LAB – Capítulo 22 – 3Lobos

LAB – Capítulo 22

Declaração

No dia seguinte, a chuva finalmente parou, e Vila Fronteiriça tornou-se movimentada mais uma vez. Muitos aldeões se reuniam na praça, conversando enquanto aguardavam o discurso do Príncipe.

No dia anterior, Roland tinha publicado um aviso sobre esta apresentação no quadro de avisos. Qualquer um que chegasse à praça e ouvisse seu discurso receberia uma tigela de mingau de trigo[1] e meio pão. Para os habitantes da vila, isso equivalia a um almoço gratuito, portanto, havia muito mais gente aqui para assistir do que a hora em que a bruxa foi enforcada.

Quando estava próximo do meio-dia, Roland subiu em um palco previamente preparado.

Diante das inúmeras pessoas se amontoando diante dele, ele estaria mentindo se dissesse que não estava nervoso. Na maior parte do tempo em sua vida anterior, ele só lidava com monitores de computador e mesmo quando participava de uma reunião, Roland sempre estava lá para aplaudir e não para discursar. Logo, pode-se dizer que esta era a primeira batalha que ele precisa encarar. Bem, pelo menos deste tipo de batalha.

E ele ainda tinha que subir no palco. Roland sabia que se quisesse que a maioria das pessoas ficasse em Vila Fronteiriça, precisariam de uma defesa maior, e sem motivação todos iriam embora.

Roland acenou com o braço e todos se acalmaram.

Ele tinha praticado essa cena muitas vezes, mas quando ele pisou no palco sua boca ainda estava um pouco seca.

— Povo da minha terra, boa tarde. Eu sou o 4º Príncipe de Castelo Cinza, Roland Wimbledon. Neste momento nós nos reunimos aqui, porque eu preciso dizer uma mensagem importante a todos vocês!

— Há quatro dias, o embaixador de Forte Cancioneiro veio até aqui. Sua missão era receber o minério extraído. Nós todos sabemos que mês passado sofremos um acidente desastroso, o colapso da mina da encosta norte. Ainda hoje, a área de mineração não está totalmente restaurada, então não conseguimos produzir a quantidade costumeira, não é mesmo? O resultado do acidente foi que só produzimos o equivalente a dois meses no último trimestre. Ou seja, em três meses produzimos o equivalente a somente dois.

— Eu expliquei a situação ao embaixador, pois eu esperava que ele nos emprestasse o equivalente a três meses de comida. É claro que nós pagaríamos o minério que faltava no final do inverno, mas ele se recusou! Não houve espaço para negociações. Ele se recusou a nos fornecer mais comida, exatamente como dois anos atrás!

A multidão ficou em polvorosa, pois, tudo o que sofreram a dois anos atrás ainda estava bastante vivo em suas mentes.

— E desta vez será ainda pior. O astrólogo de Forte Cancioneiro informou que os Meses dos Demônios serão ainda mais longos este ano, provavelmente durando mais de quatro meses. Isso significa que, este ano, todos nós enfrentaremos dois meses sem qualquer provisão de Forte Cancioneiro . Há dois anos, perdemos 20% da população. Alguns de nós perderam um irmão, outros perderam seus filhos e este ano, quantos nós iremos perder?

— Não! Vossa Alteza, você precisa nos salvar! — Alguém gritou no meio do povo, então mais pessoas gritaram — Vossa Alteza, por favor, nos ajude!

Parece que plantar algumas pessoas na multidão para gritar pedindo ajuda foi a escolha certa. Roland ergueu a mão novamente, suprimindo as vozes do povo:

— É claro que jamais vou abandonar meu povo, jamais farei isso! Acredito que vocês não saibam, mas Forte Cancioneiro nos envia anualmente pão e trigo em troca do minério que nós extraímos, mas isso não é equivalente ao preço normal de mercado. De acordo com o preço de mercado, dois meses de minério devem ser suficientes para meio ano de comida! Eu vendi o minério à Vila do Salgueiro e seu navio de carga cheio de comida em breve chegará aqui em Vila Fronteiriça pelo Rio Vermelho. Além do pão, haverá queijo, mel e carne! Durante todo o inverno, todos poderão comer até se fartarem!

A praça inteira explodiu em aplausos.

— No entanto, isso é equivalente a romper o acordo feito com Forte Cancioneiro, então eles não vão aceitar qualquer pessoa durante o inverno. Como resultado, neste inverno, todos nós teremos que ficar em Vila Fronteiriça. A maior parte das pessoas já passou recentemente pela fronteira oeste da nossa vila e é exatamente lá que estamos construindo uma forte muralha. Eu sei que muitas pessoas estão ansiosas por causa da invasão das bestas demoníacas, mas podemos nos defender delas. O que quero dizer a vocês é que as bestas demoníacas não são muito mais poderosas do que os animais selvagens da floresta. Embora tenham a pele áspera e a carne grossa, elas não podem escalar paredes e não podem comer pedras. Elas têm uma pele grossa, mas são simples alvos fáceis de acertar!

— Então me digam, povo amado, vocês estão dispostos a se esconderem em Forte Cancioneiro, vivendo em barracos, morrendo de fome e quiçá terem uma morte inútil? Ou sob minha liderança vocês protegerão seus entes queridos, filhos e filhas, guardando Vila Fronteiriça até o último minuto? Eu prometo o seguinte: todos que permanecerem até o fim dos Meses dos Demônios e protegerem o povo aqui dentro da muralha da vila, receberão 25 peças de prata como recompensa! Se alguém se sacrificar enquanto defende a vila, sua família receberá uma compensação de 5 peças de ouro!

— Vossa Alteza, nós queremos lutar com você! — Sob a orientação das pessoas de confiança inseridas dentro da multidão, mais e mais pessoas juraram que proteger a vila. Vendo que a atmosfera estava propícia, Roland oportunamente ordenou que servissem o almoço. Ele não esperava que todos ficassem em Vila Fronteiriça. Contanto que metade das pessoas estivesse disposta a ficar, ele teria a chance de impedir que as bestas demoníacas avançassem.

Enquanto Petrov estava trazendo de volta a mensagem para as seis Famílias nobres, apenas para ser recebido com chacota, ele naturalmente não sabia que o 4º Príncipe estava incitando os habitantes da vila.

— Você disse que aquele Príncipe incompetente realmente quer lutar contra as bestas demoníacas sozinho? E ainda ousa construir uma muralha antes do inverno? Eu não sei se devo elogiá-lo por sua coragem ou zombar dele por superestimar a si mesmo.

— A falta de coragem de Sua Alteza Real é um fato conhecido. Quando foi que o 4º Príncipe encontrou seus colhões? Ele é apenas um estúpido e nada mais!

— Sim, ele nem sequer possui um mestre de obras. Tudo o que ele irá conseguir será empilhar pedras não polidas e assentar com lama molhada entre elas. Eu tenho medo que a dita cuja muralha de pedra empilhada desmorone imediatamente.

— De qualquer forma, é uma coisa boa. Se ele fugir para Forte Cancioneiro, estaremos à mercê da natureza. Mas se ele morrer em Vila Fronteiriça … poderemos encerrar esta farsa de uma vez por todas.

Depois de refletir sobre o problema, o Duque de repente falou:

— Petrov, o que você acha?

Petrov ficou surpreso. Ele jamais pensou que o Duque de Forte Cancioneiro pediria sua opinião.

— Bem, eu queria manter um monopólio, desde que pudéssemos obter o minério por trinta por cento abaixo do preço de mercado, pois ainda assim isso seria um negócio bom para nós, mas …  — sua mente calculou algumas ideias —, mas Sua Alteza não pretende vender todo o minério para Forte Cancioneiro. Ele já está vendendo o minério para outros por cinquenta por cento do preço de mercado, o que significa que ele tem planos de fazer um aumento substancial na produção de minério no próximo ano. Contanto que eles sejam capazes de aumentar a produção para o dobro dos anos anteriores, podemos ganhar mais do que nunca. Mas ele também pretende vender a sua própria produção de ferro. Todos sabem que a produção de ferro possui uma alta demanda, e a revenda também seria muito simples. Mas … estes não são os pontos importantes.

— Não? Então, quais pontos seriam importantes?

— Se ele puder proteger Vila Fronteiriça isso também seria uma ótima notícia para nós. Nós não teríamos que nos concentrar em lidar com bestas demoníacas a cada ano, o que poderia nos poupar de uma enorme quantidade de despesas. Uma segunda vantagem seria que a grande quantidade de terra entre o Forte e Vila Fronteiriça estaria aberta para todos nós. Em se tratando de cultivar a terra ou usá-la para estabelecer novas famílias, ambas as opções seriam boas. Isso poderia aliviar bastante o status atual do Forte que já está abastado de pessoas. — Petrov concatenou suas ideias uma a uma — E o 4º Príncipe nem sempre ficará em Vila Fronteiriça. A luta pelo trono só vai durar cinco anos. Depois de cinco anos teríamos uma Vila Fronteiriça mais próspera, e então poderíamos incluir Vila Fronteiriça no território do Forte. Logo, o território do Forte se tornaria o terceiro maior território de todo o reino. Então meu conselho é … — ele olhou para o Duque e disse cuidadosamente — que o Forte deveria enviar um destacamento para ajudar Sua Alteza, e nós deveríamos colaborar na defesa de Vila Fronteiriça.

— Isso mesmo —  o Duque disse —, mas esses são os pensamentos de um comerciante, interessado apenas em ganhos e perdas.

Quando chegou a este ponto, ele endireitou seu corpo, olhando diretamente para cada um dos presentes, e disse com tom inspirador:

— No entanto, eu não conquistei meu status de hoje colocando na balança os benefícios e perdas. Por que eu preciso fazer negócios com uma pessoa que está fora do meu controle? Algumas regras devem ser obedecidas e, se quebradas, o transgressor deve ser punido. Se Vila Fronteiriça se tornar próspera ou se falir, isso não é importante. O importante é que ninguém jamais deveria pensar em tirar o controle de mim. Mesmo que ele seja um príncipe. Isso não o torna uma exceção.


 

 

 

[1] Mingau e trigo era um alimento importante na dieta de todo aldeão na era medieval. Como a maior parte dos alimentos eram escassos, e somente a aristocracia poderia ter 2 ou até 3 refeições no dia, o mingau de trigo era uma das mais importantes fontes de carboidrato, ou seja, de energia.

Deodoro
Tradutor nas horas vagas. Só joga no hard.
FONTE
Cores: