EA! – Capítulo 137 – 3Lobos

EA! – Capítulo 137

História

Chen Lingcun suspirou suavemente.

— O objetivo de Hisith era fazer você me matar com suas próprias mãos, então, mesmo que você não tivesse a capacidade de me matar, ele certamente teria criado uma ilusão em que você teria me matado com sucesso. Na verdade, ele até já tinha posto uma maldição com um gatilho. Ele poderia me matar a qualquer momento. Então, minha morte estava destinada. Além disso, a minha morte é consequência da minha falta de atenção, eu não tomei os devidos cuidados. Se eu estivesse me escondido corretamente e evitado que Hisith descobrisse minha verdadeira identidade, isso não teria acontecido. Então, Shi Xiaobai, você não precisa ser muito crítico consigo mesmo. O que você realmente deveria fazer agora é … viver!

A expressão de Chen Lingcun tornou-se um pouco mais séria, enquanto ele dizia solenemente:

— Embora eu não saiba o porquê que você de repente pediu a cueca de Hisith, eu acho … que você ainda não sabe que ofendeu Hisith profundamente e desencadeou nele uma fúria sem igual. Este assunto pode ter sido involuntário de sua parte, mas você precisa estar ciente da gravidade da situação. Para Hisith projetar tal jogo, ele claramente está demonstrando que você está ‘em foco’, pois ele está dispendendo uma demasiada atenção sobre você. Quanto mais ele presta atenção em um brinquedo, mais ele quer destruí-lo. Agora, ele alcançou seus objetivos através deste ‘jogo’. Então, o próximo passo que ele provavelmente irá tomar será … matá-lo. No entanto, Hisith só fará isso depois de ver você se lamentar e se culpar por ter me matado. Somente após isso é que ele revelará a verdade.

Chen Lingcun respirou fundo e calmamente analisou:

— Agora, você está no Submundo de Hisith. Tentar fugir à força é quase impossível. Talvez Sua Excelência One-Pun possa usar seu Guardião Divino para salvá-lo, mas no Submundo, é muito difícil para Sua Excelência One-Pun garantir sua segurança. Então, sua maior chance de sobrevivência é evitar que Hisith obtenha a satisfação que ele deseja!

Chen Lingcun tinha muitas coisas para falar, então ele respirou novamente e continuou.

— Shi Xiaobai, você tem que parecer indiferente quando Hisith dizer a verdade … você pode fingir que nunca ouviu falar o nome de Chen Lingcun. Você deve fazer com que o Hisith pense que o jogo que ele projetou não mexeu nem um pouco com você. Talvez dizer isso dessa maneira é muito risível e trágico, mas Shi Xiaobai, você tem que manter … seu maior valor como um ‘brinquedo’. Ao impedir que Hisith tenha o desejo de matá-lo, isso maximizará suas chances … de continuar vivo.

Quando Shi Xiaobai ouviu isso, sentiu seu coração doer. Se ele pudesse dizer algo, ele provavelmente iria rugir e gritar — fecha a matraca!

A análise de Chen Lingcun era muito precisa e muito razoável. Ele usou o mínimo de informações e sua dedução lógica para adivinhar tudo o que aconteceu, e até mesmo fornecer a Shi Xiaobai a maneira mais razoável de continuar vivo.

No entanto, ele, que estava prestes a morrer, estava constantemente preocupado com a segurança de outra pessoa, deixando para trás suas palavras finais. Ele estava calmamente analisando a situação de Shi Xiaobai, e até mesmo pediu calmamente para Xiaobai fingir que não conhecia ele. Alguém de fora poderia dizer que esse pedido era de alguém sem coração.

Que tipo de altruísmo é esse? Por que ele não está pensando em si mesmo, mas somente … na pessoa que acabou de matá-lo?

A consciência de Shi Xiaobai lutou mais uma vez. Ele desejava muito pedir para Lingcun não dar mais um pio.

Pelo menos … ele poderia não ter tanta consideração pela pessoa que findou sua vida, não é?

Mas, neste momento, Chen Lingcun disse de repente:

— Shi Xiaobai, eu já estou morto. Ninguém pode me salvar. Mas você ainda pode viver. Além disso … você deve viver. Por você e por mim. Existe uma coisa … que eu gostaria de pedir a você. Por favor, ouça o que eu vou te contar.

Em um canto particular, em um bar barulhento.

Um lindo jovem de cabelos prateados e uma bela ruiva voluptuosa estavam sentados um de frente para o outro. Não importava onde essas duas pessoas estivessem, elas sempre atrairiam a atenção de todos. Eles estavam claramente destacados naquele bar caótico.

Mas desde o início até o fim, ninguém os perturbava. Ocasionalmente, uma pessoa caminhando distraidamente ficaria chocada ao ver a bela ruiva e fugiria em pânico. Agora, se a pessoa visse o jovem de cabelos prateados, seus olhos iriam ficar sem vida, antes de se virar e ir embora.

O jovem de cabelos prateados estava constantemente enchendo o copo e tomando uma bebida alcóolica constantemente. Ele nem sequer olhava nos olhos da bela ruiva.

Quanto à bela de cabelos ruivos, seus olhos estavam focados no jovem de cabelos prateados como se estivesse queimando através dele. A maneira como ela olhava para ele era um amor despreocupado entre um homem e uma mulher.

— Seu idiota, você está querendo ficar bêbado? —  A bela ruiva disse de repente.

O jovem de cabelos prateados não respondeu, mas continuou a entortar o caneco.

A bela ruiva deu um sorriso ambíguo e disse:

— Tudo bem, se você ficar bêbado, eu vou tirar proveito da situação.

O jovem de cabelos prateados continuou virando o copo.

A bela ruiva resmungou de forma indiferente e disse:

— Faz cinco anos que estou seduzindo você e nada. Cinco anos sem parar … e nada. Estou até começando a suspeitar que você tem um problema lá embaixo. Quando eu tirar proveito da sua bebedeira … quero só ver se você é mesmo ruim de cama.

O jovem de cabelos prateados fez uma pausa antes de dizer de forma inexpressiva:

— Virgem, cala a boca.

A respiração da bela ruiva se estagnou e seu rosto ficou vermelho. Ela imediatamente praguejou:

— E eu me mantive casta até agora para quem? Seu idiota sem coração. Desalmado. Tsc, vai logo e bebe feito condenado, continue bebendo até dar pileque. Eu vou deixar você provar o quão grande meu conhecimento teórico é.

Ao ouvir isso, o jovem de cabelos prateados serviu novamente o seu copo, mas desta vez, a garrafa já estava vazia.

O jovem de cabelos prateados olhou para as inúmeras garrafas vazias em cima da mesa, antes de se levantar de maneira inexpressiva. Ele estava preparado para dirigir-se ao balcão para comprar mais algumas garrafas.

Mas neste momento, a bela ruiva puxou a mão do jovem de cabelos prateados.

— Você poderia parar de beber? — A bela ruiva disse suavemente.

O jovem de cabelos prateados deu um leve olhar e disse:

— Quero ficar bêbado hoje.

— Você nunca bebeu álcool, e quer ficar bêbado justo no primeiro dia que começou a beber? — A bela ruiva não se demorou, e continuou — Estou muito preocupada, porque … você parece estar sentido uma dor terrível. Se você está bebendo para fugir da dor, eu … eu gostaria que você fizesse isso de outro jeito … como compartilhar sua dor com os outros

O jovem de cabelos prateados ficou assustado antes de dizer com um sorriso sem graça que só:

— Depois que eu fico bêbado … eu posso me embrenhar num sexo bêbado de forma incontrolável.

A bela ruiva imediatamente exclamou e apertou a parte de trás da mão da jovem de cabelos prateados, dizendo com raiva.

— Por que você é tão sem vergonha? — O rosto de bela ruiva corou depois que ela o repreendeu. Depois disso, ela continuou — Você acha que estou tão ansiosa assim? De qualquer forma, você está proibido de beber!

Os olhos do jovem de cabelos prateados brilharam, quando de repente ele deu um passo à frente e sentou-se ao lado da bela ruiva. Ele estendeu o braço em torno da cintura da bela ruiva e, com a outra mão, levantou seu queixo.

Os olhos da bela ruiva ficaram imediatamente vidrados, enquanto ela gaguejava, como se fosse uma sacerdotisa ao lado de um matador de goblins.

— Vo-você … você está bêbado …

— Você sabe … sempre que seu rosto fica assim vermelhinho … o quanto eu te quero …

A voz do jovem de cabelos prateados de repente tornou-se extremamente ambígua.

O rosto da bela ruiva corou ainda mais, enquanto ela lentamente fechava os olhos e gentilmente movia os lábios.

O jovem de cabelos prateados deu um sorriso amargo.

Mas ele não fez nada.

Porque na maioria das vezes, não importa o quanto você deseja fazer algo, era impossível para você fazer isso.

O jovem de cabelos prateados se virou suavemente para o balcão.

A bela ruiva lentamente abriu os olhos quando o rosto corado ficou pálido, mas seus olhos estavam ficando vermelhos.

— Eu imagino, se a dor pudesse ser compartilhada com os outros … então, você estaria disposta a ser a pessoa que ouviria?

Uma voz gentil ecoou em seus ouvidos enquanto a bela ruiva virou a cabeça surpresa. Ela percebeu que o jovem de cabelos prateados tinha voltado e estava sentada em outro sofá, com uma nova garrafa na mão.

— Sim.

A bela ruiva respondeu apressadamente, com medo de que sua resposta fosse mais lenta por um segundo.

O jovem de cabelos prateados deu uma risada autodepreciativa e disse:

— É uma história … muito boba.


Deodoro
Tradutor nas horas vagas. Só joga no hard.
FONTE
Cores: