LAB – Capítulo 30 – 3Lobos

LAB – Capítulo 30

Fora da névoa

O homem que ficou à frente de Cicatriz Sinistra mal avançou e já sofreu dois ataques rápidos de Brian, tendo sua espada lançada para longe.

Na verdade, eles não eram bem uma patrulha da vila, seria mais correto chamar esses vagabundos de bando de valentões. E pensar nisso, alimentava a ira de Brian ainda mais. Além de extorsão e chantagem, o que mais essas pessoas faziam? Galgo e Brian tinham realizado as tarefas dadas pelo Lorde sem deixar nada para trás, mas as pessoas abaixo deles eram de uma categoria completamente diferente.

E pior, estes vermes seriam os responsáveis por levar as pessoas até o refúgio no Forte. Esta escória teve a coragem de matar Galgo e ainda usar estes métodos sórdidos.

Isto era imperdoável!

Brian golpeou com sua espada na direção de seu oponente amedrontado, cortando seu pescoço fora. Mas neste momento, uma sombra que estava por de trás das costas do decapitado, acertou o coração de Brian em um piscar de olhos. O golpe foi muito sutil, por isso, quando Brian notou já era tarde demais para desviar.

Em um ato desesperado, ele violentamente caiu para trás em direção ao chão, sentindo uma dor aguda na região do peito.

Depois de rolar duas vezes para trás, ele imediatamente se levantou novamente e tomou uma postura defensiva. Brian teve a sorte que o ataque furtivo de agora a pouco só conseguiu perfurar seu casaco e um pouco de sua pele, não causando nenhum dano sério. A chave era atingir o ponto fraco de um homem com a espada! Com a impressão que ele possuía de seus próprios membros da patrulha, Brian tinha certeza de que nenhum deles tinha habilidades com espadas.

— Hã? Você ainda está vivo — O homem chutou as armas de seus companheiros mortos que estavam no chão, e passo a passo veio para a frente para Brian.

— Que diabos? — Brian não conseguiu identificar este homem. Ele não era um homem alto, mas suas mãos eram muito grandes em comparação com o seu corpo. Quando seus braços estavam paralelos ao seu corpo, suas mãos quase atingiam os joelhos. Além disso, seus olhos eram muito estranhos. Brian podia jurar que nunca tinha visto este par de olhos.

— Você não é um membro da patrulha da vila … quem diabos é você?

Embora cinco dos dez membros da patrulha da vila fossem seus vizinhos, Brian raramente falava com eles, mas sempre sabia reconhecer estas pessoas. Portanto, obviamente este camarada era substituto de alguém da equipe, e seguiu todos eles enquanto estavam a caminho do castelo. Isso não era tão estranho assim, pois o trajeto até o castelo estava bastante escuro, então Brian realmente poderia ter deixado passar batido. Além disso, ninguém do grupo de Cicatriz Sinistra pareceu reagir. Se ninguém parecia surpreendido, então a única possibilidade possível era que Cicatriz Sinistra tivesse contratado essa pessoa.

— Você já deve ter adivinhado a resposta. Então por que ainda pergunta? — Ele respondeu com um sorriso de indiferença. — De qualquer forma, você vai morrer logo logo.

— Porra, ele me acertou! — Cicatriz Sinistra estava claramente irritado — Víbora, mate esse cara logo, corte suas mãos e os pés porque hoje eu quero me banhar em seu sangue.

— Infelizmente, Senhor Hiller, eu devo dar prioridade em terminar a missão dada pelo meu Lorde.

Assim como o seu nome, esse cara era realmente a encarnação de uma serpente. Ele sempre atacava de um ângulo estranho e complicado, além de ter uma excelente flexibilidade. Ele conseguia deixar Brian sempre em uma posição de desvantagem. Brian foi forçado a voltar de novo e de novo, nunca conseguindo encontrar uma oportunidade para contra-atacar.

Brian estava muito distraído! Em seu coração, ele podia sentir a ansiedade brotando. Ele já tinha lutado tanto tempo nesta passagem subterrânea, então os guardas já deveriam ter escutado a luta, certo?

Ele tinha a intenção de vingar pessoalmente Galgo, mas agora ele só poderia esperar viver um pouco mais, esperando que os Cavaleiros de Sua Alteza que estivesse de guarda, viessem para romper o cerco desses vilões.

— Você parece estar à espera de alguma coisa. — Víbora repente parou seus ataques — Eu acho que você está esperando que os cavaleiros do Príncipe venham resgatar você, não é? Infelizmente, este castelo de pedra é diferente dos bares e bordéis por aí. É apenas uma questão de tempo antes que esses barracos de madeira quebrem. Mas esta porta aqui, meu camarada, mesmo se você se esgoelar todo, ninguém vai ouvir um piu sequer.

Quando Brian ouviu esse fato, ele não se conteve e hesitou por um momento. Esta era exatamente a oportunidade que o Víbora estava esperando. Ele deu um golpe vertical com sua espada, pressionando a espada de Brian para baixo e impedindo-o de se movimentar. Então, ele ligeiramente levantou a outra mão e sacou sua besta de mão que estava escondida na manga.

Um virote do tamanho de um dedo foi disparado de seu punho e quando Brian ouviu o mecanismo, o virote já tinha perfurado seus pulmões.

De repente, uma dor insuportável explodiu dentro de seu peito. Brian atirou sua espada na direção de Víbora, virou-se e começou a correr. No entanto, o sangue de sua ferida no pulmão já estava subindo pela garganta, tornando cada vez mais difícil sua respiração. Ele não conseguiria correr para muito longe. Ele tropeçou em um degrau, deu alguns passos cambaleantes e caiu pesadamente no chão.

Víbora o alcançou rapidamente porque queria terminar essa luta logo, mas foi impedido por Cicatriz Sinistra.

— Deixa que eu faço isso. — Cicatriz Sinistra sussurrou entre seus dentes cerrados. — Ah mais que quero matar esse cara. Esse desgraçado me acertou!

Víbora o encarou com um olhar frio, mas no final, ele ainda se afastou.

— Vai, mas faça isso rápido. A gente tem outras coisas pra fazer aqui.

Cicatriz Sinistra agarrou o cabelo de Brian e rosnou para ele.

— Pode acreditar seu verme, você vai ter uma morte lenta e dolorosa pra cacete.

Brian queria cuspir no rosto de Cicatriz Sinistra, mas a sua força parecia fluir por um buraco sem fim. Ele não sabia por quanto tempo ele iria viver. Os arrependimentos de sua vida vieram à sua mente, como por exemplo, o fato de ainda não ter se casado ou se tornado um cavaleiro. Mas o que ele mais lamentava era … não poder vingar Galgo.

Mas, espere, o que foi isso?

Ele piscou uma vez e de repente havia uma mulher sentada na tampa de um caixote. Embora na sala ainda estivesse um pouco escuro, ele não podia ver sua aparência claramente, mas com um corpo tão requintado não havia dúvida de que ela era uma mulher.

Inferno, isso foi uma ilusão? … Só pode ser. — Brian caiu nesta sala tarde da noite e definitivamente não havia ninguém aqui! Será que Deus ouviu suas queixas e fez essa fantasia especificamente para confortar seu coração?

— Ei, você está se divertindo tanto na propriedade dos outros e ainda tem a audácia de matar alguém na minha frente. Eu acho que isso não é apropriado, certo?

Cicatriz Sinistra vi algo cintilando de soslaio, então ele abruptamente soltou o cabelo de Brian. Ele tirou sua espada da bainha e se virou para aquela mulher, percebendo que vários outros membros de sua equipe estavam fazendo o mesmo.

— Quem é você?!

Por que eles também respondendo ela … espera aí — Brian, já com sua consciência se esvaindo, começou a pensar — então o que estou vendo, não é uma ilusão?

— Haha, eu estou aqui — A mulher saltou da caixa, inclinou-se e tirou a poeira de seu vestido. Sob a fraca luz das lamparinas, Brian podia ver padrões estranhos bordados em seu robe, três triângulos justapostos e um enorme olho no meio deles. O contorno do olho, quando iluminado pelo fogo, parecia como ouro.

— Por que vocês estão aqui? Se esgueirando pelos esgotos feito ratos. — Sua voz era clara e doce, mas seu rosto não mostrava emoções. Isto não era nenhum pouco normal … ninguém ficaria tão calmo em uma cena de crime.

Víbora, ciente disto, olhou com cuidado e se virou para enfrentar esse novo adversário, atacando com um golpe rápido!

A mulher não pareceu nenhum pouco preocupada e só levantou sua mão. Víbora nem sequer viu os braços em movimento. Ele só sentiu um vento frio soprando através de seu corpo.

Presenciando tal cena inacreditável, Cicatriz Sinistra só podia olhar com descrença. Ele correu para a frente, na tentativa de ajudar o Víbora, mas ele percebeu que já era tarde demais. No lugar do braço, não havia nada. O braço decepado e a espada de Víbora caíram para longe, em virtude do impulso de seu golpe, da mesma forma que seu corpo desabou no chão.

Vendo isso, Cicatriz Sinistra foi dominado pelo medo e podia sentir uma pressão que estrangulava sua garganta. Outros não sabiam, mas ele sabia muito bem das qualidades do Víbora. Perverso, astuto e muito perigoso. Esta era a avaliação que seu tio tinha de Víbora. Ele conseguia recrutar outras pessoas, ele era extremamente forte e jamais deveria ser subestimado. Até mesmo Brian teria dificuldades em trocar golpes com Víbora por mais de quinze minutos. Mas agora, ele tinha sido casualmente surpreendido por uma mulher, e ainda teve todo o seu braço decepado.

— Seus estúpidos, não fiquem aí parados, seus palermas. Vão atrás daquela mulher e matem ela! — Víbora gritou enquanto pressionava suas feridas.

Devido ao seu sangramento excessivo, a visão de Brian começou a ficar turva. Ele só podia ouvir passos caóticos, sons de armas colidindo, bem como o som de corpos caindo no chão em todos os lugares ao seu redor. Então … tudo ficou abafado. No final, o que aconteceu? Ele tentou virar a cabeça e olhou na direção onde a luta tinha ocorrido. O que ele viu em seguida foi uma imagem que era muito difícil de entender.

A mulher era como um fantasma, entrando e saindo da multidão como quisesse, desaparecendo de vista de novo e de novo. Cada um de seus ataques penetrava uma parte vital do inimigo. Isso não era uma luta, estava mais para uma dança. Ele nunca tinha visto alguém ser capaz de empunhar armas assassinas, tendo um tal senso de ritmo, matando com golpes em todas as direções, desenhando um caminho inconcebível. Em comparação, as pessoas ao seu redor eram nada mais do que um grupo de palhaços desajeitados. Eles tentaram contra-atacar, apenas para cair em vão. No final, só ela ficou de pé, orgulhosa e independente.

Essa foi a última cena que viu antes de perder a consciência.


Deodoro
Tradutor nas horas vagas. Só joga no hard.
FONTE
Cores: