LAB – Capítulo 109 – 3Lobos

LAB – Capítulo 109

Eco (Parte 2)

No entanto, no duelo sagrado, o Clã Bravareia perdeu para o Clã Açoite de Ferro, que se utilizou de ações insidiosas e injustas. Não apenas isso, mas no final, até o Patriarca foi morto e o Clã Bravareia acabou sendo exilado para o Cabo Sem-fim. Lua Argêntea, a filha do antigo Patriarca, agora conhecida como Eco, por causa de sua extraordinária aparência, foi vendida como escrava a um comerciante do Porto de Água Clara.

Machado de Ferro, por ter metade de sua linhagem de fora do Clã, apesar de ser um membro adotado da Nação da Areia, não era um membro real do Clã Bravareia. E, portanto, não foi condenado ao exílio. Por causa de suas expressivas habilidades de combate, os outros Clãs acabaram ficando de olho e tentaram recrutá-lo. No entanto, Machado de Ferro, que durante anos recebeu um tipo de cuidado familiar do antigo Patriarca, juntamente com a esperança de salvar Eco, não hesitou em rejeitar as ofertas dos outros Clãs. Depois de uma longa e difícil jornada, ele finalmente chegou ao seu objetivo, o Porto de Água Clara. Mas ele nunca chegou a saber que, naquele tempo, Eco já havia sido vendida ao Rei de Castelo Cinza.

Entretanto, no fim das contas, Eco foi resgatada por uma bruxa que pertencia à Associação Cooperativa das Bruxas. Enquanto Machado de Ferro se desanimou e foi embora para a fronteira oeste do Reino de Castelo Cinza. E hoje, essas duas pessoas se encontram de forma inesperada novamente em Vila Fronteiriça.

— Então, quais são seus planos para o futuro? — Roland perguntou depois de refletir um momento sobre o que ele acabara de escutar — Você quer voltar para o Extremo Sul, levar Eco com você e reviver o Clã Bravareia?

— Não, Vossa Alteza! — Machado de Ferro se ajoelhou — Eu já jurei aos Três Deuses que pelo resto da minha vida eu sempre trabalharei para o senhor … eu estava apenas … eu estava muito animado ao reencontrar Lua Argêntea novamente. Eu não consegui controlar minhas emoções, por favor me puna!

— E você? — O Príncipe perguntou a Eco — Você quer se vingar?

Ao ouvir esta pergunta, Eco também se ajoelhou diante de Roland.

— Quando eu despertei os poderes em mim como uma bruxa, eu realmente tinha pensamentos de vingança. Mas hoje já não tenho tais sentimentos. — Ela mordeu seu lábio e pediu bem baixinho — Por favor, permita-me ficar aqui … eu não tenho mais nenhum lugar para onde ir.

— Entendi. Por favor, levantem-se. — Roland disse calmamente — Vocês não precisam agir dessa maneira, não se preocupem, eu não vou banir vocês. — Ele parou por um momento e disse com firmeza — E de fato, deixar vocês se vingarem também não é algo impossível.

— O que? — Machado de Ferro exclamou em choque.

Ele não conseguia acreditar em seus próprios ouvidos. Eco, no entanto, não mostrou muita reação, afinal, ela já havia perdido a esperança de voltar para a Cidade da Areia de Ferro.

— Claro, agora eu não conseguiria executá-la. — Roland acenou bruscamente.

Ele não pensou nessa ideia por capricho. Durante as descrições de Machado de Ferro sobre o Extremo Sul, ele tinha ouvido algumas coisas muito interessantes, por exemplo, que este pedaço de terra estava quente e seco e que o ambiente tinha muitas coisas estranhas para oferecer. Especialmente as chamas alaranjadas que saíam do chão e queimavam durante décadas sem parar. O fogo laranja frequentemente estava queimando acima de um enorme poço. E no fundo do poço, alguém podia ver o rio negro do submundo[1] fluindo sem parar.

Fogo laranja, rio negro do submundo, eram ambas as palavras dignas de serem lembradas. Quando Roland ouviu essa descrição, uma pergunta imediatamente surgiu em sua mente: ele não estava falando do petróleo? E principalmente, o petróleo poderia ser visto ao ar livre, fluindo livremente! O quão importante este líquido preto era para o desenvolvimento da indústria, ninguém realmente precisava perguntar. Afinal, mais da metade da guerra moderna foi devido à necessidade de petróleo. O aumento e a queda dos preços do petróleo podem até afetar a queda e a ascensão de vários países, e até mesmo mudar os padrões do mundo. Se ele pudesse, de alguma forma, governar as pessoas do Extremo Sul, talvez ele pudesse obter uma fonte estável de petróleo.

No entanto, por enquanto, Roland não tinha tempo para pensar em disputas acontecendo em uma área tão distante que estava fora de seu controle. Assim, sem qualquer opção melhor, ele tinha que deixar o fluxo seguir e navegar conforme a maré.

— Quando eu me apoderar do Trono, tentarei obter justiça por vocês. — Roland foi à frente de Machado de Ferro que estava ajoelhado — Mas hoje você violou a disciplina do Primeiro Exército. De agora em diante, você está condenado a dois dias de prisão e confinamento. Durante estes dois dias, você irá refletir sobre seus erros.

— Sim, Vossa Alteza. — Machado de Ferro voltou com entusiasmo.

— Então, continue o treinamento. — Roland disse ao Cavaleiro — E você também, Eco, será responsável pela próxima marcha.

Bryan pensou que o treinamento de hoje já havia chegado ao fim, mas todos ainda estavam sentados em seus lugares no campo de treinamento. Ninguém ousou sair dali por conta própria. Afinal, antes de Carter ter saído com o Príncipe, ele deu a ordem para que todos descansassem onde estavam, não para irem para suas casas.

O que ele deveria fazer, se ele tivesse que esperar até a hora de sua patrulha? Ele não queria imaginar tal cenário.

— Sir Cavaleiro, você disse que o Capitão Machado de Ferro não vai voltar? — Nail, que estava no mesmo grupo de Brian, perguntou — O que ele fez agora, de supetão … quase me deu um ataque do coração.

— Quantas vezes eu já te disse, você não precisa me chamar de Sir Cavaleiro. — Brian o corrigiu de novo — No Primeiro Exército, você deve me chamar de líder do grupo.

Depois de ter sido nomeado como Cavaleiro por Sua Alteza, a posição de Brian dentro do exército tornou-se muito maior. Chegou ao ponto em que outras pessoas não se atreviam a falar com ele, exceto por Nails. O pequeno homem trabalhou como mineiro antes de se juntar ao Exército. Ele era o único que costumava chegar até Brian para conversar. De acordo com o que Nails contava, sem dizer que ele ousado o suficiente para conversar com o Cavaleiro, ele dizia que tinha até mesmo conversas íntimas com Sua Alteza.

— Isso que aconteceu agora … Sua Alteza Real não vai castigar Machado de Ferro assim, de forma tão severa, não é? — Embora Brian já tivesse recebido uma resposta reconfortante, a cautela em seu coração não queria diminuir.

Brian já tinha visto, uma vez, um civil que acidentalmente colidiu com os ocupantes de uma carruagem, ser esfaqueado até a morte pelos guardas do local, uma tragédia. Além disso, Machado de Ferro veio de outro país, e ainda ousou ajoelhar-se diante de outra mulher quando Sua Alteza estava diretamente ao lado dele. Ele até teve a coragem de chamar ela de ‘Patriarca’. Tudo isso foi uma tremenda falta de respeito e etiqueta.

— Eu acho que esse será o caso. — Nail assentiu — Eu já falei pessoalmente com Sua Alteza Real, ele não é como os outros nobres, hum … — Ele coçou a cabeça e pareceu tentar encontrar as palavras certas — Mesmo que os outros nobres se pareçam com ele, eles agem bem diferente de Sua Alteza Real.

Brian também não queria que Machado de Ferro fosse punido com severidade. Depois de mais de um mês de treinamento coletivo, ele já sentia um profundo sentimento de admiração por esse estrangeiro. Especialmente quando ele ensinou a eles como construir uma tenda, para o caso em que eles ficassem presos na selva. Todos se beneficiaram das excelentes habilidades que ele ensinou com paciência. Aos olhos do Cavaleiro, Machado de Ferro era ainda mais adequado para ser o Comandante do Primeiro Exército do que Carter.

— Eles voltaram! — Nail balançava o braço de Brian — Ei, não consegui ver Machado de Ferro no grupo!

Não, não é hora para ficar pensando besteiras. — Brian pensou.

Carter mal chegou e já havia ordenado para que eles se alinhassem, de acordo com a forma que tinham treinado anteriormente. Quando eles estavam prontos, Sua Alteza ficou na frente deles e começou seu discurso.

— A mulher ao meu lado é outra bruxa, seu nome é Eco. Ela e Machado de Ferro foram separados antes há muitos anos antes de se reencontrarem hoje. De acordo com as regras, Machado de Ferro foi condenado a dias de confinamento por interromper a formação e violar a disciplina militar. Por isso, vou repetir mais uma vez, todos vocês agora pertencem ao exército regular, e a regra mais importante para um membro deste exército é sempre obedecer às ordens e manter a disciplina! Vocês conseguem entender isso?

— Sim, Vossa Alteza Real! — Brian, assim como os outros, gritou em consentimento.

Quando ele ouviu que Machado de Ferro foi condenado ao confinamento, seu coração finalmente conseguiu acalmar-se e quando olhou na direção de Nails, este estava sem graça que só.

— Durante o treinamento a seguir, usaremos a habilidade da Eco para simular uma variedade de sons, incluindo instrumentos musicais como chifres e tambores. Ela tocará vários tipos de músicas de marcha, que tornará o comando para agir! Todos vocês irão se mover de acordo com a tambor, mantendo sempre o mesmo ritmo, mantendo a equipe em uma única linha. — Aqui, Sua Alteza Real fez uma pausa — No campo de batalha, Eco sempre ficará atrás de vocês. Vocês podem pensar nela como a bandeira do Primeiro Exército, e vocês sempre devem protegê-la com tudo o que vocês têm! Bom, acredito que agora … todos deveriam se familiarizar com as próximas músicas.

O que é uma canção de marcha? — A cabeça de Brian estava cheia de confusão — Será que é como as músicas que tocavam nos pubs que eu frequentava? Será que aquele tipo de música suave vai motivar a gente a avançar?

Mas quando ele ouviu a melodia sair da boca de Eco, percebeu que nunca tinha escutado algo assim antes. Ele quase instantaneamente entendeu o significado das palavras de Sua Alteza Real: o ritmo do tambor entrou diretamente em seus ossos, dando-lhe o desejo de mover os pés, enquanto, ao mesmo tempo, a melodia suave estava provocando um desejo de lutar.

Esta música, chamada de marcha militar, ao ouvi-la, a moral de todos no campo de batalha se eleva, era um ‘Hino de Batalha’ para encorajar todos a continuarem caminhando incessantemente.[2]


 

 

[1] Aqui o autor faz uma referência ao Estige, um dos rios de Hades na mitologia grega. Você pode saber mais aqui.

[2] Talvez você já tenha se esquecido, mas você pode conferir com detalhes estas músicas no capítulo 105.

JZanin
Professor de Química, mestre e jogador de RPG sem tempo.
FONTE
Cores: