EA! – Capítulo 106 – 3Lobos

EA! – Capítulo 106

Voltei!

Em um piscar de olhos, três dias se foram.

Algumas agências de notícias informaram sobre a competição virtual que só podia ser descrita como cheia de reviravoltas, mas não provocou aquela comoção esperada. Pode-se dizer que nem sequer desencadeou qualquer onda na China.

Esta competição virtual foi realmente cheia de momentos inesquecíveis e participantes impressionantes. Como por exemplo, o jovem que conseguiu cultivar o Estilo Caranguejo para o Nível do Domínio Refinado estando apenas no 3º nível do Reino Psiônico Mortal, ou a aparência do Alto Cardeal, bem como a legião de mortos-vivos; tudo isso deveria ter sido o tópico de todas as conversas informais na cidade.

Mas isto estava longe de ser o que realmente aconteceu. O número de pessoas que estavam discutindo este assunto era simplesmente miserável. E tudo isso porque ninguém acreditava nessas histórias. Ou seja, as pessoas que falavam desses fatos, não possuíam nenhuma credibilidade. Por algum motivo desconhecido, as gravações dessa competição virtual foram apagadas, então, todos os vídeos relevantes que provavam os fatos, foram destruídos.

Além disso, a Agência de Inteligência dos EUA negou que tivessem apreendido o Alto Cardeal.

Era como se a filial do Café Arena de [Gaia] estivesse impedida de revelar qualquer informação. Portanto, a identidade de DeixaOCachorroLiderar não foi divulgada. Por causa disso, não havia evidências para provar a veracidade das notícias sobre essa batalha surreal.

As pessoas que assistiram à competição, naturalmente, sabiam que os relatórios eram verdadeiros e as situações protagonizadas por Deus Cachorro ainda estavam bastante frescas em suas mentes. Contudo, essas pessoas eram minoria, um número praticamente irrisório de toda a população geral da Cidade de Aço.

A maioria das pessoas que não testemunharam o incidente, imediatamente descartaram todas essas histórias assim que ouviam, principalmente depois de descobrir que não existiam vídeos para provar, então, eles só zoavam quem quer que falasse desses incidentes. Geralmente, um ou outro sempre espalhava algum boato ridículo desses, então, não havendo provas, ninguém tinha o interesse de passar a informação para frente.

No entanto, mesmo que alguns relatos fossem acusados de serem falsos erroneamente, ainda assim tudo o que aconteceu deveria causar, no mínimo, uma comoçãozinha, mas nem isso aconteceu. Uma notícia maior apareceu nos noticiários, apagando completamente as notícias da batalha da competição virtual do Café Arena da filial de [Gaia].

As pessoas estavam discutindo uma questão de preocupação nacional nos últimos dias. O conflito entre o meio acadêmico, das universidades, e as organizações de Heróis chegou num ponto em que a Associação Nacional de Heróis precisou intervir para mediar a situação. Por fim, foi decidido uma seleção prática entre as diferentes facções.

De fato, esta era uma discussão que já perdurava por um século, que era se as universidades deveriam ou não continuar as suas pesquisas de forma isolada, ou se juntar a uma organização de Heróis para propor um currículo prático aos alunos, após os nove anos de educação obrigatória[1].

Essas duas escolhas, naturalmente, tinham seus defensores e críticos, o que acaba dividindo as pessoas em duas facções. A facção acadêmica era liderada por universidades de ponta, como a Universidade Pehua, a Universidade Fudan e a Universidade ZJ. Já a facção das organizações era formada por organizações famosas como [Zeus], [Musas], [Thor], [Trevas] etc.

A incompatibilidade dessas duas facções era clara, pois ambas possuíam objetivos e interesses distintos. E as discussões e controvérsias se agravaram devido a um fato que aconteceu recentemente. A Associação Nacional de Heróis transcendente precisou mediar a situação, conseguindo, após muito esforço, que ambos os lados entrassem um consenso de que a força era um fator decisivo.

Por causa disso, uma seleção completamente organizada pela Associação Nacional de Heróis acabou surgindo. A Associação Nacional de Heróis investirá muitos de seus recursos para treinar 20 pessoas.

A facção acadêmica enviaria dez novatos, enquanto a facção das organizações enviaria os outros dez. Estes vinte novatos se uniriam para iniciar um treinamento coletivo que seria aberto e intensivo. Finalmente, eles competiriam em uma seleção que poderia ser vista por toda a nação. O vencedor, seja a academia ou organização, ganharia a prioridade para recrutar talentos por um ano.

Esse tipo de seleção aberta e intensa entre as universidades e as organizações de Heróis atraiu, naturalmente, a atenção de todos. Os cidadãos comuns estavam muito interessados ​​em assistir o caos que viria pela frente.

Quanto aos novatos e os demais iniciantes, todos colocavam suas mentes no número reduzido, que eram 20 vagas, focando todos os seus esforços em conseguir uma delas. Era um treinamento coletivo que a Associação Nacional de Heróis iria investir fortemente, então era uma oportunidade rara de treinamento.

Além disso, este treinamento coletivo daria aos novatos uma exposição na mídia muito boa. Com todo o país assistindo, a reputação dos participantes aumentaria consideravelmente.

Dessa forma, quando a facção acadêmica anunciou publicamente que as suas dez vagas estariam abertas a todas as universidades do país, todos os calouros ficaram excitados. Havia um fluxo constante de pessoas que estavam se inscrevendo. Ninguém queria perder essa oportunidade de ouro, mesmo que a maioria deles fosse eliminada durante as primeiras seleções.

A facção das organizações também iniciou suas seleções, mas de forma privada. Cada organização de Heróis de três níveis e acima receberam um certo número de tickets de recomendação. As pessoas recomendadas passariam por uma seleção maciça antes de dez serem finalmente escolhidas para participar do treinamento coletivo das duas facções.

[Gaia] já foi uma organização de ponta, mas agora era de segundo nível. Por causa disso, só recebeu quatro tickets de recomendação que correspondiam às quatro divisões de [Gaia]. Depois de muita deliberação, eles decidiram ter uma seleção interna e recomendar uma pessoa cada uma de suas divisões.

Se algum dos novatos de [Gaia] pudesse ser um dos dez que representaria as organizações de Heróis nesta questão de interesse nacional, ou mesmo obter excelentes resultados durante o treinamento coletivo, sem dúvida melhoraria a reputação da organização.

Os quatro Ministros de Divisão de [Gaia] naturalmente não se deram ao luxo de ficarem ociosos. Eles começaram imediatamente um processo de seleção interna de suas divisões, visando escolher o novato que mais se destacasse de sua divisão.

À noite deste mesmo dia.

Um helicóptero descia lentamente até pousar nas estradas metálicas da Cidade de Aço. Uma linda garota com um rabo de cavalo singular descia do helicóptero, parecendo extremamente animada.

— Uau, eu finalmente estou de volta. Não vou assumir mais uma missão de grande escala como essa, não. Aqueles pontos heroicos e tudo o mais podem ir tudo pro inferno!

Riko carregava sua bagagem e estava de alto astral, muita animada. Tendo deixado a Cidade de Aço por meio mês[2], ela participou de uma missão Heroica com uma equipe de amigos, os quais ela conhecia há anos. Embora tenham encontrado algum perigo, eles mal conseguiram sobreviver, conferindo uma rara oportunidade para ganhar muitos pontos heroicos.

Durante a chuva de meteoros da Cidade de Ouro do Sul, Riko conseguiu chegar na segunda metade do desastre, mas conseguiu matar diversas bestas astrais da calamidade de Nível F e E, aumentando um pouco seu ranking.

Em resumo, sua experiência fora da Cidade de Aço durante meio mês não foi nada memorável, mas também não havia nada de desagradável. Além de ter perdido um tempo em que poderia ter ficado vagabundeando na Cidade de Aço, quer dizer, descansando, não havia nada do que reclamar.

No entanto, no momento em que chegou na Cidade de Aço, Riko sentia que sua chegada era muito esperada.

— Afff, eu realmente não sirvo para ser uma Heroína. Ganhar pontos heroicos é muito chato. Ficar na Cidade de Aço está mais de acordo com meus valores e filosofia de vida.

Enquanto Riko caminhava na direção de sua casa, ela ocasionalmente saudava um ou outro transeunte. A maioria das pessoas na Cidade de Aço conhecia Riko, pois ela era a filha da família Minamiya e uma Pontus Oceanus.

— Humm, como será que o Xiaobai está agora?

Uma das principais razões pelas quais Riko desejava voltar para casa era porque estava preocupada com Shi Xiaobai.

Se ele continuar se chamando de ‘este Rei’, os outros não vão deixar ele de lado e ficar zoando ele o tempo todo? Ele não sabe nem o básico, então como ele poderia participar do treinamento dos novatos? Será que, agora que ele está vivendo sozinho, ele está comendo direito? Ele não vai ficar doente se ninguém fazer comida pra ele?

Riko não podia deixar de se preocupar. Ela era, de qualquer forma, a conselheira de novato dele. Além disso, foi ela quem recrutou ele para [Gaia], e para não mencionar, ela era um membro daquele tal do Esquadrão de Heróis Xiaobai.

Riko sentiu que tinha a importante responsabilidade de cuidar de Shi Xiaobai.

Tá bom, vou fazer isso então. Já decidi. Vou cuidar do Shi Xiaobai e deixar ele ficar morando aqui de uma vez na Cidade de Aço. Não vou sair por um tempo. Affe, e não é porque eu estou sendo preguiçosa demais para correr atrás de uns pontinhos heroicos. Hehehe.

Enquanto Riko caminhava despreocupadamente, ela acabou chegando no distrito onde estava seu apartamento.

Ela imediatamente ficou um pouco nervosa, bastante ansiosa.

Será que o Xiaobai ficou mais forte? Será que ele conseguiu atingir o 2º nível do Reino Psiônico Mortal em meio mês? Será que ele conseguiu alcançar a proficiência de Nível Geral de alguma habilidade psiônica de combate Classe F? Humm, é verdade, isso seria um pouco difícil. Mesmo que Xiaobai seja um gênio, ainda assim é difícil. Bem, espero que ele não me deixe desapontada. Estou ansiosa para ver como ele está.

Riko chegou à porta e pegou as chaves. Um sorriso com um traço de ansiedade estava impregnado no canto de seus lábios.

— Shi Xiaobai, cheguei!


 

 

[1] Existem diferentes estruturas de ensino na Educação Básica por aí a fora. No Brasil, o ensino obrigatório, chamado de Educação Básica, consiste de 12 anos, sendo 9 anos no Ensino Fundamental e 3 anos no Ensino Médio, com algumas diferenças dependendo da modalidade de ensino. Por exemplo, existem alguns lugares que o Ensino Médio tem 4 anos. No caso, a discussão aqui é se as universidades desta Terra em que Shi Xiaobai está, deveria se juntar a uma organização de Heróis para que os alunos, no nosso Ensino Médio, tivessem parte prática na luta contra bandidos, demônios da calamidade, bestas astrais da calamidade, dentre outros.

[2] Alguns de vocês podem se perguntar: por que o Deodoro está colocando meio mês e não 15 dias ou 2 semanas? Ora, ora, não faço isso porque o autor não deixou claro se o mês ou sequer a semana deste mundo onde Shi Xiaobai está segue a mesma ordem do nosso, por isso eu mantenho a tradução da mesma forma como o autor escreve.

Deodoro
Tradutor nas horas vagas. Só joga no hard.
FONTE
Cores: