Soberania – Capítulo 27 – 3Lobos

Soberania – Capítulo 27

Campo de batalha (2)

*Siiiiiiiu*

Outra flecha voou com um sibilo! Hwang Seong-gil girou o corpo por reflexo, mas ainda assim a flecha atingiu seu ombro direito.

— Ahh!

Ele foi atingido por uma segunda flecha. Mas o problema não eram só algumas flechas. O fantasma! Além de monstros de que nunca tinha ouvido falar! Era uma situação absurda.

Um sonho? Tinha que ser.

Era uma situação que ele não conseguia entender, então Hwang Seong-gil tinha certeza de que era um sonho. A situação era tão ridícula que não podia ser real.

Mas parecia real.

Sangue estava fluindo de seu ombro e da coxa onde as flechas estavam enfiadas. A dor não era nada leve. Ele nunca sentiu uma dor terrível como esta em um sonho. Enfim, ele começou a fugir de novo. No entanto, ele não deu nem três passos antes de ser obrigado a parar. O fantasma estava bem na frente dele! Com um olhar furioso!

— Vish!

Hwang Seong-gil sentiu como se todo o ar tivesse desaparecido de seus pulmões enquanto desabava sentado no chão.

Na verdade, ele não sentia medo desde que era jovem. Ele não tinha medo de coisas como barulhos inexplicáveis e nem mesmo de uma faca. Era o mesmo para a dor. Ele conseguiria de algum jeito suportar as duas flechas em sua carne. No entanto, havia apenas uma coisa da qual ele realmente tinha medo neste mundo. E não podia ser outra senão fantasmas.

Ele não sabia o motivo. Os fantasmas eram apenas assustadores. Mesmo como um adulto, ele nunca tinha visto um filme de fantasmas. Mas agora um fantasma estava bem na frente dele. E também parecia um daqueles lendários fantasmas virgens!

O cabelo selvagem! Os olhos sanguinários cheios de sentimentos de ódio! As unhas compridas no final de seus braços longos.

— Ooh! So-socorrooo!

Isto era um pesadelo, e ele estava implorando para que ele terminasse rapidamente. Seu corpo estava rígido como se ele fosse uma rã diante de uma cobra. Ele queria escapar, mas seus pés não se moviam.

O fantasma se aproximou com as duas mãos estendidas.

— Chwaaaaaaaaaack!

As unhas afiadas afundaram em seu corpo.

— Aaaaah…!

A dor não era o problema. O medo era mais terrível do que a dor.

— Aaack! Ack! Socorroooo!

Hwang Seong-gil preferiria morrer. No entanto, o fantasma não soltou o pescoço dele. Os olhos zombadores apenas o encararam enquanto ele lutava no chão.

— Kikikik!

— Kekekeke!

Os monstros com cabeça do rato também desceram a lenha nele com seus porretes.

*Bam Bam! Bam bam bam*

Sua carne e sangue voavam por toda parte. O corpo de Hwang Seong-gil ficou esmigalhado devido aos porretes atacando sem piedade.

— Ughhh…

No entanto, ele ainda estava vivo.

As mãos brancas do fantasma o agarraram pelo cabelo. Os ratians o cercaram.

— Snif, snif…!

Hwang Seong-gil começou a soluçar. Ele foi capturado por um fantasma. E estava sendo escoltado por monstros.

*Pei*

O fantasma o arremessou. Kang-jun estava na frente dele com uma expressão macabra.

— Poupe-me. Por favor!

Hwang Seong-gil implorou. O rosto de Kang-jun tinha uma expressão sombria.

— …

Na verdade, ele não queria matar Hwang Seong-gil. Havia muitas pessoas que faziam ameaças no mundo, mas nem todas mereciam morrer. No entanto, ele tinha que matar incondicionalmente Hwang Seong-gil uma vez que o campo de batalha fosse aberto. Esta era a condição para vencer no campo de batalha. E Hwang Seong-gil já estava completamente aterrorizado. Ele precisava andar logo antes que Hwang Seong-gil recuperasse parte de sua dignidade. Neste momento, Hwang Seong-gil não parecia muito mais valente do que Cho Sang-jin.

Kang-jun era forte no campo de batalha. Ele não podia aceitar qualquer rendição ou retaliação. Já que ele abriu o campo, ele precisava matar Hwang Seong-gil. Não era agradável.

Preciso ir até o fim dessa vez.

Os olhos de Kang-jun brilharam assustadoramente. O medo de Hwang Seong-gil já havia alcançado o pico graças a Hayun e aos ratianos. Agora ele só precisava dar os toques finais.

— Vou te matar.

— Aaaaah! Por favor, misericórdia!

— Eu quero que você se lembre desse momento. Especialmente se não quiser morrer.

Kang-jun fechou um punho.

*Bam! Bam Bam!*

— Aaack!

Hwang Seong-gil soltou um grito horripilante.

[Você ganhou a luta no campo de batalha]

[Você ganhou 18 pontos de mana]

18 pontos. Esse montante geralmente correspondia a meia dúzia de pessoas. Ele usou um ponto para abrir o campo. Oito pontos para convocar Hayun e os ratianos. Foi um total de nove pontos e ele ganhou 18 pontos, obtendo um lucro de nove pontos.

*Susususu*

Enquanto isso, a escuridão que os rodiava desapareceu, dando lugar à paisagem anterior.

O pesadelo de Hwang Seong-gil parecia ter durado muito tempo, mas apenas dois minutos tinham se passado dentro do campo de batalha. E na realidade, nem mesmo um segundo tinha passado. No entanto, a lembrança do que aconteceu no campo de batalha ainda permanecia na mente de Hwang Seong-gil.

— Aaaah!

Hwang Seong-gil deu um grito assustado e caiu.

— O-o-o que foi isso?

Ele tinha certeza de ter sido morto por Kang-jun, o fantasma e os monstros. Porém, agora ele ainda estava vivo. Um sonho? Foi apenas um sonho?

— Ahh!

Ele ainda podia sentir a dor terrível em todo o seu corpo.

— Há há há! — Kang-jun riu dele.

— Desgraça! — O coração de Hwang Seong-gil afundou.

Eram os mesmos olhos que ele viu naquele estranho espaço. Um diabo que controlava fantasmas e monstros! Era isso mesmo. Kang-jun parecia um diabo para Hwang Seong-gil.

Seu corpo tremia. Ele não se atrevia a olhar nos olhos de Kang-jun.

Desgosto? Fúria? Não conseguia pensar em nada. As emoções cresciam dentro dele.

— Misericórdia. Eu… eu não sabia quem você era.

Hwang Seong-gil estava deitado no chão. Lee Bong-cheol assistia àquilo com uma expressão assustada. Kang-jun absorveu sua energia, mas o trambiqueiro nunca entenderia o que exatamente aconteceu. Ele apenas pensou que era estranho que não houvesse mais vitalidade em seu corpo.

— Chefe Hwang! O que você está fazendo? Você está bem da cabeça?

— Senhor!

Os subordinados de Hwang Seong-gil estavam observando com expressões impagáveis. No entanto, Hwang Seong-gil não tinha nem um pingo de possibilidade de se preocupar com eles. Kang-jun era a sua única prioridade.

— Por favor, me poupe! *Snif*

Kang-jun apenas riu.

— Jamais esqueça desse momento.

Hwang Seong-gil tremeu.

— Eu nunca vou esquecer. — Ele não sabia o que estava acontecendo. Mas não podia esquecer aquele momento. Hwang Seong-gil se sentiu como se tivesse sido jogado no inferno. Ele estava com ainda mais medo de Kang-jun agora, e só queria escapar deste lugar o mais rápido possível.

E Kang-jun deu a ele exatamente o que ele queria.

Ele precisava de Hwang Seong-gil para organizar o local. Kang-jun não queria perder mais tempo em discussões fúteis. Ele só estava interessado em ganhar 1,5 milhão de won hoje.

— Então eu vou me retirar.

Hwang Seong-gil disse cuidadosamente. Então Kang-jun olhou para ele.

— Vá depois de limpar isso.

— Limpar? Ah, sim, sim! Não se preocupe com isso.

Hwang Seong-gil se lembrou de por que ele veio aqui em primeiro lugar.

Num instante. A loja de Kang-jun estava limpa de qualquer vestígio da barraca anterior. Hwang Seong-gil então olhou furioso para Lee Bong-cheol. Ele, por sua vez, ficou de pé na frente de Kang-jun e disse:

— Eu-eu realmente sinto muito. Ontem eu vi que as meias estavam vendendo bem e fiquei cego pela ganância.

Lee Bong-cheol tinha excelentes instintos. Kang-jun ergueu a mão.

— Espero que uma coisa tão desagradável como esta nunca volte a acontecer, estamos entendidos?

— Eu… Não, não vai.

Hwang Seong-gil começou a suar. Ele fez algumas referências pedindo desculpas antes de fugir com seus subordinados.

— Hora de começar, então!

Kang-jun exibiu suas meias e começou a vender imediatamente.

Vermillion
Domina Inglês e Português. Spymaster nas horas vagas.
FONTE
Cores: