LAB – Capítulo 64 – 3Lobos

LAB – Capítulo 64

Curiosidade

Três dias depois, no jardim do castelo.

— Irmã Anna … — Nana puxou o robe de Anna e chamou seu nome para ter sua atenção.

— Sim? — Anna se virou e perguntou.

— Sabe a irmã Rouxinol … então, você não acha que ela tem se comportado um pouco diferente?

— Diferente? — Anna estava confusa — Você quer dizer sobre como ela está se vestindo agora?

Rouxinol estava ao lado de Roland, como muitas outras vezes antes, mas desta vez ela não estava usando sua roupa escura, como antigamente. Em vez disso, ela estava agora vestida como Anna e usava o uniforme estranho que Sua Alteza havia inventado. Embora Anna não quisesse admitir, o novo traje acentuava a figura alta de Rouxinol. Suas pernas bem ajustadas, cintura fina, bem como seus longos cabelos encaracolados a deixava com uma imagem mais vívida. Juntamente com seu robe e chapéu pontudo, qualquer um que olhasse para ela, percorreria todo o seu corpo com os olhos.

— Eu não estava falando das roupas dela. — Nana murmurou — Você não acha que o tom de voz da irmã Rouxinol quando fala com Sua Alteza e a expressão em seus olhos quando ela olha para ele está um tanto diferente do que era antes?

— Estão?

— … — Nana não sabia o que dizer, então ela desistiu e foi direto ao ponto — Bem, irmã Anna, mais tarde, quando for tarde demais, não venha me dizer que eu não avisei você.

Incapaz de pegar o fio da meada, Anna balançou a cabeça e ignorou Nana, mas se concentrou no corpo das outras bruxas.

A primeira que ela olhou foi Raio. Suas proporções eram parecidas com as de Nana, mas ela usava roupas particularmente incomuns. Observando melhor, Anna contou e descobriu que Raio tinha pelo menos doze bolsos costurados em sua jaqueta.

Quanto à outra bruxa, Wendy, ela não usava a mesma roupa que Rouxinol usava antes, do tipo que ocultava todo o corpo, mas em suas roupas femininas comuns e casuais, ela tinha exatamente o mesmo padrão que a roupa anterior de Rouxinol. No entanto, ela tinha algo que Ana achava um tanto desproporcional. Os seus seios eram … muito grandes.

— Agora que vocês concordaram em assinar o contrato, podemos começar o primeiro treinamento.

Roland finalmente ficou à vontade e começou o treinamento de suas duas novas bruxas, dando instruções.

— Raio, você vai primeiro.

— Sim! — Raio estava tão feliz por começar primeiro que jogou as mãos no ar quando saiu do galpão.

No momento, apenas alguns flocos de neve flutuavam no ar e nenhum vento soprava, então a menina flutuou gentilmente no ar e esperou o próximo comando de Roland.

— Mostre-me a sua velocidade mais rápida! — Roland olhou para cima e gritou para ela.

— Tudo bem, não tire os olhos de mim. — Ela mostrou o polegar para cima, entrou em uma posição inicial e depois rapidamente voou pelo castelo.

Roland calculou visualmente sua velocidade de voo e chegou à conclusão de que sua velocidade de voo deveria estar entre 60 e 80 quilômetros por hora. Esses números foram baseados em suas próprias experiências no volante em seu mundo antigo. Para um único voo, esta velocidade não poderia ser classificada como rápida, já que era semelhante a uma pomba comum. No entanto, Roland ouviu dizer que ela foi capaz de trazer consigo Rouxinol e Wendy durante sua viagem de volta à Vila Fronteiriça. Esse feito era muito mais impressionante em comparação à sua velocidade.

O que isso significaria se ela pudesse levantar um peso de mais de 100 kg? Aos olhos de Roland, ele já podia ver Raio carregando uma bomba de 100 kg …

No entanto, o próximo julgamento quebrou sua ilusão.

Quando o peso era superior a 50 kg, a altura do voo de Raio diminuía drasticamente. A partir da altitude anterior de 100 m, de repente ela só conseguia subir 10 m. Ao transportar quase 100 kg, ela só conseguia atingir uma altura de 2 m.

Ou seja, se ele transformasse Raio em um bombardeiro encarnado, mesmo quando só carregasse alguns kg de explosivos, ela entraria no alcance dos virotes das bestas e se tornaria um alvo fácil de derrubar.

Então Roland surgiu com novas ideias para essa jovem bruxa. Seja como uma batedora ou como uma exploradora para investigar o melhor local para um bombardeio, ela seria uma excelente candidata. Anteriormente, Roland parecia ter chegado em um impasse sobre as habilidades de Raio, mas agora ele podia ter um vislumbre de esperança novamente.

Enquanto o Príncipe testava as habilidades de voo de Raio, Wendy ficava em silêncio ao lado dele, analisando de perto todas as expressões de Roland.

Nos quinze anos em que ela viajou como errante após ter saído do monastério, Wendy tinha visto muitos tipos diferentes de pessoas. Pessoas comuns, agricultores, artesãos, soldados e nobres, não importava quem fosse, todos teriam a mesma reação. Enquanto eles não soubessem que ela era uma bruxa, eles mostrariam sua presteza e hospitalidade, mas quando eles percebiam que ela era uma bruxa, sua presteza e hospitalidade se converteriam instantaneamente em medo e ódio.  Toda vez que via esse comportamento desprezível, Wendy queria vomitar.

Ela pensou que pelo resto de sua vida ela sempre seria vinculada à porta voz do diabo e jamais seria aceita por um homem. Esta foi também a razão pela qual ela recusou a oferta de Rouxinol, não por desconfiança, mas porque tinha medo de machucar seu coração novamente.

No entanto, Roland Wimbledon já conseguiu mudar sua opinião.

Roland olhava para elas com a mesma expressão que ele olhava para as outras pessoas, como se ele já tivesse visto bruxas milhares de vezes. Quando ela conheceu Roland pela primeira vez no quarto de Rouxinol, ela pensou que ele escondia sua aversão pelas bruxas extremamente bem. Ela também acreditava que ele não mostrava nenhum desprezo porque Rouxinol estava diretamente ao lado dela. No entanto, com o passar dos dias, ela descobriu que a expressão em seu rosto ainda era a mesma.

Poderia ser que a capacidade de um membro da Família Real ocultar sua verdadeira intenção seja muito melhor que as pessoas comuns?

Outro divisor de águas foi o contrato. Anteriormente, Wendy pensou que seria apenas uma formalidade. Mas quando ela começou a ler o contrato, ela percebeu que estava cheio de cláusulas densas. Ele não apenas listou suas responsabilidades, mas também declarou seus próprios direitos.

Isso era simplesmente inconcebível! Ele colocava a bruxa em seu exército, mas não as privava de sua liberdade, ainda sendo bastante generoso para elas. Será que isso ainda poderia ser chamado de contrato?

Por exemplo, o artigo 2.1 (foi a primeira vez que Wendy viu tal estrutura), a bruxa poderia tirar uma licença remunerada, o que significa que ela ainda ganharia dinheiro mesmo nos dias em que não trabalhasse.

Em seguida, a bruxa deveria completar os projetos experimentais de acordo com as ordens do empregador, mas se parte do projeto fosse muito difícil de completar, não fosse possível, provocasse desconforto ou se a bruxa sentisse que seria muito perigoso, a bruxa poderia pedir alterações ou rejeitar tal projeto experimental.

Então, a próxima cláusula dizia que o empregador deveria providenciar e garantir a segurança da bruxa. O empregador era responsável pela acomodação, comida e salário da bruxa. Quando uma parte da condição não fosse atendida, a bruxa estava autorizada a suspender unilateralmente o contrato.

Wendy pensou que esses artigos eram um pouco prolixos, mas eles expressavam seu significado com muita clareza. Depois de assinar o contrato, a bruxa não se tornaria uma posse do Príncipe. Claro, ela tinha que executar suas ordens, mas também tinha direitos iguais e sempre poderia ter o direito de dizer não. Por causa desse contrato é que Wendy finalmente sentiu a sinceridade do outro lado. Se fosse apenas para manter as aparências, não era necessário escrever uma lista tão detalhada de tratados.

Chegando a esta conclusão, Wendy só conseguia pensar em Rouxinol. Wendy sabia muito bem de tudo o que Rouxinol passou, e ela também sabia o quanto Rouxinol desprezava e odiava os nobres da aristocracia. Mas agora, quando Rouxinol falava com Roland, seu tom e comportamento mostravam tantos tipos diferentes de emoções.

Receio que nem mesmo ela esteja ciente dessas mudanças.

Dois meses atrás, ela saiu do acampamento da Associação Cooperativa das Bruxas e foi em direção a Vila Fronteiriça. E somente no pequeno espaço de dois meses, Rouxinol já começou a confiar completamente nesse homem.

Ela preferiu romper todos os laços com a Associação Cooperativa das Bruxas do que nunca mais ver Vila Fronteiriça novamente. Em seu coração, era muito provável que ela já visse o lugar ao lado de Roland Wimbledon mais como sua verdadeira casa do que a Associação Cooperativa das Bruxas.

É muito triste o que aconteceu com a mentora Kara. Ela, como fundadora da Associação Cooperativa das Bruxas, esqueceu o quão importante é cada irmã sobrevivente.

Wendy sabia que não havia possibilidade de voltar atrás.

Já que o destino me trouxe a este lugar, então porque eu não posso acreditar nas escolhas que Rouxinol fez? É como sempre foi, da mesma forma que ela sempre acreditou nas …

— Wendy?

— Hã … — Com este grito, Wendy foi trazida para realidade, para além de seus devaneios, só para descobrir que Raio já havia terminado seus testes e que agora todos estavam esperando por ela.

Dando a todos um sorriso apologético, ela saiu do galpão.

Você já tomou sua decisão, então agora você tem que passar por isso. Além do mais, você não pode perder para a geração mais nova, certo?

Mas neste momento, todos ouviram o chifre tocar novamente. O som ecoou pelas montanhas, rompendo a tranquilidade da vila.


JZanin
Professor de Química, mestre e jogador de RPG sem tempo.
FONTE
Cores: