LAB – Capítulo 123 – 3Lobos

LAB – Capítulo 123

O convite da Igreja

Já era o quarto dia desde que Roland assumiu o castelo, e hoje, quase todos os nobres nas áreas circundantes estavam reunidos dentro do salão principal do castelo.

Embora a maioria das pessoas já soubesse das notícias, Roland ainda sentia que era necessário dizer aos nobres pessoalmente que o território Oeste agora tinha um novo governante.

Depois que ele os informou sobre suas intenções de voltar para Vila Fronteiriça, e que o filho mais velho da Família Madressilva agora governaria em seu lugar, todos de repente começaram a discutir a notícia. Claro, neste momento ninguém estava disposto a assumir a liderança para se levantar e se opor à decisão do Príncipe, afinal, a cabeça do Duque ainda estava pendurada acima do portão da cidade. Ainda, a notícia de que o Rei Timothy tinha sofrido uma grande perda e não podia enviar forças externas agora era conhecida por todos.

Além disso, todos os Cavaleiros da Família Madressilva já haviam sido redimidos, enquanto, ao mesmo tempo, ele não aceitou qualquer resgate dos outros Cavaleiros. A ideia de Roland era que os outros Cavaleiros, juntamente com os mercenários, pudessem voltar com ele para Vila Fronteiriça. No plano de Roland, os mercenários seriam enviados para a mina da encosta norte, onde poderiam trabalhar para ganhar a liberdade, e os Cavaleiros receberiam uma oferta de emprego, caso eles mostrassem seu arrependimento e tivessem boas maneiras. Afinal, muitos dos Cavaleiros eram alfabetizados e poderiam também ser usados como professores. Claro, eles não seriam autorizados a usar armas novamente pelo resto de suas vidas.

Executando os planos desta forma— Roland pensou —, a Família Madressilva deverá ter poder suficiente para frear as ações das outras quatro Famílias nobres, e também deverá ter tropas suficientes para defender Forte Cancioneiro e seu próprio território. Quanto às forças contrárias que estavam se erguendo pelas sombras, isso é um problema com o qual Petrov terá que se preocupar sozinho.

Nos últimos dias, Roland também dedicou parte de seu tempo para enviar algumas pessoas para Vila Fronteiriça para terem seu julgamento. Estas pessoas foram as responsáveis pelo caos do inverno de dois anos atrás, que acabou provocando muitas mortes dos moradores da vila, seja por fome ou frio, e um dos culpados era o próprio antigo Ministro das Finanças, Reynolds. Seu único arrependimento era que o cérebro por trás da tentativa de queimar sua comida e a morte de Galgo, o Conde Hirte Medde, já havia sido morto no campo de batalha[1].

Hoje, o tráfego entre Forte Cancioneiro e Vila Fronteiriça finalmente foi restaurado, o que significava que, até o final da próxima semana, muitos navios chegariam no porto de Vila Fronteiriça para entregar as encomendas. Roland adivinhou que Barov ficaria muito ocupado durante as próximas semanas, pois ele recebeu a incumbência de contabilizar e utilizar milhares de peças de ouro da pilhagem, bem como organizar e reassentar o grande número de imigrantes. Ele ainda não sabia se Karl tinha construído muitos galpões de madeira.

Pensando nesses problemas, Roland sabia que precisava retornar à Vila Fronteiriça o mais rápido possível, e além disso, a grande operação agrícola também precisava começar em breve.

Depois de entreter todos os nobres durante o almoço, Roland pretendia tirar uma soneca, mas um de seus guardas anunciou um convidado especial.

O Sumo Sacerdote da Igreja em Forte Cancioneiro. Ao ouvir isso, Roland de repente não quis mais dormir.

Forte Cancioneiro era completamente diferente de Vila Fronteiriça. Neste lugar, a Igreja já estava enraizada há muito tempo, e além de possuir uma igreja própria na fortaleza, eles também despacharam um Sumo Sacerdote para este lugar. Esta também foi a principal razão do porquê o Príncipe querer desenvolver e consolidar o seu poder em Vila Fronteiriça e não em Forte Cancioneiro. Aqui no Forte as pessoas já estavam sob a influência da igreja por um longo tempo e qualquer um dos civis poderia se tornar seus olhos. Em Forte Cancioneiro, seu plano de manipular a visão das pessoas se tornaria complicado e o risco de as bruxas serem descobertas também se tornaria muito maior. A menos que ele destruísse completamente a Igreja, suas reformas nunca teriam chance de funcionar.

Acompanhar atentamente a mudança de governante de Forte Cancioneiro era uma coisa normal para a Igreja, então Roland não ficou muito surpreso que a Igreja enviasse um representante para entrar em contato com ele. No entanto, a identidade dessa pessoa que eles enviaram era um pouco especial. Como o Sumo Sacerdote da Igreja, ele pertencia às pessoas mais influentes, e a área sob sua jurisdição era de tamanho semelhante à de um Duque.

Mais uma vez, Roland decidiu usar o salão principal como o lugar de encontro.

O Sumo Sacerdote, Tylo, parecia ter cerca de 40 anos. Ele estava vestido com as vestimentas típicas da Igreja, sendo uma capa branca e um manto azul por cima dele, dando-lhe uma aparência muito boa e um comportamento que lembrava um aristocrata cortês. Se ele não fosse um membro da Família Real e aliado com as bruxas, Roland acreditava que manter uma conversa com tal pessoa seria um prazer.

Como Sumo Sacerdote, ele possuía uma Pedra da Retaliação Divina de alta qualidade, de modo que, para evitar acidentes, Roland disse especificamente a Rouxinol antes da reunião, que ela deveria ficar longe dele durante esse período.

Depois que Tylo fez uma saudação, Roland convidou-o para sentar-se à mesa e ordenou que trouxessem um pouco de chá.

Não importava o que pensasse, ele precisava pelo menos mostrar uma atmosfera acolhedora, pelo menos superficialmente.

— Vossa Alteza Real, estou aqui como representante da Nova Cidade Sagrada. — Tylo disse com um sorriso — O senhor se tornou o verdadeiro mestre do território oeste, que Deus o abençoe.

— Obrigado. —  Roland disse com um tom descontraído — Você não parece se importar com o fato de ter me livrado de Duque Ryan e ter conquistado Forte Cancioneiro.

— Nós raramente intervimos em disputas seculares. Desde que as pessoas possam viver uma boa vida, ele deve ser um bom governante. Então, em que Família ele nasceu ou se ele pertence à Família Real, isso realmente não é importante para a Igreja. Na verdade, acho que a Igreja é muito mais aberta a este respeito. Anteriormente, eu era apenas o filho de um fazendeiro, e agora eu me tornei um Sumo Sacerdote. — Tylo sorriu — Com licença, meu senhor, mas não acredito que um mero fazendeiro possa se tornar um Duque, certo?

Se o fazendeiro obter sucesso em uma rebelião contra a Família Real, ele pode até mesmo se tornar um Rei. — Roland pensou.

Mas, pondo seus pensamentos em ordem, Roland foi direto ao ponto:

— Então, por que você veio hoje, foi só para abençoar o novo governante?

— Abençoar é apenas parte do meu propósito, pois eu também gostaria de oferecer uma cooperação entre nós, Vossa Alteza.

— Cooperação? Que tipo de cooperação?

— Nós o ajudaríamos com tudo o que o senhor precisar para expandir seu território ou suas forças.

— Espere … — Roland franziu sua testa — Você acabou de dizer que a Igreja raramente intervém em disputas seculares.

— Raramente não significa nenhuma intervenção. — O Sumo Sacerdote disse ainda casualmente — Eu disse que, enquanto as pessoas neste mundo tiverem uma vida tranquila e pacífica, não iremos intervir. Mas a luta entre seu irmão Timothy e sua terceira irmã Garcia resultou em uma pobreza generalizada em todo o Sul. No início, pensamos que Timothy era digno e se tornaria um Rei respeitado, mas agora pensamos que ele não é mais digno, o senhor, em contrapartida, sim.

Parece que a Igreja tem o desejo de me ajudar a lutar pelo trono. — Roland pensou com uma expressão contemplativa.

Ele perguntou inconscientemente:

— Por quê?

— O senhor conduziu o povo de Vila Fronteiriça muito bem, tanto que conseguiram resistir ao ataque das bestas demoníacas e passaram pelos Meses dos Demônios sem casualidades. Isso prova sua coragem e habilidade. Levando em conta a grande quantidade de comida que o senhor comprou de Vila do Salgueiro, qualquer pessoa pode perceber que o senhor não quer que ninguém em Vila Fronteiriça passe fome, o que mostra sua gentileza. Com isso, o senhor possui as três características de grandeza que um nobre deveria ter. E mais, o senhor possui sangue real. Tudo isso é o motivo pelo qual nós escolhemos o senhor.

Roland não acreditou em nenhuma palavra que o Sumo Sacerdote disse, mas, pelo menos provou que, mesmo que Vila Fronteiriça estivesse na fronteira do país e fosse um local isolado e independente durante o inverno, eles ainda estavam sob o olhar atento da Igreja.

— Mas como você poderia ajudar? Você enviaria um Exército de Juízes para lutar por mim?

— Mesmo que quiséssemos reprimir o estado de guerra no Sul o mais rápido possível, se fizéssemos algo como o senhor sugeriu, despertaríamos o ressentimento da maioria da nobreza. Então, nós só podemos ajudá-lo materialmente.

O Sumo Sacerdote tirou duas pílulas do bolso, uma era preta e a outro era vermelha.

— Este é um produto da Sagrada Sala de Oração de nossa Cidade Sagrada, o equivalente à sua oficina de alquimia. As pílulas vermelhas tornam seus homens mais fortes, enquanto a pílula preta reduz a sensação de dor e frio. Além disso, a pílula preta aumenta sua resistência ao frio. Com essas drogas, seu exército deve tornar-se irrefreável, e a Igreja só cobra o custo de produção. — Tylo fez uma pausa, e depois continuou — Uma peça de ouro. Essas duas pílulas são um presente ao senhor, como um produto de teste para provar que a minha afirmação é verdadeira.

— Qual é a recompensa que vocês esperam? Expandindo o alcance da Igreja e construindo igrejas em todos os territórios?

— É claro que isso nos deixaria felizes, mas nossa principal intenção é acabar com a guerra. Enquanto as pessoas puderem ter uma vida pacífica, elas entrarão naturalmente nos braços de Deus.

Roland aceitou as pílulas oferecidas.

— Isso parece incrível, mas por enquanto, não tenho a intenção de competir pela coroa do Reino de Castelo Cinza. Tanto Timothy quanto Garcia são meus parentes próximos e não quero machucá-los.

— Entendo o seu ponto de vista. — O Sumo Sacerdote sorriu com tranquilidade — Mas às vezes, os laços de família não podem impedir a tentação do poder, especialmente quando o senhor se torna apenas uma pedra de tropeço no caminho do poder para os outros. Essas pílulas serão apenas o começo, ainda existem muitas outras possibilidades de como podemos ajudá-lo. Se decidir dar esse passo, o senhor sempre poderá vir à Igreja para me encontrar.

Tendo dito tudo isso, ele se levantou, curvou-se em saudação.

— Com isso, eu já lhe informei sobre as intenções da Igreja. Que Deus esteja com o senhor, Vossa Alteza Real.

[1] Caso você não se lembre do incidente, pode conferir novamente no capítulo 28.

JZanin
Professor de Química, mestre e jogador de RPG sem tempo.
FONTE
Cores: