LAB – Capítulo 136 – 3Lobos

LAB – Capítulo 136

Dilema

Durante duas semanas, todos os dias em Porto de Água Clara parecia um feriado. Mesmo quando estava no terraço da alta torre do Lorde, Ryan ainda podia sentir a moral elevada das pessoas desta cidade.

Os suprimentos e a mão-de-obra da Cidade da Águia aumentaram drasticamente o desempenho desta cidade portuária. Todo marinheiro chegou em casa com grandes lucros. O mercado de escravos também prosperou. A série de batalhas não causou muito prejuízo à Frota das Velas Negras. Em vez disso, a Frota das Velas Negras recrutou muitos escravos como marinheiros. Agora, os escravos recém-recrutados estavam sob treinamentos rigorosos. Daqui a poucos dias, eles iriam para a rota dos Fiordes e começariam a primeira pilhagem do ano.

A Rainha também promulgou um decreto de expansão de escravos. Enquanto esses escravos, que foram capturados na Cidade da Águia, puderem capturar novas pessoas da pilhagem para os substituir, eles poderiam se tornar cidadãos do Porto de Água Clara. Com um decreto tão excitante, os moradores da Cidade da Águia, que agora eram escravos, se esforçariam nas batalhas.

Agora Timothy foi totalmente derrotado. Não haverá ninguém capaz de parar a Rainha de Água Clara em todo o Reino de Castelo Cinza. — Ryan pensou— Em breve, Garcia Wimbledon se sentará no trono do Reino de Castelo Cinza. Mas, por que a Rainha não parece estar apreciando esta vitória? Em vez disso, parece haver uma preocupação em seu rosto

— Vossa Alteza, a líder do Clã Pedrareia e do Clã Osso Negro pedem para vê-la. — O guarda, que estava do lado de fora da porta, disse.

Ryan olhou para Sua Majestade, que parecia completamente indiferente. Ryan então disse:

— Traga-os.

Seja ao descansar, participar de reuniões ou ver subordinados, Sua Majestade gostava de fazer todas as atividades no último andar desta alta torre. Enquanto o tempo estava bom, Garcia ficava mais no terraço. A maioria das pessoas não estava acostumada a ficar de pé ao ar livre, conversando com a brisa do mar e o cheiro desagradável soprando no rosto. Mesmo os moradores da Nação da Areia não estavam acostumados a tal coisa.

A líder do Clã Pedrareia era uma mulher de baixa estatura, que também era a deusa da tribo. Ryan a desprezou em seu coração quando ouviu essa designação. Não havia tal coisa como deusa. Ela era apenas uma bruxa caída. O líder do Clã Osso Negro era um cara forte com cicatrizes por todo o rosto. Seus braços eram do mesmo tamanho das pernas das pessoas comuns. Durante cada reunião, haveria de três a quatro guardas que o cercavam em caso de qualquer tentativa maliciosa dele para com a Rainha.

Os dois líderes das tribos franziram a testa no instante em que pisaram no terraço. No entanto, eles logo apaziguaram suas expressões e se inclinaram piedosamente para a Rainha de Água Clara.

— Nosso desejo é que vossa estrada para o futuro seja coberta de oásis e que as estrelas no céu brilhem em seu caminho.

— Podem se levantar. — Garcia sentou com as costas voltadas para o parapeito — Como está a nova casa? Vocês estão satisfeitos?

— Sim está tudo ótimo. — Kabala, a deusa, disse — Existem florestas e fontes de água em seu domínio. Viver aqui é muito melhor do que viver na Cidade da Areia de Ferro, com muitos ventos e poeira.

— Muito bem. Por que vocês dois vieram para mim?

— Vossa Majestade, da última vez que a senhora…

O líder do Clã Osso Negro foi imediatamente interrompido pela Kabala.

— Vossa Majestade, após a última batalha, muitos de nossos guerreiros foram enfraquecidos. Eles só podem se recuperar depois de tomar a nova pílula periodicamente. No entanto, não temos muitas pílulas em nossa mão. Então, vim aqui solicitar mais pílulas.

— Eu vim pelo mesmo motivo. — O líder tribal do Clã Osso Negro disse enquanto olhava para a deusa.

— Os ingredientes para compor esta pílula são muito complicados. Eu também não tenho muitas pílulas. Não se preocupe. Eu vou dar as pílulas a vocês assim que a produção das novas pílulas estiver concluída. No entanto, não esqueçam de preparar com antecedência as peças de ouro. Se vocês dois não tiverem as peças de ouro suficiente, vocês terão que usar a água do Rio Estige em vez disso.

— Vossa Majestade, me permite fazer uma pergunta. — Kabala hesitou — Quando o próximo lote de pílulas será produzido?

— Eu não posso divulgar qualquer informação sobre isso. — Garcia alisou os cabelos emaranhados pela brisa do mar — Qualquer coisa em relação às pílulas é confidencial. Espere pacientemente. Esses guerreiros estão exaustos. Eles ficarão bem depois de descansar por um tempo.

Os guardas receberam a dica de Ryan. Eles vieram e cercaram os dois residentes da Nação da Areia e os escoltaram, embora quisessem fazer mais perguntas.

Garcia suspirou depois que a porta do terraço estava fechada.

Era extremamente raro ouvir quaisquer suspiros de Sua Majestade. Ryan, então perguntou:

— Vossa Majestade, a senhora não acha correto permitir que os moradores da Nação da Areia residam próximos da fronteira da Região Sul? Se eles se tornarem mais fortes, um dia…

— Não, Ryan. — Garcia balançou a cabeça — Eu nunca me preocupei com a Nação da Areia. Eles não são ameaças para Porto de Água Clara. O lago nesse território está no meio dos dois Clãs, e o rio passa direto pelo porto. Se eu bloqueasse a metade do rio, o lago ficaria seco e os forçaria a brigar uns com os outros. Por isso escolhi o Clã Pedrareia e o Clã Osso Negro, seu relacionamento sempre foi problemático.

— Então a senhora está preocupada com as pílulas?

Garcia não respondeu. Naquele momento, o guarda anunciou novamente.

— Vossa Majestade, o Padre Descartes, da igreja, solicita vê-la.

— Traga-o para dentro. — Sua Majestade levantou-se prontamente. Sua expressão ficou ainda mais preocupante.

— Vossa Majestade Garcia Wimbledon, cumprimento-a como representante da Cidade Sagrada. — O padre aproximou-se do terraço e curvou-se.

— Onde estão as pílulas? A entrega dos lotes anteriores de pílulas foi pontual. O que há de errado com o atraso desta vez? — Garcia perguntou friamente.

— Por favor, apazigue sua raiva, Vossa Majestade. Eu vim aqui hoje para tratar exatamente desta questão. — Descartes limpou o suor de sua testa — Sua ordem de cinco mil pílulas foi demasiadamente grande. Mesmo que utilizemos todos os nossos recursos para produzir as pílulas em Hermes, não poderíamos satisfazer sua demanda dentro de tão pouco tempo. Desta vez, eu trouxe um novo lote…

— Quantas? — Garcia interrompeu.

— Mil pílulas. — Descartes disse enquanto colocava a mão em seu peito. — O resto das pílulas serão entregues daqui a pouco tempo.

— Qual foi a promessa antes? — A expressão da Rainha estava menos pesada agora — Você prometeu que eu teria quantas pílulas eu quisesse. Onde estão as pílulas? Vou enviar meu povo para buscá-las.

— Na igreja, em relação às peças de ouro…

— Você terá todas as peças de ouro que acordamos. — Garcia caminhou em direção a Descartes e sussurrou perto de sua orelha — No entanto, se o resto das pílulas não forem prontamente entregues, sua cabeça ficará pendurada no mastro do meu navio das Velas Negras. Eu acredito que o Arcebispo não derramaria uma lágrima por você.

O padre se desculpou com um rosto pálido e sofrível. A Rainha caminhou de volta para a parapeito, fitando o distante mar. A brisa do mar soprava seus longos cabelos cinzas, assim como as bandeiras acenavam pelo vento.

— Você está certo. Estou preocupada com as pílulas. — A voz de Garcia parecia distante —  Se Timothy tivesse atrasado mais dois meses, eu teria um grande número de Cavaleiros da Cidade Real de Castelo Cinza para lutar ao meu lado, em vez de depender destas pílulas. No entanto, ele chegou muito cedo.

A senhora fez muito bem, Sua Majestade. — Ryan pensou — Quem teria feito melhor? Garcia planejou uma resposta logo após terem ocupado a Cidade da Águia. Ela ordenou que as pessoas tirassem os recursos e os cidadãos e, ao mesmo tempo, começassem a cavar valas para derramar a água negra. Devido à falta de recursos humanos, ela obteve o apoio da Nação da Areia em troca de um território sem dono na Região Sul. Ela ordenou aos guerreiros para tomarem a pílula e lutarem contra os cavaleiros. Seus leais seguidores até tomaram as pílulas sem hesitação para bloquear o último assalto selvagem.

— As pílulas da igreja não foram tão benéficas como descrevi. Sem continuar tomando-as, os guerreiros que tomaram as pílulas ficarão ansiosos e depois fracos. Eles acabarão morrendo de dor. Eu não me importo com a morte das pessoas da Nação da Areia. No entanto, meus cidadãos que são leais a mim devem obter um tratamento melhor. — Garcia fez uma pausa — Ryan, você irá buscar as pílulas e entregá-las aos guerreiros. Diga-lhes que tomem meio comprimido por vez, para que possa durar um pouco mais.

— Sim Vossa Majestade.

Antes que Ryan partisse, o guarda bateu novamente na porta.

— Sua Majestade, há uma carta da Cidade Real de Castelo Cinza.

— Leia para mim antes de sair. — Garcia disse.

— Sim.

Ryan pegou o envelope confidencial, cortou o selo com facilidade e tirou a carta. Este tipo de carta era geralmente dos batedores de outros distritos. Não haveria nomes na carta e o conteúdo da carta seria muito claro. No entanto, ele ficou atônito quando viu a primeira frase da carta.

— No 22º dia da primavera, a Igreja declarou que Linna, a Rainha do Reino de Inverno Eterno era uma bruxa, e depois conquistou a capital do Reino, reivindicando total controle sobre o Reino de Inverno Eterno.


JZanin
Professor de Química, mestre e jogador de RPG sem tempo.
FONTE
Cores: