Soberania – Capítulo 32 – 3Lobos

Soberania – Capítulo 32

O Vencedor Leva Tudo (2)

— O que o poder de Hwanmong quer? Qual é a missão final?

— Não sei.

— Você não sabe? E seus velhos tempos como soberano?

— Para dizer a verdade, realmente não é tão importante. Este lugar é literalmente um mundo infinito.

— Mundo infinito?

— É verdade, Senhor. Eu sou um Bruxo da raça dos Elfos Negros nativo do continente de Icaida. Eu fui um soberano dezenas de vezes, mas eu ainda não sei muito sobre Hwanmong.

— É possível se tornar um soberano dezenas de vezes?

— Sempre que um soberano é derrotado e se torna uma Soberano Sombrio, eles vão para um mundo diferente. Uma vez que eles dão a alguém o poder de Hwanmong, há uma segunda chance.

— Então você não é destruído se morrer?

Keirun apenas sorriu.

— Bom, eu vou lhe descrever em mais detalhes. Na verdade, um Soberano Sombrio não desaparece completamente mesmo que morra. Eles passarão alguns longos anos no inferno antes de serem ressuscitados como uma sombra.

— Inferno?

— É um pouco diferente do inferno comumente conhecido. Ao invés de ir pra lá devido aos pecados, é um lugar para se ir depois de perder a guerra.

— Então o pecado deles é ser derrotado.

— Ke Ke! Está correto. Portanto, eu absolutamente recomendo nunca ir para o inferno. Depois de ser derrotado, você terá que passar anos inimaginavelmente longos agonizando. Claro, eu estive no inferno muito, então eu tenho métodos para escapar sem muita demora. No entanto, terei tempo pra te contar eles mais tarde.

Kang-jun recusou com a cabeça.

— Não importa. — Agora não havia necessidade de saber sobre o inferno; só importaria se ele fosse derrotado. Ele precisava pensar apenas em vencer, — Apenas me diga o que eu preciso fazer para sobreviver.

— Eu selecionei algumas pessoas na terra para receber o poder de Hwanmong.

— Havia uma coisa dessas?

— Todos receberam no mesmo dia. Além disso, eles têm a mesma capacidade de um soberano, tanto para a administração quanto para a guerra.

— Então por que jogar os dados?

Na época, Kang-jun jogou os dados do destino e recebeu uma moeda com a palavra “gerenciamento” escrita nela.

— É também o destino do senhor. O poder de Hwanmong escolhe aqueles com destinos similares para tornar tudo mais justo.

Regras justas! Kang-jun achou que aquilo era uma sorte e assentiu. Ele ainda tinha muitas perguntas, mas não precisava saber de tudo agora. O importante no momento era sobreviver! Assim sendo, ele precisava primeiro remover a ameaça imediata.

— Diga-me a localização dos outros soberanos da região.

— Logo ali. O soberano Herodes está naquele edifício.

Keirun levantou a mão e apontou para um lado.

Um edifício de cinco andares, nada longe dali.

Tão perto?

Surpreendentemente, estava a apenas uns 50 metros do Edifício Dafeng. Kang-jun sempre passava por lá quando ia e voltava da loja de conveniência.

Edifício Yugang. O 1º andar era ocupado por um pub, no 2º havia um cabeleireiro, 3º e 4º andares uma clínica de cirurgia plástica e o 5º andar continha apartamentos. Porém, havia outro soberano ali.

— Havia um Soberano Sombrio andando por aquele prédio. Claro, eu o mandei para o inferno.

Se isso fosse verdade, o Soberano Sombrio morto devia ter sido o responsável por dar o poder de Hwanmong a Herodes. Naturalmente, a sombra também estava visando obter o símbolo de soberano de Herodes, tal como Keirun.

No entanto, ele morreu cedo devido a Keirun. Como resultado, Keirun tinha duas opções: Kang-jun ou o Soberano Herodes do Edifício Yugang. Ele podia arrancar o símbolo de soberano de um deles. Kang-jun estava um pouco curioso.

— Por que me escolheu ao invés de Herodes?

Keirun fez uma expressão como se estivesse perturbado.

— Bem…

— Por que você deliberadamente buscou a minha cabeça e não a dele? Eu parecia mais fraco?

Era inevitável, então Keirun coçou a cabeça e disse.

— Herodes… Ele é o dono do prédio.

— O dono?!

Ele entendia profundamente o que significava a palavra ‘dono’.

Kang-jun vivia em um pensionato onde pagava aluguel, e assim o proprietário de um edifício estava em uma dimensão completamente diferente. Não seria ele considerado um burguês em Gangnam?

Alguém uma vez disse que, se nascesse de novo, gostaria de ser o gato de um proprietário de imóveis em Gangnam! Um gato que encontrasse um proprietário como aquele teria a melhor sorte do mundo. Era comparável a ser o gato de um proprietário de imóveis na região do Rio Han¹.

Kang-jun olhou para Keirun.

— Você veio pra cima de mim só porque ele é proprietário do prédio?

— Isso mesmo. Eu não tenho certeza se você sabe, mas ser o proprietário do edifício pode amplificar o efeito do seu território. A quantidade de recursos recebidos também irá variar. Ter enormes recursos tornará suas forças mais poderosas. Por outro lado, um pobretão pagando um aluguel mensal…

— Você não disse que o ponto de partida era o mesmo? Não tinha regras para ser justa a parada?

— Neste mundo, todo mundo inicia como um bebê recém-nascido. Infelizmente, a igualdade termina ali. Depois disso, a justiça dá as costas.

— Merda! O que você está tentando dizer?

— Em outras palavras, todos os recém-nascidos têm pais diferentes. Seus pais poderiam ter muito dinheiro ou poderiam ser pobres. Os soberanos em Hwanmong também diferem assim. Aqueles soberanos com dinheiro acharão mais fácil ficar mais forte em Hwanmong. Se você ainda não entendeu esta explicação, então eu posso…

— Chega. Eu já ouvi o suficiente. — Kang-jun estava na #sofrência.

Na realidade, ele estava falando de pessoas que nasceram em berço de ouro. Agora, até aqui ele estava sugerindo eles tinham uma vantagem. — Droga! — No mundo dos soberanos, ele acabaria por sentir algum pesar por não ter um edifício.

— Não vou pensar muito nisso. Eu só tenho que ganhar dinheiro. Mais cedo ou mais tarde, vou ter um prédio.

— Espero que esse dia chegue logo. Eu não quero ver você morrer para outros soberanos. Ser um proprietário vai mudar tudo.

— Enfim, estou atualmente em uma desvantagem esmagadora.

— Originalmente era assim. Mas agora é diferente.

— Diferente?

— O Senhor tem duas vantagens.

— E quais são?

— Um é o fantasma sênior.

— Hayun?

— Isso mesmo. É muita sorte que você tenha um fantasma tão poderoso já nos primeiros dias. Essa boa sorte não é normalmente dada a alguém, mesmo para os soberanos com dinheiro.

— É mesmo reconfortante ter Hayun.

Keirun concordou com a cabeça. Hayun tinha sido enviada de volta ao mundo real. A menos que houvesse uma situação particularmente perigosa aqui, sua prioridade era proteger Kang-jun no quarto 406.

— Então, qual é a outra?

Keirun apenas riu.

— Sou eu.

— Você?

— Claro. Kuhuk! Comparado com o fantasma sênior, você tem ainda mais sorte por me ter do seu lado.

Kang-jun achou absurdo que Keirun estivesse elogiando a si mesmo.

— Você é tanta coisa assim?

— Eu fui um soberano dezenas de vezes e passei por incontáveis ​​guerras. Os recursos são benéficos na guerra, mas não são uma coisa absoluta. Os que são fortes vencerão.

Os que são fortes vencerão. Esse pensamento ecoou em seu peito. Keirun apenas sorriu.

— Agora está quase na hora de o Senhor voltar à realidade. Kuhuk! Por favor, ganhe muito dinheiro. Torne-se um proprietário rapidamente.

[Um ratiger foi criado] 

Ele recebeu uma mensagem que um ratiger tinha sido terminado no quartel, logo em seguida:

[O seu tempo no mundo de Hwanmong acabou]

[A porta para Hwanmong se fechou]

Ele me falou para ganhar muito dinheiro. Tornar-se rapidamente um proprietário. Tornar-se rapidamente um proprietário! Tornar-se rapidamente…

As últimas palavras de Keirun ecoaram em seus ouvidos. Kang-jun gritou quando acordou:

— Já entendi, tá bom! Eu vou!

Hayun olhou para Kang-jun com os olhos arregalados.

— Vai o quê? O que foi?

Kang-jun riu e disse.

— Me tornar um proprietário de imóveis! Preciso ganhar dinheiro suficiente para comprar prédios e obter mais benefícios na guerra.

Hayun suspirou.

— Sim, é assim. Este edifício será muito caro. Aqui é Gangnam.

— Eu acho mesmo. De qualquer forma, eu vou visitar o escritório do corretor de imóveis para saber mais.

Na verdade, no fundo no fundo ele não queria mesmo saber aquilo. Ele tinha certeza que se sentiria mais desesperado depois de ouvir a quantia.

— Então eu vou dar uma mão.

— Como?

— Pelo menos, posso ficar de olho em tudo.

O coração de Kang-jun se aqueceu. Ele era grato por Hayun estar disposta a ajudá-lo.

— Obrigado por se preocupar.

— Então eu devo ir jogar na Lan House do 3º andar? Ou eu posso conseguir um emprego meio período na cafeteria do 2º andar. Não… Dá muito mais dinheiro trabalhar no bar…

— Ei! Relaxa! Eu vou ganhar o dinheiro. Você não precisa se preocupar com isso.

Kang-jun acordou do devaneio. Não importava quanto dinheiro ela pudesse ganhar lá, ele não queria que Hayun trabalhasse no bar. Era um bar de karaokê que também tinha umas… salas especiais…

— Não se preocupe, eu posso fazer isso.

— Você não faz ideia do tipo de problemas que pode arrumar num bar de karaokê. Você não sabe que tipo de lugar é?

— Você está preocupado que eu seja molestada? Não precisa se preocupar. Vou quebrar os pulsos de quem pôr a mão no meu corpo. Tudo bem assim?

Hayun perguntou como se esperasse alguma coisa dele, mas ele não fazia ideia do que ela esperava. Pensando nisso, não havia necessidade de se preocupar com Hayun. Pelo contrário, ele devia estar preocupado era com os clientes do local. Hayun espancaria facilmente qualquer um que tentasse arrastá-la para um quarto.

— De qualquer forma, você pode ir e ganhar dinheiro sempre que eu não estiver dormindo.

— Eu vou trabalhar duro, e eu não preciso dormir.

Hayun não precisava dormir. Se ele deixasse, ela realmente poderia ir trabalhar no bar. Ele tinha ocupado todo o Edifício Dafeng durante a noite, então agora Hayun poderia andar por tudo ali em seu estado humano.

Não sei o que pode acontecer. Eu prefiro que ela trabalhe na Lan House.

À noite, ela precisava proteger Kang-jun, então um trabalho diurno de meio período seria ideal.

— Vá arrumar um emprego meio período na Lan House durante o dia, ok?

— Sim.

Eram 6:30 da manhã quando ele verificou seu relógio. Kang-jun tomou um banho antes de ir para o seu estande. Foi apenas uma ducha e ele se dirigiu para o mercado K depois de tomar café da manhã.

Naquele local, ele usou seu poder para vender meias. Um lucro de 1,32 milhão. O lucro médio caiu em 200 mil won em relação aos últimos três dias. Isso foi porque ele ofereceu as meias a preços reduzidos.

Entretanto, assim ele conseguiu terminar de vender às 5h30 da tarde. Normalmente, o mais cedo que ele conseguia fechar a loja eram as 8 da noite, e às vezes ia até as 10 da noite.

Pouco depois, Kang-jun chegou na frente do Edifício Dafeng. Em vez de ir para o 4º andar onde morava, ele entrou no escritório imobiliário no primeiro andar.

— Bem vindo! — O corretor de imóveis Kim Seok-cheol, um homem de 40 anos vestido com um terno preto, cumprimentou Kang-jun.

— Por favor, sente-se neste sofá. Ha ha, está calor, não está? Aceita um cappuccino gelado?

— Sim, obrigado.

Por que ele estava tão simpático? A atitude de Kim Seok-cheol tinha mudado completamente em comparação com quando ele veio verificar o aluguel de um estúdio perto daqui. Ele estava tratando Kang-jun como um VIP. Tinha alguma coisa a ver com a conquista do escritório do corretor de imóveis ontem à noite? Não havia dúvida. Caso contrário, sua atitude não teria mudado completamente da noite para o dia.

De qualquer forma, isso era ótimo. Seria mais fácil obter as informações que ele queria. Kang-jun bebeu o café e perguntou:

— Posso saber o preço do Edifício Dafeng?

Kim Seok-cheol imediatamente verificou seu monitor e disse.

— O preço de venda para este edifício é de aproximadamente 2,8 bilhões de won.

— …

Bilhões! 2,8 bilhões de won².

¹A região do Rio Han é tão ou até mais valorizada que Gangnam, com imóveis de alto padrão e preços exorbitantes. Isso se deve em parte às pontes sensacionais que podem ser vistas no local, sobre as quais você aprende mais aqui.
²2,8 bilhões de won equivalem a um pouco mais de 8 milhões de reais. Pra um prédinho porco e velho de 4 andares, é caro.

Vermillion
Domina Inglês e Português. Spymaster nas horas vagas.
FONTE
Cores: