MdG – Volume 2 – Capítulo 5 (Parte 6 de 9) – 3Lobos

MdG – Volume 2 – Capítulo 5 (Parte 6 de 9)

O campeão tinha cambaleado ligeiramente quando a adaga o atingiu, mas agora ele puxou a lâmina e deu um sorriso escancarado.

Sem hesitar um momento, o Matador de Goblins sacou sua espada estranha.

— Vou avançar.

— Certo! Me permita adicionar uma lâmina ao seu número!

O Lagarto Sacerdote selvagem sacou sua espada-presa e, seguindo seu Guerreiro Dragãodente, avançou para a luta.

Espadas ressoaram, gritos e berros. A pequena câmara funerária foi rapidamente encharcada com o fedor de sangue. Os goblins se pressionavam para o campo de batalha em enxames. Os abatiam, e só viriam mais. Eles tinham que alcançar o chefe.

Espada e escudo firmemente na mão, o Matador de Goblins se preparou corajosamente para avançar.

— A-ahn!

Uma voz veio de trás dele.

Era a Sacerdotisa, ainda segurando seu cajado no peito.

Ela olhou para ele, protegida pelas pedradas e flechadas do Anão Xamã e da Alta-Elfa Arqueira.

Ela abriu sua boca para dizer alguma coisa, mas nada saiu.

O Matador de Goblins não olhou para trás.

Em vez disso, ele mergulhou diretamente para a batalha, e logo ela já não conseguia mais o ver.

Ele se movia continuamente para que não pudesse ser agarrado por trás, visando sua espada nas gargantas dos goblins. Ele impulsionou sua espada para trás e trespassou mais um. Quem ele não podia cortar, ele golpeava com o escudo e o enviava ao chão.

Ele não estava sozinho. O Guerreiro Dragãodente lutava ao seu lado. Uma criatura rastejou a ele com uma adaga, mas ele deu ao monstro um chute e o enviou pelos ares. Suas garras esmagaram o maxilar do goblin.

O Matador de Goblins se virou e lançou sua espada em uma criatura armada com uma lança. Ele pegou uma clava aos seus pés.

— ORARAGA?!

— Cinco.

Caso ele fosse forçado a cruzar espadas com cada monstro na sala, ele provavelmente terminaria como picadinho em pessoa. Não havia como dizer quantos goblins haviam nessa horda e lidar com todos eles diretamente iriam o deixar exausto.

Bem, ele não lidaria com eles diretamente, então. O Matador de Goblins estava disposto a usar todas e quaisquer táticas.

— Deem a eles tudo o que você tem! —, ele disse.

— Com prazer! —, berrou o Lagarto Sacerdote. — Ahhh! Observe minhas ações, meu antepassado!

Com sua cauda, ele varreu um inimigo se aproximando por trás, depois agarrou um à frente e o girou ao redor antes de o lançar em uma parede.

— GORARA?!

— GROOROBB?!

Garras, presas e cauda. O corpo todo do Lagarto Sacerdote era uma arma, sua forma de combate era tão brutal quanto um turbilhão.

Seus inimigos eram uma legião. Todos os seus quatro membros golpeavam a esmo incessantemente, procurando algo para acertar. O Guerreiro Dragãodente ajudou abrir um buraco nas linhas inimigas, e o Matador de Goblins avançou através dele.

— Céus, há tantos!

— É por isso que é chamado de uma horda! Continue disparando!

A Alta-Elfa Arqueira e o Anão Xamã lançavam seus projéteis em quaisquer oponentes que os três combatentes corpo-a-corpo tinham deixado passar.

— Como você está se saindo, moça?

— Estou… controlando…

O milagre que a Sacerdotisa tinha chamado abaixo da Mãe Terra ainda estava em efeito, e os aventureiros estavam se saindo muito bem sozinhos contra os goblins que pressionavam e se apertavam através da porta.

Mas isso nunca poderia durar para sempre. O Matador de Goblins sabia isso melhor do que ninguém.

Ele atravessou o campo de batalha, esmagando um crânio de goblin com uma clava em sua mão direita. Ele usou seu escudo para dar um golpe em um monstro que veio investindo contra ele com uma espada longa, depois quebrou a criatura com sua clava.

Então ele atirou a clava, terminando com um terceiro monstro, antes de pegar a espada longa daquele que ele tinha acabado de matar.

— Dezessete…

Finalmente ele se inclinou, se cobrindo com o escudo, e correu ao longo da parede atrás da proteção do caixão de pedra. Ele estava indo diretamente para o campeão goblin, que estava protegido por vários dos seus subordinados.

O campeão era um colosso reduzido, usando armadura com uma cor de chumbo opaca, brandindo uma clava e uivando. Ele tinha de ser pelo menos tão forte quanto três goblins e podendo até mesmo derrotar duas pessoas.

Um campeão goblin era, em muitos aspectos, semelhante a um hobgoblin. Hob era originalmente uma palavra antiga que significava um andarilho, um gigante, um chefe ou um demônio. Os músculos enormes dessa criatura justificavam plenamente todos aqueles nomes, uma herança de seus ancestrais. Ele tinha treinado esse corpo se movendo de ninho para ninho, encontrando aventureiro após aventureiro em batalha. Era como um aventureiro com talento natural abundante que tinha ganhado uma grande quantidade de pontos de experiência, o goblin equivalente a um ranque Platina.

Isso, em suma, era um campeão goblin.

Uma dessas criaturas tinha assumido o Cavaleiro de Armadura Pesada inexperiente e a Cavaleira juntos na fazenda. Muito provavelmente, essa criatura era um guerreiro experiente.

— No fim, no entanto, goblins são goblins…

Isso não queria dizer que o Matador de Goblins estava subestimando a criatura. Ele nunca subestimava um goblin.

— ……

— ORGOORORB!!

O campeão gritou alguma coisa intimidante aos seus capangas trêmulos para os encorajar a maiores feitos de valor.

O Matador de Goblins, que tinha passado com êxito por trás da criatura, ajustou ligeiramente sua mão na espada.

Uma velha história afirmava que um certo rhea tinha uma vez arrancado a cabeça do rei goblin com um único golpe de sua clava. O Matador de Goblins não fazia ideia se a lenda era verdadeira, mas isso não o impedia de tentar algo semelhante.

Especificamente, matar a criatura com um só golpe.

Ele pretendia o apunhalar por trás, diretamente através do seu cérebro vulnerável.

Ele preparou sua lâmina para atacar.

— OROAGA?!

Ele sentiu a resposta cedendo para a carne, viu o jato de sangue…

— Hmm!

Mas o Matador de Goblins repentinamente grunhiu.

Ele tinha certamente perfurado alguma coisa. Mas foi um goblin diferente, um dos que tinha sido jogado em sua direção.


KakaSplatT
Técnico em eletromecânica e tradutor quando possível…
FONTE
Cores: