

— Parem de choramingar tão alto. Eu não tenho muita paciência. Entenderam?

Kang-jun e Hardis concordaram com a cabeça. Enquanto isso, mais soberanos continuaram aparecendo. As portas do palácio só se fecharam quando 40 pessoas estavam presentes.

— Vou me apresentar mais uma vez. Eu sou a comandante do 439º exército. Meu nome completo é Lotuna Heksia. É bom se lembrarem do meu nome, pois eu vou ser seu superior direto.

No final de suas palavras, a cortina em volta do trono desapareceu. A figura da comandante apareceu. Uma mulher de cabelo azul, que seria o sonho de qualquer homem. De suas costas saiam duas asas transparentes que emanavam uma luz vermelha.

— Vo-você?

Os olhos de Kang-jun se arregalaram de surpresa. Tudo era exatamente igual, exceto pelo glamour das asas. Ela era a súcubo contra quem Kang-jun lutou na entrada do Edifício Kwangho, não muito tempo atrás!

No entanto, Lotuna era a comandante desse exército!

Lotuna Heksia!

Um segundo atrás ela disse que aquele era o seu nome.

Kang-jun sentiu um aperto no peito.

Como Kajel tinha dito, ela era uma existência horrível que vivia em prédios de quinze andares ou mais.

Heksia se virou e olhou para Kang-jun depois que ele deixou escapar a frase. Ela zombou:

— Lucan! Parece que você acabou de perceber. Eu me lembro muito bem de suas ações ousadas contra o meu clone. No entanto, vou suspender sua punição até a lua vermelha desaparecer. Depois disso, eu vou fazer você pagar…

Kang-jun congelou.

Então, aquilo era apenas um clone?

Não importa o quão poderosa a Fenda Celestial fosse, a ideia de que ela faria algo em um comandante do exército era ridícula. Foi possível porque era apenas um clone, não o corpo principal.

A pergunta de Kang-jun foi finalmente respondida. Ele olhou diretamente para Heksia e disse:

— Se você não tivesse feito algo antes, eu não teria atacado.

Kang-jun não hesitou em dizer a Heksia que as ações dela estavam erradas. Ela tinha tentado um ataque estranho em Kang-jun, que obscureceu sua mente. Por outro lado, Heksia estava olhando para Kang-jun de forma estranha.

Na época, seu clone estava em patrulha quando encontrou Kang-jun e sentiu alguma curiosidade. Foi por que Kang-jun emanava um charme estranho. Ela pensou que não havia mal nenhum em brincar com ele por um tempo.

No entanto, Kang-jun era poderoso o suficiente para ferir seu clone. Ainda, a coisa mais surpreendente foi que Kang-jun resistiu ao seu feitiço! Nem a maioria dos demônios poderia resistir a ela. Um soberano inexperiente não devia ter tal poder. É claro que, se ele tivesse um símbolo de soberano que concedia resistência à magia de controle mental, como Charme ou Enganação, então seria uma história diferente.

De qualquer forma, ele é um cara escandaloso.

Todo mundo estava olhando para Heksia com admiração enquanto Kang-jun estava se mostrando pedante. Ela apenas riu e disse:

— Você não mostra qualquer sinal de arrependimento, e por isso é difícil perdoá-lo. Vou tomar as medidas cabíveis após a lua vermelha. Há coisas mais urgentes no momento.

Ela imediatamente gritou em voz alta:

— Todos, ouçam bem! Estamos aqui porque o Segundo Rei Demônio Colladikus invadiu esta Hwamong. A partir de agora, vamos estar lutando contra o Segundo Rei Demônio e seu exército. Hoje será um exercício de treinamento simples antes das batalhas.

Treinamento. Que tipo de treinamento?

Todos olharam para Heksia. Ela deu um sorriso misterioso e moveu uma mão.

*Susususu*

Naquele momento, o cenário em volta deles mudou. Era uma câmara fechada em vez do palácio. Um canto da câmara de pedra continha uma gema que emitia uma luz vermelha. Heksia apontou para a gema e explicou:

— Esta é uma gema da ressurreição, que contém a aura misteriosa da lua vermelha. Enquanto a lua vermelha estiver nos céus, você será ressuscitado para a gema da ressurreição mais próxima quando morrer.

Ressuscitar depois de morrer? Então não seria o fim se eles morressem?

Claro, seria apenas quando a lua vermelha estivesse nos céus, mas ainda assim era difícil de acreditar. Heksia deu de ombros.

— Mesmo assim, não fiquem aliviados. O poder da lua vermelha não será dado tão livremente. Toda vez que você usar o poder da lua vermelha para ressuscitar, os seus pontos de merecimento serão reduzidos.

Naquele momento, os pontos de merecimento apareceram na frente de todos, incluindo Kang-jun.

[Pontos de Merecimento da Lua Vermelha: 100]

— No mundo da lua vermelha, tudo é justo. Não importa o seu poder na realidade, serão dados a cada soberano 100 pontos.

Heksia passou seu olhar sobre cada soberano.

— Dez pontos serão perdidos para cada ressurreição. Depois que todos os pontos de merecimento se forem, você não será mais protegido pela lua vermelha. Você sabe o que isso significa? Você realmente vai morrer.

Todos os soberanos ficaram tensos. Eles haviam se sentido aliviados por não poderem morrer enquanto a lua vermelha estivesse presente. No entanto, aquilo não ocorreria se eles não tivessem mais pontos de merecimento. Em outras palavras, eles poderiam realmente morrer! Eles teriam que tomar cuidado.

*Suuk*

Heksia abriu os braços e exclamou:

— Então, devemos começar o treinamento? Por favor, percebam que o objetivo deste treinamento é preparar sua mente para a guerra contra o exército do Segundo Rei Demônio. Ao mesmo tempo, o treinamento vai estar testando quem é o mais forte entre vocês.

Seus olhos brilharam. Naquele momento, a gema vermelha de um lado da sala começou a brilhar intensamente.

— Existirá apenas um vencedor. O único a sobreviver até o fim será premiado com 50 pontos de bônus. Então, vamos começar.

Começar? Será que…?

— Independentemente das regras da lua vermelha, vocês podem atacar uns aos outros nesta sala de treinamento. Se morrerem, serão ressuscitados, mas os pontos não serão perdidos.

Assim que isso foi dito, um soberano pegou um machado e atingiu a pessoa ao seu lado.

*Bam!*

— Aaargh!

O corpo do soberano desapareceu como fumaça e reapareceu completamente bem ao lado da gema vermelha.

— Os perdedores terão que esperar lá. Os outros soberanos, continuem o treinamento.

— Ahh! Merda! — A pessoa que acabou de morrer sentou ao ouvir as palavras de Heksia. Ele olhou com uma intenção assassina para o soberano com o machado que o atingiu.

Enquanto isso, os outros soberanos tinham sacado suas armas.

*Bam!*

— Ack!

A partir de então, as pessoas continuaram morrendo.

— He he, não me culpe, já que seus pontos de merecimento não vão ser reduzidos mesmo que você morra.

— Aaargh!

— Desculpa! É só um treinamento, então não leve pro lado pessoal.

— Ugh!

Em um instante, dez dos quarenta soberanos foram transferidos para a gema de ressurreição. Houve uma batalha feroz entre os trinta restantes. Entre eles estavam vários soberanos que mostravam habilidades excepcionais.

Os soberanos Avia, Zenith, e inesperadamente Hardis, estavam entre eles.

— Há há há! Este treinamento é sempre bem-vindo.

Hardis empunhava uma espada vermelha e abatia os soberanos ao seu redor. Ele tinha movimentos ágeis e uma linha vermelha que às vezes se estendia de sua espada parecia ser uma habilidade de combate. Os alvos de Hardis tinham sua garganta cortada e caíam.

— Agh!

— Uuh!

Antes que eles se dessem conta, sobraram apenas três, ou melhor, quatro pessoas.

O quarto soberano que observava a situação mais ao lado era Kang-jun.

Kang-jun ficou em segundo plano e só atacou aqueles que vinham para cima dele. Claro, não era por que ele estava assustado ou confuso com esta situação, mas sim porque ele estava observando os outros soberanos.

No entanto, havia apenas alguns restando, e então ele não podia mais ficar assistindo.

— Hah! Morra!

O soberano Avia, que empunhava uma lança, avançou para Kang-jun A voz parecia pertencer a uma mulher.

*Vuooosh! Vuosh!*

A lança visou primeiro o pescoço e em seguida o peito de Kang-jun.

*Tiing! Ting!*

Kang-Jun bloqueou a lança sem muito esforço e cortou o pescoço de Avia.

*Tchaak!*

— Ugh!

A soberana Avia foi destruída sem piedade. O corpo dela se moveu para perto da gema da ressurreição e foi restaurado à sua forma original.

I-isso é ridículo! Lucan! Quem diabos é ele?

Avia não conseguia acreditar que foi derrotada e ficou olhando para Kang-jun com uma expressão devastada. Então Hardis correu para cima de Kang-jun.

— Huhu, moleque estúpido! Você ainda está vivo!

A espada vermelha veio na direção do pescoço de Kang-jun.

*Ting!*

Kang-jun bloqueou a espada e golpeou contra o pescoço de Hardis.

*Tchaak!*

— Grrrlll!

O sangue jorrou quando a jugular de Hardis foi cortada.

Agora havia só mais um sobrando.

Kang-jun não hesitou e correu para cima dele.

— Eita! Espera!

Zenith observou Kang-jun com uma expressão cheia de tensão.

*Tchaak!*

Kang-jun avançou mesmo assim e cortou a cabeça dele fora.

Dos quarenta soberanos, trinta e nove foram transferidos para a gema de ressurreição, com apenas uma pessoa de pé no centro da sala.

Vermillion
Domina Inglês e Português. Spymaster nas horas vagas.
FONTE
Cores: