LAB – Capítulo 53 – 3Lobos

LAB – Capítulo 53

Coração de Fogo (Parte 2)

No dia seguinte ao acordar, Roland e os outros se despediram de Rouxinol.

— Embora a razão ainda não esteja clara, Anna provavelmente é a primeira bruxa a despertar sem sentir dor — Rouxinol disse animadamente antes de sair. Depois de Rouxinol ter seguido Roland por um longo tempo, ela se acostumou com o termo despertar, ao descrever a transformação da bruxa. — Quando eu voltar, vou trazer minhas irmãs comigo. Espero que você nos aceite, assim como aceitou a Anna.

Isso seria exatamente o que Roland desejava. Com apenas a habilidade de Anna, ele foi capaz de revolucionar o processo de forjamento, permitindo que a vila testemunhasse o amanhecer da era industrial, então o que ele poderia fazer com um monte de bruxas? Claro, ele também tinha que levar em conta questões de segurança, uma vez que atravessar as montanhas durante os Meses dos Demônios era muito perigoso.

Mas, aparentemente, Rouxinol estava bastante ansiosa para trazer suas irmãs para vila, porque ela disse:

— Durante este inverno, muitas das minhas irmãs terão de enfrentar este período difícil. Se eu puder levar essa notícia um pouquinho mais cedo, eu posso ser capaz de salvar pelo menos algumas das minhas irmãs. Tenha certeza, normalmente as bestas demoníacas não conseguem saber onde estou.

Finalmente, Roland perguntou:

— Quando será o seu dia de despertar?

Rouxinol virou-se e montou em seu cavalo:

— No final do inverno ou no início da primavera. — Ao sair, Rouxinol acenou de volta para o Príncipe — Não se preocupe comigo, conforme os anos, a tortura do diabo ficou mais fácil e mais leve para mim.

Essa resposta deu a Roland algo para pensar.

Ele já tinha pensado no porquê que Anna conseguiu sobreviver ao seu dia de despertar. Afinal, assim que acordou, Anna disse que não sentiu dor alguma. Isto estava completamente fora do conceito de Rouxinol —  o poder das bruxas vem do diabo, por isso o nosso poder é contaminado pelo mal — Isto podia ser visto quando seu sangue preto era expurgado por todos os poros. Sua pele ficaria queimada, deixando o corpo em uma condição miserável. Era uma evidência inabalável e irrefutável.

No entanto, desde o início, Roland pensava que isso estava errado.

Ele revirou as lembranças do velho príncipe, mas não encontrou nenhuma prova de que Deus ou o Diabo existiam neste mundo. Uma vez que não é um poder divino, não deve ser considerado como um padrão para distinguir entre o bem e o mal. De fato, mesmo se houvesse deuses que frequentemente interferissem com o mundo mortal, ainda eram os crentes que escolheriam seu próprio campo. Só então os deuses obteriam seu poder, e não vice-versa.

De acordo com a descrição de Rouxinol, o poder mágico iria se reunir no interior do corpo da bruxa, em um único ponto. No entanto, quando a magia não conseguisse mais ser liberada, ela começaria a destruir o próprio corpo onde estava? Roland pensou que a possibilidade dessa teoria estar certa era muito alta. Afinal, a maioria das pessoas que se confrontavam com hostilidade e pressão, certamente escolheriam esconder suas próprias habilidades, fingindo ser normais enquanto esperavam deixar o campo de batalha ainda com vida. Isso levaria ao ponto em que antes de atingirem a idade adulta, raramente teriam a oportunidade de usar sua magia.

Roland certamente não pensou que fora seu castelo quem anulou a tortura do diabo. Ele perguntou a Anna se ela teve uma experiência insuportavelmente dolorosa antes disso. Se alguma coisa estivesse diferente, então foi porque ela veio para o castelo e foi capaz de usar sua magia quase todos os dias.

Assim, com a resposta final de Rouxinol, seu palpite foi confirmado. Sua habilidade furtiva não era muito perceptível, de modo que ela poderia até mesmo usá-la com frequência. Além disso, ela foi forçada a treinar sua habilidade por outras pessoas e foi forçada a usar sua habilidade de forma imprudente. Assim, o efeito ricochete de seu poder mágico tinha pouco impacto nela.

Quando Roland estava de volta ao castelo, ele imediatamente iniciou o treinamento aprimorado de Nana. Se ninguém fosse ferido enquanto defendesse a vila, ela tinha que tratar uma variedade de pequenos animais. Se ele pudesse confirmar sua teoria com a ajuda de Nana, o significado para a comunidade de bruxas poderia seria algo digno de tremer as próprias bases da terra. A maldição do diabo se transformaria num presente divino. Enquanto ele pudesse garantir que seu território fosse um refúgio seguro para as bruxas, inúmeras massas de bruxas viriam para Vila Fronteiriça.

Ele não sabia como, mas depois do último ataque tudo voltou à normalidade, sem grandes grupos de bestas demoníacas.

Roland começou a intensificar a produção de seu motor a vapor 2.0, mas também deu tempo suficiente para Anna se familiarizar com suas novas capacidades.

Ele construiu outro casebre em seu quintal, que desta vez estava coberto da neve. A intenção era usar como uma área experimental, já que ele ainda sentia que era mais seguro construir um em seu próprio quintal.

Rouxinol tinha dito anteriormente que as bruxas, ao atingir a idade adulta, iriam estabilizar seu poder mágico e provavelmente produzir novas capacidades derivadas de sua habilidade original. No entanto, até agora ele não tinha visto Anna mostrar novas capacidades, mas seu controle de fogo tinha se tornado completamente diferente.

Não, mesmo que pudesse ser chamado de chama ainda era … Roland pensou que a antiga chama ainda estava no alcance de entender com bom senso, mas agora a chama verde não era compreensível com o senso comum.

Ele o chamou de Coração de Fogo.

A chama conseguia existir longe de Anna e ao mesmo tempo ser influenciada pela vontade dela, capaz de mudar a sua forma. Assim, como ela estava fazendo agora. O Coração de Fogo estava queimando em cima de um painel de ferro há dois metros de distância dela, balançando levemente para frente e para trás, como se estivesse a saudando. No entanto, Roland sabia que Anna ainda estava controlando. Normalmente, o Coração de Fogo tinha uma temperatura próxima da temperatura do corpo, mas bastava Anna querer e a sua temperatura iria aumentar consideravelmente, mudando sua cor de um verde jade para verde mais escuro. Da mesma forma, ele também poderia se transformar em um grande aglomerado de chamas de chamas menores ou mesmo mudar sua velocidade de movimento.

Infelizmente, não podia ir muito longe de Anna. Depois de repetidos testes, descobriram que quando a chama se movia a mais de cinco metros de distância de Anna, ela desaparecia.

Outra capacidade Coração de Chama era que Anna poderia chamar mais de uma chama, mas até agora ela mal tinha sido capaz de operar duas chamas simultaneamente.

Mesmo assim, a situação na muralha poderia ser descrita como calma. As demoníacas ainda apareceriam uma após a outra para além da muralha, mas não havia presença de uma espécie híbrida. Sem esta, era quase impossível para as bestas demoníacas romperem o cerco novamente. Assim como Roland tinha dito, elas se tornaram mais fortes e mais rápidas, mas ainda eram apenas animais mutantes. Devido ao enorme comprimento da muralha, eles tiveram que conduzir as bestas demoníacas para a seção média da muralha, de modo que a milícia, com apenas duzentos membros, conseguiu defender a muralha tranquilamente.

Assim, além de sua rotina diária de patrulhar seu território, Roland tinha muito tempo para gastar em construção.

Ele tinha reservado um local ao sul do castelo e planejava usá-lo como área de estar para as bruxas que estavam chegando. Como investidor do projeto, ele nomeou Karl como o chefe dos trabalhadores, construindo um lote de casas de alvenaria de dois andares. Ao mesmo tempo, ele projetou um layout razoável e bonito, permitindo uma fácil entrada e saída, e um bom sistema de drenagem. Roland se esforçou para criar um bairro bem planejado.

Ele também considerou se as bruxas seriam distribuídas para as áreas antigas ou apenas para as novas áreas urbanas, misturando-se com os habitantes comuns, mas depois de pensar sobre isso, ele desistiu do plano. Embora isso ajudasse a acelerar a aceitação das bruxas pelas pessoas normais, antes que ele pudesse apagar todos os mal-entendidos, as consequências poderiam ser irreparáveis. Afinal, as bruxas só tinham uma certa influência dentro da milícia.

Além disso, também não havia garantia de que as bruxas trazidas por Rouxinol fossem pessoas inofensivas e comportadas. A maioria sofreu a dor e o sofrimento do mundo, então Roland temia que a situação não fosse tão fácil como aparenta ser. Afinal, todas as bruxas não podiam ser como Anna e Nana.

Além disso, com as bruxas morando em um mesmo perímetro, seria fácil gerenciar os problemas coletivamente. Antes de chegarem, Roland tinha que elaborar todas as regras e regulamentos pertinentes. Até agora, Roland não tinha nenhuma experiência para se basear, afinal, ele não tinha nem o pessoal nem a capacidade da Agência de Segurança Nacional, nem era o criador dos Vingadores, para saber como trabalhar com um grupo de pessoas com diversos poderes e habilidades! Sem possuir uma opção melhor, Roland teve que seguir com um projeto básico utilizado na gestão de pessoas pelas empresas, construindo devagar o seu caminho e tateando as paredes.

Claro, Roland sabia que este projeto tinha falhas, mas como um pioneiro, o que mais ele poderia fazer? Colocar o rabo entre as pernas e ficar em Vila Fronteiriça levaria décadas para ele alcançar o limiar da industrialização. Contudo, ele não era um cultivador, então como ele poderia esperar décadas?

Querendo levar esta era para a próxima, estando na vanguarda da reforma, era necessário ter um espírito aventureiro.

Justo quando estava gravando esses pensamentos no papel, Barov abriu a porta e entrou.

Sacudindo a neve de seu casaco e saudando o Príncipe, ele informou:

— Vossa Alteza, um mensageiro de Forte Cancioneiro está chegando.


Deodoro
Tradutor nas horas vagas. Só joga no hard.
FONTE
Cores: