PA – Capítulo 10 – 3Lobos

PA – Capítulo 10

Valor Potencial de Crescimento e um Visitante

 

 

— Você talvez não saiba disso, mas um supermercado é um lugar cheio de recursos, e é onde um grande número de pessoas se transforma em degenerados

Lutero e Sanji caminharam cuidadosamente nos escuros corredores de prateleiras, vigiando os arredores ocasionalmente. Os dois estavam segurando uma garrafa de vinho tinto cada. Não tiveram muita escolha, já que as garrafas eram as únicas coisas perto da entrada que poderiam ser usadas como arma, sendo os outros itens praticamente inúteis. Uma garrafa de vinho tinto não era uma arma confiável para usar contra um degenerado, mas eles pelo menos poderiam jogar a garrafa nele enquanto corriam.

Eles tinham deixado Marcie perto da entrada, deitada entre dois corpos. À primeira vista, não dava para notar a diferença entre ela e os cadáveres. Eles não sabiam dizer se ela ficaria feliz ao acordar, mas isso era um problema com o qual Lutero teria que lidar mais tarde…

— Vamos até a sessão de pratos prontos… — sussurrou Lutero. Quando ele tinha acabado de sugerir que eles deveriam ir para a sessão de comidas preparadas do supermercado, ele sentiu um forte cheiro rançoso. Se recusando a aceitar a situação, ele pegou uma caixa de salada de tomate. Assim que ele pegou a caixa, ele jogou ela fora. — Eles estão todos estragados! Já estão todos podres!

— Não é óbvio? — Sanji perguntou retoricamente, sem saber se devia rir ou chorar.

Demorou pelo menos vinte minutos até que os dois conseguissem explorar todo o supermercado tateando pela escuridão. Fora alguns poucos corpos que eles encontraram mais ao fundo, não havia nada fora do normal. Eles já não precisavam mais estar atentos a tudo. Colocaram as garrafas de vinho no chão e continuaram andando. Era bastante cansativo continuar carregando garrafas enquanto andavam pelo supermercado

— Mesmo que a luz do sol não chegue aqui diretamente, esse supermercado no subsolo é realmente muito escuro… você sabe onde podemos encontrar algumas lanternas? — Lutero estava me sentindo um pouco irritado, — Desde que chegamos a este Inferno Hipertermal, estivemos no escuro o tempo todo.

— A gente procura lanternas mais tarde. Eu não tenho certeza se eles vendem isso aqui, já que este é um supermercado de produtos gourmet importados. — Eles rapidamente chegaram à seção de alimentos enquanto conversavam. Mesmo que não conseguissem ler o que cada pacote dizia, cada um deles pegou vários pacotes de comida e carregou em seus braços. — Eu me lembro entretanto que eles vendiam velas com perfume lavanda… dever ser o suficiente desde que a gente consiga acender elas.

Enquanto eles conversavam silenciosamente, Lutero conseguiu abrir um dos pacotes que ele estava carregando.

—  Olha só, esses aqui são salgadinhos… — ele falou depois da agradável surpresa. De repente, uma voz reverberou através do quieto supermercado, — Lutero! Volte aqui agora!

Era a voz da Marcie.

— Marcie? Marcie, você está acordada! — Lutero ouviu a voz dela e rapidamente puxou Sanji junto enquanto corria, não demorou muito para que chegassem à entrada novamente. Debaixo da luz que entrava de lá de cima, ele notou que a Marcie estava de pé entre os dois corpos, e o rosto dela estava cheio de rancor. A expressão sombria era exatamente o oposto da que geralmente havia debaixo de seus cabelos ruivos.

Lutero se explicou alegremente e ofereceu o salgadinho de batatas fritas para ela, tentando apaziguá-la. Só então ela fez um “Humph” e decidiu esquecer o assunto. Em seguida, ela olhou para Sanji, hesitando por um momento, sem dizer uma palavra sequer.

Sem saber o porquê, Sanji de repente se sentiu um pouco ansiosa. Ela colocou no chão os petiscos que estava beliscando e perguntou a Marcie:

— Tem algo de errado com as minhas características?

— Não chamaria isso de algo errado… talvez eu não tenha coletado amostras suficiente. — Marcie sorriu, consolando Sanji: — As suas características são um pouco diferentes das que eu analisei anteriormente.

— O que você quer dizer com isso? — Sanji perguntou rapidamente.

— Não é algo tão fácil assim de explicar. Por que não dá uma olhada você mesma? — Assim que ela terminou de falar, as unhas dela cresceram novamente. Desta vez, diferente de antes, havia um leve brilho dourado nas pontas das unhas.

Marcie olhou ao redor e encontrou um lugar que era mais escuro. Ela sinalizou que ambos deveriam ir até ela. Em seguida, usando seu dedo indicador, ela escreveu algumas palavras no ar — cada palavra apareceu flutuando com um brilho dourado.

Sanji tentou suprimir seu espanto, com pouco sucesso.

— Suas características estão à esquerda, —  Marcie explicou e continuou escrevendo: — Vou escrever as características do Lutero para você comparar os dois.

Habilidades Passivas da Sanji Lin

Resistência ao Calor: capaz de resistir à temperaturas ambiente de até 125°C.

Sentidos Aguçados: não acerta sempre, mas a chance de acertar é alta.

A terceira habilidade está atualmente sendo desenvolvida.

Características Físicas da Sanji Lin

Altura: 168cm

Peso: 56kg

Tempo médio gasto para correr 100m: 11.6s

Tempo de reação: consideravelmente rápida

Visão: quase perfeita

Percentual de gordura do corpo: 18,5%

Percentagem em massa muscular: 45,7%

Valor Potencial de Crescimento: alto

Quando Marcie terminou de escrever, Lutero foi o primeiro a exclamar — Hein? —, o que fez com que Sanji se sentisse ainda mais nervosa. Marcie rolou os olhos para ele e continuou falando para ela:

— Essas não são todas as suas características. Eu escolhi algumas das categorias mais importantes. Vou escrever as demais informações depois de fazermos a comparação.

Sanji assentiu com a cabeça e rapidamente leu suas próprias estatísticas.

Desde criança, ela se dava bem em esportes, sendo bastante ágil. Ela tirava boas notas em educação física, que a maioria das outras meninas odiava, e ela até conseguiu um resultado muito alto no vestibular para a faculdade. Naturalmente, ela sempre era caçoada pelos meninos com frases do tipo, ”Só tem músculos e nada de…” Enfim, fora o Valor Potencial de Crescimento, todos os demais pareciam normais para ela.

Enquanto Sanji ainda estava imersa em pensamentos, as características de Lutero também começaram a aparecer no ar.

Habilidades Passivas do Lutero

Resistência Extrema ao Clima: capaz de sobreviver em climas com temperaturas extremamente altas ou baixas.

Constituição Reforçada: capacidades físicas aprimoradas.

Velocidade Otimizada: agilidade Aprimorada.

Olhos de Águia: melhora muito a distância que consegue enxergar e concede visão noturna aprimorada.

Parkour: é como se tivesse a destreza de um gato.

A sexta habilidade está atualmente sendo desenvolvida.

Características Físicas do Lutero

Altura: 174cm

Peso: 70kg

Velocidade: 120

Força: 89

Ataque Máximo: 101

Valor Potencial de Crescimento: 192

Depois que a Marcie havia escrito algumas categorias, Sanji finalmente entendeu o que ela queria dizer. Quando Marcie percebeu isso ela parou escrever.

— Você deve ser capaz de entender, certo? As características do Lutero são geradas conceitualmente usando a minha habilidade, e elas são como… características de um personagem de um jogo.

Sanji assentiu com a cabeça. Os olhos dela permaneceram por muito tempo na linha Valor Potencial de Crescimento.

— Não sei porquê, mas eu sou incapaz de conceitualmente converter seus dados. Não estou falando que seja impossível, mas acho que não é necessário. Todas as suas características atualmente são algo você pode obter de qualquer exame físico… Mas isso não é tudo. O mais importante é o Valor Potencial de Crescimento, — Marcie explicou calmamente. — Todo mundo, pelo menos todas as pessoas que nós encontramos até agora, exibiram um número fixo em seu Valor Potencial de Crescimento. Exceto se algo extremamente raro acontecer, esses números não mudam… Você é a primeira exceção.

O número 192 do Lutero ainda estava brilhando fracamente em pleno ar.

Sanji franziu a testa, mas Marcie continuou:

— Entre pós-Humanos, o Valor Potencial de Crescimento do Lutero é bastante elevado. Isso quer dizer, você deve ter aproximadamente o mesmo nível que ele…

204…

Lin Sanjiu levantou a cabeça e exclamou:

— Ren Nan! O Valor Potencial de Crescimento do Ren era 204! Usei minha habilidade no cadáver dele, então eu pude ver um bocado das características dele… Parece que minhas características devem ser muito boas!

Lutero parecia ter levado um soco no estômago. Ele gritou:

— Como pode aquele cara ter um Valor Potencial de Crescimento maior que o meu?! Isso é impossível! Eu sou o Senhor Supremo do Potencial…

— O Senhor Supremo da Estupidez é o mais correto, —  Marcie suspirou fracamente, olhando para Sanji. — É isso mesmo. Você entende agora? Suas características são muito anormais… Eu não sei como explicar isso atualmente.

—  Tudo bem. — Sanji riu. Originalmente, ela não sabia nada de tais características e habilidades. Mas agora ela já sabia sobre suas próprias características, mesmo que elas fossem diferentes. Pensou sobre o fato por um momento, depois deixou para lá. Quando ela estava prestes a falar para Marcie para sentar e comer com eles, Lutero de repente parou e perguntou:

— Você disse que… você manteve o cadáver de Ren com você?

— Sim, — Sanji respondeu e procurou no seu bolso. E o bolso estava vazio. Então ela se lembrou que trocou de roupas antes de sair do apartamento. A Carta do Ren Nan dela deve ter ficado no bolso da calça que ela estava usando antes. — Está no condomínio. Tem algum problema?

Lutero bateu na própria coxa.

— Isso é ótimo! Vamos descansar enquanto o sol está alto Nós devemos voltar lá a noite e vasculhar o corpo dele…

Lembrando a estranha postura do cadáver do Ren, Sanji se sentiu um pouco desconfortável.

— Vasculhar o seu corpo?

Sob o fraco brilho dourado das palavras, seus olhos de gato âmbar pareciam ainda mais claros e mais brilhantes.

Lutero estava parecendo bastante alegre.

— Temos que ver o que ele deixou para trás. Pessoas como ele que experimentaram alguns mundos geralmente carregariam algumas coisas valiosas. Os itens podem ser muito úteis.

— Já que você o matou, esses itens agora pertencem a você, —  Marcie acrescentou rapidamente, como se ela estivesse com medo que Sanji pudesse entender mal.

Pelo contrário, Sanji realmente não se importava, ela sorriu e disse:

— Okay. Podemos voltar lá de noite. O que faremos agora? — Enquanto ela falava, ela passou o pacote de biscoitos para Marcie.

Marcie pegou dois e começou a mastigar.

— Acho que este é um lugar realmente bom. Nós temos bebidas e comida, e a luz do sol não incomoda aqui. Nós precisamos encontrar algumas coisas para iluminar o local. Então, daí nós poderíamos limpar essa bagunça… — enquanto ela disse isto, levantou o queixo de um dos cadáveres.

Ela estava certa. Mesmo que o ar estivesse seco, eles não sabiam dizer se os corpos ainda apodreceriam nessa alta temperatura. Os três estavam famintos, eles devoraram um monte de comida como se fossem um tornado e então beberam mais água. Lutero foi o primeiro a se levantar num pulo.

— Vamos lá. Vamos pegar algumas velas com aroma de lavanda!

Como eles sabiam que não havia nenhuma ameaça no supermercado, desta vez, andaram muito mais rápido. Não demorou muito para o supermercado ser iluminado com o suave brilho das velas. Enquanto as velas queimavam, um agradável aroma de lavanda se espalhava pelo local.

— Nós já vivemos em dois mundos. Porém, esta é a primeira vez que temos um ambiente tão romântico, — Luther sorriu enquanto disse para Sanji, arrastando um corpo pelo ombro ao longo do caminho.

— Como você pode achar que isso seja romântico enquanto você está arrastando um corpo morto? — Sanjiu levantou as pernas do cadáver, achando o comentário dele muito engraçado. — Senhor Supremo, pode ir mais rápido?

Ambos estavam carregando um corpo, arrastando ele bem devagar escada rolante acima. Marcie estava parada no topo da escada rolante, vigiando o lugar. Ela sinalizou que era seguro. Este foi um sinal do exército que Lutero e ela aprenderam do mundo que eles estiveram antes deste. Ambos se apressaram para o primeiro andar e jogaram o corpo na outra pilha de cadáveres.

Essas pessoas uma vez estiveram vivas… Sanji se sentiu um pouco perturbada. Ela suspirou e perguntou:

— Quantos cadáveres ainda faltam?

— Não muitos. Apenas dois ou três cadáveres que acabaram na área de cosméticos. — Lutero limpou o suor. Sua pele clara e branca como a penugem de um coelho estava agora avermelhada. Enquanto eles respondiam, os três deles desceram a escada rolante e foram para a seção de cosméticos.

*Bang!*

De repente, ouviram uma batida que reverberou claramente pelo  supermercado.

Berjkley
Analista de Sistemas, Game Developer, Mestre de RPG. Gosta de Doctor Who, Não gosta de Vampiros Purpurinados.
FONTE
Cores: