DNG – Capítulo 152 – 3Lobos

DNG – Capítulo 152

Os Quatro King Kongs

A sala de treinamento do Forte Desordeiro era um legado deixado pela era Forin. Han era incapaz de fazer mais melhorias na instalação sem derrubar tudo e começar do zero, então ele decidiu usar aquela, já que Forin a fez suficientemente sofisticada.

Han também encontrou um tempo para remontar as bestas estelares encontradas anteriormente, usando as ferramentas de sintetização de bestas de fusão que ele trouxe com ele. Ele reconstituiu os animais usando as partes principais dos corpos da horda que eles eliminaram naquele pequeno planeta dentro da fenda galática. O resultado foi apenas cerca de trinta bestas de fusão, mas para aproveitar ao máximo os quatro membros poderosos dos gorilas estelares, cada besta de fusão resultante tinha quatro pernas e seis braços.

Após a avaliação de Han, o poder de combate dos gorilas de fusão era cerca de um terço das Bestas Divinas Blindadas. Afinal, Wuyun criou apenas 130 daquelas bestas em toda sua vida, e ele investiu tanto esforço quanto possível em cada uma delas, por isso seria muito difícil para Han produzir bestas de fusão no mesmo nível de poder de combate.

Porém, estes trinta gorilas de fusão que Han fez também não eram considerados fracos, embora faltasse uma defesa forte devido à falta das escamas usadas nas Bestas Divinas Blindadas, que não eram sequer feridas por lasers. Han prometeu que, se ele encontrasse um material melhor mais tarde, ele continuaria fortalecendo os gorilas de fusão.

Em suma, a Garra do Demônio e dois gorilas de fusão serviriam como guardas do forte. Han gostava de esconder o seu poder de combate, e a maioria dos gorilas de fusão estavam escondidos em sua Marca Lunar invisível.

Na tela grande na sala de treinamento, Sem Origem, que quase nunca ria, começou a gargalhar:

— Você só queria fazer uma transação sem o governador ver e acabou tomando o lugar dele. Han, você é o mais estranho fora da lei que eu já vi.

Han respondeu contrariado:

— Será que podemos parar de falar sobre isso? Vocês já estão rindo disso faz um mês agora. Já deu, né?

Sem Origem recusou com a cabeça e disse com sinceridade:

— Sem chance. De agora em diante, sempre que eu me lembrar disso, eu vou ter que rir. Mas também é uma coisa boa. Agora pelo menos você conseguiu seu próprio território no deserto galático. Então vamos lá. O próximo caminho, o Caminho do Homem, dilacera o céu e estraçalha a terra. Em comparação com os Caminhos do Céu e da Terra, a dificuldade aumentou de novo várias vezes. Claro, uma vez que você o compreender, o poder resultante também será muito assustador. Eu observei cuidadosamente seu treinamento, não está ruim. Porém, ainda há uma lacuna muito grande entre o domínio completo do caminho. Continuaremos treinando usando o método original. Primeiro o movimento, depois a compreensão. Após entender isso, essa técnica se tornará verdadeiramente sua.

Han assentiu. Ele ainda conseguia se conectar à Dark Net Galática no deserto galático, e isso era muito conveniente para Han. Embora o seu professor não estivesse por perto, Han podia perguntar qualquer coisa ao Sem Origem remotamente, através da rede intergalática.

Pensando por um segundo, Han disse:

— No momento, o que mais me preocupa é o meu índice de energia. Eu claramente alcancei o topo do nível cinco estrelas, mas simplesmente não consigo dar esse último passo.

Sem Origem disse como se não fosse um grande problema:

— Para que a pressa? Você ainda não tem nem dezoito anos! Quando eu tinha sua idade eu ainda estava… Bem, não importa, você não precisa saber. Em suma, durante a fase inicial você teve o poder do cristal de herança e do Coração das Trevas para conseguir uma velocidade de progresso assombrosa. Mas agora o potencial do cristal e do coração já não te servem mais, então você começou gradualmente a retornar à velocidade de desenvolvimento normal. Isso não é nenhuma surpresa para mim. Agora você tem duas opções. Uma delas é buscar a estabilidade, praticando passo a passo para solidificar o que você conseguiu até agora. A segunda opção é usar o Cristal das Trevas, mas não poderei ajudar você com isso, já que a farmacologia é a área do Preto Velho, não a minha.

Han respondeu sinceramente:

— Desta vez eu decidi progredir de forma lenta mas constante. Pelo menos por um tempo, eu não planejo usar o Cristal das Trevas. Entretanto, também vou discutir com o Andarilho Noturno sobre a melhor maneira de utilizar plenamente o cristal. Eu acho que vai ser uma abordagem em duas vertentes, não vou parar de praticar, mas também não vou parar de pesquisar e estudar sobre o cristal.

Sem Origem concordou com a cabeça e disse:

— Sua determinação é muito estoica. Mesmo com um tesouro que pode fazer com que você avance mais rápido, você realmente optou por resistir à tentação de usá-lo e conseguir um rápido aumento de poder. Não é algo que qualquer um consegue fazer. Depois de usar o Cristal das Trevas, você ainda será você. Mas se você não usar, ele realmente se torna uma carta em sua manga. Quando se der conta, você terá cada vez mais cartas na sua manga, e isso é muito bom! Nesta vasta Via Láctea, as pessoas inteligentes nunca revelam suas armas antes do momento crucial.

Depois que a prática terminou, Han voltou ao mercado para dar uma olhada em tudo.

As políticas fiscais que Han criou eram completamente diferentes das de Forin. Ele seguiu as regras comuns do deserto galático, mas a cobrança era de 10% de imposto por transação, e ainda eliminou as taxas de aterrissagem de naves, taxa de aterrissagem por cabeça, taxa de decolagem e uma série de outros impostos aleatórios.

Quanto ao comércio de produtos como necessidades básicas, produtos agrícolas, eletrodomésticos, materiais de construção, e alguns outros, que eram utilizados para a subsistência e desenvolvimento do planeta, Han implementou políticas preferenciais que reduziram os impostos sobre as transações para 5%.

A razão pela qual Han fez essas mudanças era devido aos seus sentimentos pelos trabalhadores miseráveis que sofriam no Forte Desordeiro. Uma caixa de leite era dez vezes mais cara do que as vendidas dentro da Via Láctea. Era comum os pais simplesmente não terem como comprar para seus filhos, e as coisas não podiam seguir dessa forma.

Em comparação com a prosperidade do comércio de armas, Han esperava que o comércio de bens de necessidade básica, que beneficiava as pessoas comuns, também pudesse crescer, assim como em uma cidade bem estabelecida. Afinal, as pessoas precisavam comer e ter produtos de necessidade básica.

As demais questões relativas aos impostos foram deixadas para a Câmara do Comércio, sem a interferência de Han. Os recursos, inclusive, iam para a Comissão de Desenvolvimento do Forte Desordeiro.

Agora que os trabalhadores não tinham mais emprego na catação, a comissão estava financiando investimentos em moradia, negócios e na agricultura, com juros baixos e pagamento a longo prazo. Se alguém não quisesse trabalhar no campo, poderia continuar no mercado livre, abrindo seu próprio negócio ou trabalhando para algum patrão.

Até uma espécie de fundos para os que não tinham condições para trabalhar estava prevista.

Estavam planejadas escolas, aeroportos, shopping centers, rodovias, bem como a implementação por etapas de uma variedade de programas. Han era o governador dali de qualquer maneira, então ele pretendia gerir bem esse lugar.

Existiam apenas alguns planetas habitáveis ​​no deserto galático, e a pobreza do Forte Desordeiro foi inteiramente causada por guerras intermináveis ​​que deixaram pouco espaço para o desenvolvimento. No entanto, agora, com a diligência e sabedoria humana, esse planeta seria cada vez mais desenvolvido.

Han tinha muito amor patriótico por seu planeta natal, a Terra, e essa era a coisa mais louvável sobre a personalidade dele. Agora, a Terra também estava se desenvolvendo rapidamente, mas, infelizmente, Han não podia voltar e ajudar na construção dela. Então, ele pegou sua saudade e a colocou no Forte Desordeiro, e ao ver este lugar florescer cada vez mais, Han realmente ficou feliz do fundo de seu coração.

Em suma, Han basicamente deixava as pessoas do Forte Desordeiro cuidarem de suas vidas. Ele era governador apenas no papel.

Da mesma forma que Han amava seu planeta natal e estava disposto a desistir de tudo por ele, Lynch e os outros também adoravam o Forte Desordeiro e estavam dispostos a trabalhar duro para torná-lo um lugar melhor. Han deixou as pessoas que amavam o Forte Desordeiro gerenciarem e desenvolverem esse lugar. Nada seria melhor que isso.

Depois de dar calmamente uma volta ao redor do mercado, Han conduziu o Braço do Demônio através de três canais de transição para um sistema estelar sem nome, que os trabalhadores chamavam de vale das naves naufragadas.

O Braço do Demônio saiu do canal de transição e Han viu inúmeros restos de naves acidentadas flutuando por um espaço infindável.

Segundo rumores, uma nave gigante de transporte de robôs da civilização pré-histórica, que carregava centenas de milhões de robôs, sofreu um acidente ali. Depois que a nave explodiu, os robôs se tornaram destroços, espalhando-se por toda a galáxia.

As naves de catação estavam todas ocupadas trabalhando, usando feixes de tração para pegar as partes flutuantes, trazendo para dentro do armazém, e depois fazendo a análise e classificação para montagem e venda posterior.

Essas funções antigamente eram feitas pelos trabalhadores de catação, mas agora os robôs os substituíram. Os pilotos das naves eram robôs, os responsáveis ​​pela triagem e remodelação também, e mesmo os que estavam protegendo o sistema do lado de fora do sistema estelar também eram robôs.

De onde todos aqueles robôs vieram? Foram montados por outros robôs. Agora que os robôs eram responsáveis ​​pela montagem de seus similares, a eficiência aumentou drasticamente.

Além de mais de centenas de naves de coleta, havia também duas das maiores naves na galáxia, naves de carga da classe Pirâmide, ancoradas em uma das divisas daquele sistema estelar.

Após as peças coletadas serem classificadas nas naves de coleta, elas eram enviadas para as duas naves de carga. A número 1 recebia todas as peças boas, a serem preparadas para montagem, enquanto que a número 2 coletava as peças danificadas, enviando para uma pequena oficina onde haviam robôs fazendo alguns reparos simples. Não sendo possível o reparo, a sucata seria derretida e enviada para a nave número 1.

O Braço do Demônio de Han estava parado dentro da nave de carga nº 1.

Após entrar no enorme depósito, Han viu toda uma fileira de robôs remontados esperando, olhando adiante como um grupo de soldados valorosos. Existiam robôs rastreadores, robôs flutuantes de alta velocidade, robôs multi-funções biônicos, e o número e a variedade eram simplesmente incríveis.

Han sorriu e depois desceu ao nível mais baixo do armazém, encontrando os poucos robôs que já estavam esperando lá. Além de Giro-Giro, os outros quatro eram todos robôs com inteligência artificial recém-montados por Han. No cérebro de cada um deles havia um chip. Eles eram como Giro-Giro, equipados com uma sabedoria incrível.

Robô de batalha — Rakshasa; Robô de engenharia — Burton; Robô de vanguarda — Starmark; Robô de pesquisa — Source.

Han chamava esses quatro novos parceiros de os quatro King Kongs. Entre os quatro King Kongs, Rakshasa era o robô de batalha, e todas as naves de guerra estavam sob seu comando. Starmark era o robô da vanguarda, todas as tarefas de investigação, exploração remota e espionagem estavam sob sua jurisdição. Burton era o robô de engenharia, especializado em fazer todo o trabalho que envolviam peças e graxa, incluindo montagem de robôs, modificação de naves e reparação de sistemas, e até a limpeza. Quanto a Source, ele era o robô de pesquisa. Se Han quisesse melhorar o poder de fogo de seu canhão, ele viria pedir para Source. Se ele quisesse encontrar uma maneira de acelerar o mecanismo de transição em canais, ele precisava pedir a Source. Aliás, Source era o mais poderoso entre os quatro King Kongs.

— Agora, nossos números estão em quase um milhão, não é? — Han sorriu e perguntou.

Vermillion
Domina Inglês e Português. Spymaster nas horas vagas.
FONTE
Cores: