Soberania – Capítulo 122 – 3Lobos

Soberania – Capítulo 122

Rei Demônio Scolaris (1)

Quando ele voltou para Hwanmong, Lucan apareceu na Ilha Freya.

Graças a Aquana, os espíritos no lago estavam crescendo bem. Lucan estava se divertindo junto dela quando ele perguntou de repente:

— Aliás, por que você estava lutando contra Colladikus?

— Desde muito tempo atrás, a relação entre regentes espirituais e reis demônios não têm sido boa. Então, em um determinado momento, uma guerra eclodiu entre o Dragão Superior Shakan e o Rei Demônio Keljark, lutando pela Estação Pavalia. Alguns dos regentes espirituais se juntaram às forças de Shakan e alguns reis demônios ao exército de Keljark.

— Estação Pavalia?

— Os mundos dimensionais ligados ao mar de nuvens dimensionais foram divididos em uma infinidade de estações. Neste momento, estamos na Estação Pavalia.

— Entendo.

Era a primeira vez que Lucan ouvia aqueles nomes.

— Então, qual o tamanho da Estação Pavalia?

— Eu não sei o quão grande ela é. Eu nunca saí da Estação Pavalia. Se você quiser ir para outra estação, você vai precisar da ajuda de uma criatura especial, como a anomaloria ou uma fênix anômala.

Lucan tinha ouvido falar de uma anomaloria antes, mas o que seria uma fênix anômala?

— Fênix anômala?

— A velocidade dela é várias vezes maior do que a de uma anomaloria, mas ela é violenta e agressiva, por isso é quase impossível conseguir uma. Ela tem um poder de combate misterioso que usa para se defender, por isso é dito que mesmo transcendentes não conseguem pegá-la na maioria das vezes.

Uma criatura formidável como aquela realmente existia. Lucan, que achava que queria uma anomaloria, de repente tinha um novo objetivo. No entanto, mesmo aqueles que eram transcendentes tinham dificuldade, então Lucan precisaria primeiro ser um transcendente antes de tentar. Além disso, a criatura tinha um poder de combate defensivo assustador, então qualquer deslize poderia causar um dano irreparável.

— Falando nisso, o que é um dragão superior?

— Entre os dragões, aqueles que experimentaram um despertar extraordinário semelhante à transcendência são chamados de dragões superiores.

— Transcendência?

Os olhos de Lucan se arregalaram. Era a primeira vez que ele tinha ouvido falar de um ser que era realmente um transcendente, e não apenas na forma de boatos.

— Da mesma forma, um lorde demônio que atinge o mesmo estágio é chamado de rei demônio.

Lucan estava intrigado.

— Sem chance. Se fosse assim, o Segundo Rei Demônio Colladikus seria um transcendente.

Se Colladikus fosse um transcendente, Lucan, que o tinha ultrapassado, devia ser transcendente também. Porém, Lucan sabia que ele não estava naquele nível.

— Aqueles que não são transcendentes, mas estão perto de se tornarem, são chamados por esses nomes. Em particular, os reis demônios gostam muito do título. Porém, até onde eu sei, o único digno de ser chamado de Rei Demônio na Estação Pavalia é Keljark, que é o inimigo do Dragão Superior Shakan.

— Saquei.

Como Aquana havia dito, a Estação Pavalia tinha seres poderosíssimos. Em outras palavras, havia dois obstáculos que Lucan não conseguiria vencer com suas habilidades atuais. Ele ficou um pouco tenso enquanto pensava a respeito.

— De qualquer forma, isso não explica por que você estava lutando contra Colladikus.

— Quando eu o conheci, ele era apenas um pouco mais forte do que eu. No entanto, Klater caiu na armação dele e assim eu fui derrotada. Depois, Klater também foi capturada.

— Que desgraçado!

— Colladikus foi elogiado pelo Rei Demônio Keljark por destruir dois mundos espirituais que pertenciam ao acampamento de Shakan. Depois disso, Keljark deu a ele uma anomaloria e incrementou o poder dele. Desde então, Colladikus se proclama como o Segundo Rei Demônio.

Lucan pôde sentir a dor profunda de Aquana em suas palavras.

— A partir de então, eu estive presa na Aok e fui ameaçada constantemente. Eu não desisti até o fim, mas Klater sucumbiu e se juntou a Colladikus. É um milagre que eu esteja livre agora.

Aquana estava com os olhos cheios de lágrimas enquanto falava sobre aquele assunto.

Lucan também estava triste. Quando ele viu Aquana pela primeira vez, as pernas e braços dela tinham sido cortados. Só de olhar, era óbvio de notar que Colladikus tinha infligido uma dor tremenda em Aquana.

Lucan também não gostava que Colladikus tivesse ido para a Hwanmong da Terra e causado um frenesi. No entanto, após ter ficado mais próximo de Aquana, havia uma outra razão para estar puto com Colladikus. Lucan enxugou as lágrimas dela e disse:

— Eu vou cuidar de Colladikus, então não precisa chorar.

Aquana balançou a cabeça negativamente.

— Se isso acontecer, você vai incitar a ira do Keljark, que está por trás das ações de Colladikus.

— Não tenho outra opção. Colladikus não vai desistir da Hwanmong da Terra e logo vai voltar para lá. Eu tenho que eliminar ele antes disso.

Lucan não tinha a intenção de lutar uma batalha imprudente, mas ele não ia se esconder e fugir de uma. Ele iria lutar e ficar mais forte. Ele não conseguiria se tornar um transcendente se fugisse de situações perigosas onde pudesse morrer.

Aquana parou por um momento antes de dizer:

— Se o senhor realmente quer seguir esse caminho, você deveria se juntar às forças do Dragão Superior Shakan primeiro. Assim, o senhor não terá que lutar contra o Rei Demônio Keljark diretamente.

Os dois transcendentes iriam estar sempre no encalço um do outro. A maioria das guerras que ocorriam envolviam esses dois lados.

Lucan assentiu.

— Eu vou pensar nisso também.

— Tenha cuidado e apareça aqui de vez em quando.

Aquana sabia que Lucan estava prestes a ir embora. Lucan sorriu.

— Claro. Não se preocupe comigo.

Lucan beijou Aquana e a abraçou suavemente antes de voar até o mar de nuvens. O veleiro preto de Cerato estava esperando nas proximidades.

— Senhor! Para onde vamos agora?

Assim que Lucan pousou no convés, Cerato percebeu a presença dele e deixou o seu recanto do prazer.

— Eu quero eliminar todas as ameaças em torno deste mundo.

— Ameaças?

— Vou limpar os piratas nas proximidades.

— Huhu, deixe isso comigo. Eu conheço todos os piratas daqui muito bem.

— Mesmo? Então, me diga o que você sabe sobre Colladikus.

Cerato ficou tenso com esse pedido.

— Você está falando do Segundo Rei Demônio Colladikus?

— Sim, ele mesmo.

Os olhos de Lucan brilhavam friamente.

— Ele pertence ao exército de Keljark, mas ele é tão famoso que são poucos os que não o conhecem na Estação Pavalia.

— Ah, aliás, você também é parte do exército de Keljark como Colladikus?

Lucan perguntou de repente. Cerato negou com a cabeça e disse:

— Eu sempre tive uma política de não me envolver em grandes guerras. É o segredo por trás de como consegui viver tanto tempo como um pirata.

— Então, Shakan e Keljark ainda estão em guerra.

— Isso está correto. Não sei quando a guerra vai acabar, por isso é melhor não se envolver.

— Compreendo. Agora, vamos focar nos piratas mais próximos. Me leve onde eles aparecem com frequência.

— Sim, senhor.

Cerato moveu o veleiro imediatamente. Então, Lucan perguntou:

— Quais são as habilidades dos piratas?

— Há poucos piratas aqui perto com os quais o senhor precisa se preocupar. Apenas fique atento com o Rei Demônio Scolaris.

— Ele se chama de rei demônio, então ele deve ser muito forte.

— Ele é igual a Colladikus. Se você se encontrar com ele, é mais sensato desistir da luta. Felizmente, nós podemos escapar neste navio.

Assim que o veleiro de Cerato estava prestes a sair da Ilha Freya…

*Swaaah*

Houve uma rajada de vento e um barco enorme apareceu na frente do veleiro de Cerato. Era um navio vermelho que parecia pelo menos dez vezes maior à primeira vista! Diante dele, o veleiro de Cerato parecia uma canoa.

— Vish!

Cerato ficou chocado e parou seu navio. Ele ficou tenso e rapidamente disse a Lucan:

— Que azar! Bem ele?

— Você conhece essa pessoa?

Lucan perguntou calmamente. Cerato fez uma expressão de pavor.

— Sim. Ele é alguém que nunca devemos encontrar. Aff! Que dia azarado. Tudo o que eu consegui na vida…

— Ele é o Rei Demônio Scolaris?

— Senhor, eu vou cuidar disso, então por favor espere aqui.

Cerato estava preocupado que Lucan fosse tentar lutar contra Scolaris.

Naquele momento, um lorde demônio voou do navio de Scolaris e pousou no veleiro de Lucan. Ao contrário de Cerato, que parecia um minotauro, o recém-chegado tinha um corpo humano com a cabeça de um veado, mas seus olhos brilhavam como os de um demônio. Uma de suas mãos segurava um cajado como se fosse uma lança. Era pelo menos uma arma de classificação lendária e Lucan podia sentir uma energia extraordinária vindo da safira azul incrustada nela. Um lorde demônio não iria utilizar uma arma de classificação lendária, por isso foi provavelmente era classificação mítica.

— Quanto tempo, Cerato. Você ainda não morreu!

— Turun! Você também ainda está inteiro, pelo visto.

Cerato encarou Turun, que era a mão direita do Rei Demônio Scolaris. Turun cuidava de tudo o que Scolaris não queria fazer.

— Kukukuk, Cerato, Cerato! Nesse meio tempo eu estou vendo que você conseguiu uma porção de equipamentos interessantes, não é? Passe tudo para mim, mas pode ficar com o navio.

Cerato fez uma expressão de quem não gostou.

— Você está realmente pedindo isso? Você quer que eu morra?

Então, Turun olhou ferozmente para Cerato.

— Sim, eu quero tirar todo o seu poder hoje. Aliás, acabei de lembrar que eu ouvi rumores de que você estava colecionando delicinhas. Elas estão abaixo do convés?

— E-espere um minuto!

Cerato se encolheu. Seria o fim se Turun encontrasse o seu recanto do prazer. Mesmo que ele fosse um lorde demônio, ele seria roubado. Cerato teria de liberar todos os membros de sua Família e eles imediatamente se tornariam escravos do Rei Demônio Scolaris.

Porém, naquele momento…

*Chop*

A cabeça de Turun, que estava ameaçando Cerato, foi separada do corpo.

— Kuaaa!

A cabeça flutuante gritou e se transformou em pó.

*Pasususu*

Em seguida, seu corpo também se desintegrou. Na frente dele, Lucan estava segurando uma foice.

A energia destrutiva é muito satisfatória.

Lucan queria experimentar a Foice Destrutiva, que era uma arma de classificação mítica.

Turun foi destruído no momento em que sua cabeça foi separada do corpo, e o corpo também desapareceu da mesma maneira depois de um momento.

[Você ganhou experiência]

Apesar dele ter eliminado um lorde demônio, ele não subiu de nível e só ganhou um pouco de experiência.

[Você obteve duas Partículas Dimensionais]

[Você obteve o Coração de Turun (mítico)]

[Você obteve a Armadura Completa de Turun (mítica)]

[Você obteve a Lança Mágica Jekadis (mítica)]

Ainda assim, o loot que ele conseguiu foi bom. Claro, itens de classificação mítica não poderiam ser realmente ser considerado como loot. Além disso, ele ganhou duas Partículas Dimensionais.

Vermillion
Domina Inglês e Português. Spymaster nas horas vagas.
FONTE
Cores: