RN – Capítulo 22 – 3Lobos

RN – Capítulo 22

Assassino Fantasmagórico

O interior da caverna estava escuro, então Marvin acendeu uma tocha com uma pederneira e fincou ela na lama ao redor do altar. Ele empurrou as pedras para o lado, revelando a verdadeira forma do altar abandonado.

Este altar foi abandonado porque os altos-elfos deixaram este território durante a 2ª Era. Naturalmente, ele foi descartado depois de um longo período de tempo. Mas suas funções básicas ainda permaneciam ali. O deus elfo ancião era um deus indulgente que permitia a existência de não-crentes e estava disposto a fazer negócios com eles. Marvin estava, portanto, bastante confiante em ativar o altar. Se ele fosse lidar com algum deus maligno, ele seria duas vezes mais cuidadoso, pois todos sabem que estes deuses malignos comeriam ele sem esforço depois de obterem benefícios.

As runas no chão eram todos personagens de altos-elfos, e mesmo entre aqueles elfos comuns que permaneceram em Feinan, poucos eram proficientes nesta linguagem.

[Você encontrou um altar élfico ancião]

[Conhecimento: Vestígios Históricos +1]

[Conhecimento: Vestígios Históricos (Altar Élfico Ancião)]: Este é um altar abandonado dos tempos antigos dos elfos por meio do qual você pode ter uma comunicação simples com o deus elfo ancião ou seu representante.

Marvin não estava familiarizado com essas runas, mas sabia como ativar o altar. Havia uma tigela de água muito pequena feita de argila no centro do altar com desenhos de alguns monstros ferozes.

Dizia-se que esses monstros eram todas encarnações do deus elfo ancião. Eles pareciam feios e terríveis, mas na verdade eram incomparavelmente gentis.

Ele tirou o dedo do lich e colocou-o dentro da tigela de água. Cinco respirações mais tarde, os braseiros que cercavam o altar inflamaram!

*Pshhh!*

Seis chamas divinas, isso significava que o altar foi ativado!

A divindade no dedo decepado do lich realmente atraiu a atenção do antigo deus. Mesmo que ele não venha em pessoa, ele ainda enviará um avatar. — Marvin sorriu.

Sem o dedo do lich, ele teria que usar outra maneira de ativar o altar, e isso utilizaria uma grande quantidade de gemas. Por enquanto, não houve custo. Afinal, essa coisa é muito rara no mundo de Feinan.

No centro do altar, uma bola de fogo levantou-se antes de se transformar gradualmente no rosto de um homem feio.

— O que você quer? Descendente dos Numan?

Numan? — Marvin ficou um pouco surpreso porque pensou que ele era apenas um humano comum.

Havia um ponto de interrogação sobre o status de sua raça, provavelmente indicando algo escondido em seu sangue, mas ele ainda não esperava ser um descendente numan. Eles eram conhecidos como conjuradores natos. Eles até estabeleceram seu próprio país durante a 3ª Era. Mais tarde, todas as outras raças juntaram-se para banir a raça numan para o vazio, devido à sua força poderosíssima.

Em outras palavras, numan nascem bruxos. Não eram nativos de Feinan, mas sim forasteiros. Mas agora não era hora de pensar sobre isso. Marvin apressadamente fez seu pedido encarando as chamas.

Depois de ouvir o pedido de Marvin, o rosto nas chamas ficou em silêncio por um momento e depois disse:

— Este é o dedo decepado do lich Ange-Marie, que contém uma grande quantidade de poder. Seu preço é justo. Dê três passos para atrás e você receberá o que desejou.

Marvin fez conforme lhe foi dito e recuou três passos para sair do altar.

*Puf!*

Aquele rosto no centro do altar se dissipou. A tigela de cerâmica ardeu em chamas e o dedo dentro dela desapareceu entre as chamas. Isto foi a negociação justa entre Marvin e o deus elfo ancião.

De qualquer forma, o dedo decepado do lich não era útil para ele no momento, então ele poderia trocar isso por algo que poderia ser útil.

Em um instante, duas sombras, uma alta e uma baixa, apareceram dentro das chamas. E ao mesmo tempo, duas bolas de luz voaram e entraram na glabela de Marvin.

Marvin não se esquivou e deixou aquelas duas bolas de luz entrar em seu corpo, porque o deus elfo ancião tinha uma reputação muito boa.

A primeira bola de luz foi a bênção do deus elfo ancião.

[Bênção Abundante]: Destreza +1

Mesmo que fosse simples, o efeito ainda era muito prático. Este ponto de atributo era, afinal, muito valioso. A Destreza de Marvin chegou a 19 e chegaria a 20 quando ele enfrentasse múltiplos inimigos utilizando o título [Especialista em Batalha Caótica].

Alcançar 20 pontos significava alcançar um limiar de Destreza e ele seria recompensado com a especialidade [Escalar Parede]!

[Escalar Parede] era uma especialidade muito prática. — Marvin pensou nostalgicamente. Mesmo que ele pudesse ativá-la agora, ainda seria em circunstâncias específicas, mas também aumentaria muito seu poder de luta.

Quanto à 2ª bola de luz, era uma marca de lealdade.

[Marca da Lealdade]: Seus dois seguidores serão para sempre leais a você.

— Mestre! Koul Âmbar jura lealdade ao senhor!

— Mestre! Simone Ágata jura lealdade ao senhor!

Dois elfos, um alto e outra baixa, saíram do altar e juraram lealdade a Marvin.

Um Âmbar, uma Ágata. O deus elfo ancião não sabe escolher nomes muito bem. Mesmo que ele goste de gemas, usar esses nomes em seus próprios descendentes? — Marvin estava rindo em silêncio, enquanto começava a verificar a força de seus dois seguidores.

Nada foi inesperado, e eles se encaixam em seus requisitos. O deus elfo ancião concedeu dois poderosos ajudantes, sendo os dois da classe [Assassino Fantasmagórico] de 2º ranque.

Os atributos dos dois seguidores eram quase idênticos. Koul era um homem e tinha um pouco mais de força. Simone era uma mulher, e seu carisma era um pouco maior. O resto de seus atributos eram todos os atributos padrão de um [Assassino Fantasmagórico] elfo de 2º ranque, com várias habilidades inclusas.

Com mais dois guarda-costas, Marvin imediatamente sentiu-se muito mais seguro. Eles eram especialistas genuínos de 2º ranque.

Seus níveis eram [Ladino nível 7 – Assassino Fantasmagórico nível 3] e eles tinham a habilidade mais forte entre as classes de 2º ranque, [Assassinato]. Sua percepção também era bastante impressionante, dando tudo o que Marvin precisava.

A única coisa que faltava era que esses dois não eram elfos reais. Eles eram apenas vidas criadas pelo deus elfo ancião. Mesmo que possuíssem inteligência, batalhas não aumentariam sua força. Mas era o suficiente para lidar com a situação atual.

É hora de fazer Miller pagar o preço por matar meu pai e invadir o meu território com gnolls. — Marvin pensou — Esta dívida só pode ser paga com sangue!

Marvin deixou Koul fazer a vigília noturna e dormiu muito bem dentro da caverna quente. O grupo de três deixou as Colinas do Silêncio Mortal pela manhã, chegando na Cidade Costa do Rio após três dias.

Dentro de um quarto, na Estalagem Chifre Negro.

Preocupada, Anna olhou para o quarto vazio e suspirou. Ela já havia chegado a Cidade Costa do Rio ontem à noite. Junto com ela estavam os vinte guardas jovens. Eles estavam vestidos como agricultores comuns, entraram na cidade em vários grupos e alojaram-se em várias estalagens nos arredores.

Marvin tinha deixado algum dinheiro para Anna e era suficiente para ela organizar tudo isso. Havia uma carta na mesa escrita por Marvin para ela. Principalmente para tranquilizá-la de que ele voltaria rapidamente e coisas do tipo. Mas Anna não estava realmente tranquila.

Ela tinha ouvido falar do fim da Gangue Aqueronte, exterminada unicamente por um homem conhecido como Mascarado das Lâminas Gêmeas. Anna não era uma idiota, pois mesmo que ela estivesse assustada com a nova força e coragem de Marvin, ela ainda podia adivinhar com precisão que o Mascarado das Lâminas Gêmeas deveria ser o próprio Marvin.

Tão perigoso. Jovem mestre Marvin, por que você foi tão impulsivo? — Anna estava um pouco preocupada.

Ela não sabia o que Marvin estava planejando, mas a sua intuição lhe dizia que Marvin certamente estava fazendo algo perigoso. Ela queria poder ajudar, mas agora ela só podia sentar e esperar por alguma notícia de Marvin. Ela se sentia desconfortável por algum motivo.

*Toc!* *Toc!* *Toc!*

Havia um padrão rítmico de três batidas na porta. Provavelmente André, o guarda capitão, extremamente leal, mas também bastante impulsivo.

Anna suspirou e depois abriu a porta. Três pessoas estavam de pé lá fora.

— Jovem mestre Marvin? —Anna ficou assustada — Eles são…

Seus olhos se arregalaram ao notar os dois fortes aventureiros atrás de Marvin.

— Eles são os ajudantes que eu convidei. — Marvin sorriu, perguntando —André e os outros?

— Eles estão por perto. Todos ficaram com raiva quando souberam que você sofreu uma tentativa de assassinato.

Anna respondeu.

— Isso é bom. —Marvin assentiu — Vá providenciar para que eles saiam em pequenos grupos e se juntem no canto leste da praça pública do distrito rico após o pôr-do-sol.

— Distrito rico? — Anna olhou fixamente.

— Sim, esta noite vamos cuidar do verdadeiro mentor de tudo isso. — Marvin sussurrou — Mas primeiro, eu preciso cuidar de algumas coisas. Você precisa ter cuidado para garantir que ninguém os reconheça como guardas do Vale do Rio Branco.

Anna tinha muitas outras perguntas, mas ouvindo as inquestionáveis ​​ordens de Marvin, ela só podia guardar suas dúvidas para si, por enquanto.

— Tudo bem, eu vou fazer isso!

Do lado de fora da Prefeitura ao pôr-do-sol, um oficial barrigudo estava em uma carruagem, indo para casa. Mas ele não sabia que três perseguidores escondidos na escuridão estavam observando-o.

A carruagem parou no distrito rico e o barrigudo desceu, sem nenhuma pressa, indo em direção à sua sala de estudos. Ele tinha alguns arquivos secretos que precisavam ser descartados.

De repente, ele sentiu algo errado no momento em que pôs o pé na sala.


JZanin
Professor de Química, mestre e jogador de RPG sem tempo.
FONTE
Cores: