DNG – Capítulo 125 – 3Lobos

DNG – Capítulo 125

O Poder da Fé!

Quatro dias depois, no setor galático do Domínio Oblívio.

Em geral, o Domínio Oblívio era um lugar muito estranho. Primeiro de tudo, era um enclave, e era necessária uma viagem de três dias completos do planeta habitável mais próximo dentro da Via Láctea até lá. No meio, havia o deserto galático, cheio de fenômenos perigosos.

Porém, quando a fragata de Han atravessou o deserto, a cena mudou de repente. Dezessete planetas habitáveis apareceram imediatamente no detector de radar, e a distância entre cada dois deles não era maior do que a distância padrão entre portais de transição.

Embora o Domínio Oblívio estivesse muito menos abarrotado do que aquelas áreas centrais da Via Láctea, ainda fazia parte do deserto galáctico e agia como um oásis no deserto, abrigando todas as pessoas que moravam ali.

O sistema de navegação automática conduziu Han ao 17º planeta, o mais remoto deles. Mais precisamente, o pouso seria no quintal do Sem Origem.

Pensando a respeito, ele imaginou que Sem Origem devia ser realmente rico. Sua casa cobria muitos hectares de terra e era cercada por florestas. As construções cinzentas em sua propriedade passavam uma impressão de coisa antiga.

Fora ser um pouco remoto demais, era uma mansão muito elegante em forma de castelo.

Além da fragata de Han, havia também duas vans espaciais estacionadas no quintal. Eram veículos leves, com quatro lugares, e deviam ser os meios de transporte de Sem Origem e Andarilho Noturno. Antes de chegar ali, Han já sabia que, embora os dois fossem vizinhos, eles não viviam no mesmo planeta.

Andarilho Noturno vivia no 1° planeta, que era o mais próspero. Seu nome parecia ser Mapa Tarim, e Sem Origem vivia no 17º planeta, chamado Colina Silente.

Han saiu da nave e viu Andarilho Noturno e Sem Origem. Embora Han os tivesse visto inúmeras vezes pelo meio virtual, ele ainda estava muito animado para ver esses dois em pessoa.

— Meus professores, sinto muito por fazer vocês esperarem. — Han sorriu e fez uma reverência.

Andarilho Noturno era elegante, mas Sem Origem era simplesmente grosso igual uma porta. Com os dois velhos de pé lado a lado, o contraste em seu temperamento era ainda mais significativo.

— Não precisa ser tão educado. Apenas me chame de Preto Velho, e chame ele de Monstro Velho, — Andarilho Noturno riu e disse. Ele disse que Han deveria chamar Sem Origem de Monstro Velho, e Sem Origem não pareceu dar a mínima. Como de costume, seu rosto estava frio e não demonstrava emoção.

— Eu trouxe para vocês alguns presentes, todos da Terra. — Han riu e apontou para seu colar que era a Marca Lunar.

— É comida? O velho Mo elogia com frequência as iguarias da Terra, — Andarilho Noturno perguntou curiosamente.

— Não. — Han balançou a cabeça para os lados e explicou, — Precisei sair rápido demais. Embora a comida da Terra seja excelente, é preciso tempo para se preparar algo bom, então eu não consegui trazer nada comigo. Ah, certo, como é que o velho Mo está?

— O mesmo de sempre, liderando sua ganguezinha de robôs e indo para todos os lugares tentando encontrar o que ele chama de equipamento de nível Ares. Na verdade, esse tal equipamento de nível Ares não seria simplesmente os equipamentos utilizados pelos Deuses da Guerra? O velho Mo insistiu que existe por aí um tipo de arma singular, que contém um espírito de luta dentro, e só as armas com esse tipo de espírito podem ser consideradas um verdadeiro equipamento de nível Ares, — Andarilho Noturno riu e disse.

Han, Andarilho Noturno e Sem Origem entraram no castelo antigo. Era muito escuro lá dentro. Sem Origem obviamente não sabia como cuidar das tarefas domésticas, já que haviam coisas jogadas por todos os lugares. Os três se sentaram em um sofá e Han sentiu algo um pouco duro debaixo dele. Ele estendeu a mão e puxou um livro.

— Sobre poderes de dano elétrico debaixo d’água. — Han leu o título do livro.

Andarilho Noturno riu e apontou para Sem Origem.

— O Monstro Velho é viciado em artes marciais, então não há outros tipos de livros em sua casa. Todos eles são sobre artes marciais e estratégias. Na parte de trás, há uma biblioteca de quatro andares, e lá dentro todos os livros são bem antigos.

Sem Origem disse como se fosse nada de especial:

— Você não é igualzinho? Não tem um monte de livros de farmacologia lotando o seu porão? A quantidade de livros antigos preciosos que você possui não é inferior à minha.

Com uma súbita mudança de atitude, Sem Origem disse severamente:

—Han, bem-vindo ao Domínio Oblívio. Todos esses anos, o Preto Velho e eu estivemos aqui praticamente apodrecendo. Você conseguiu realmente trazer um pouco de animação para nós. Porém, eu tenho que te contar a verdade: o Domínio Oblívio é um lugar muito perigoso. Preto Velho e eu ofendemos alguém na Via Láctea e estávamos sem opções, e é por isso que nós viemos aqui para se isolar. A razão pela qual viemos aqui é porque não há outro lugar na Via Láctea além do Domínio Oblívio que ouse nos abrigar. Há um indivíduo poderoso aqui que se mantem afastado da Via Láctea, e só ele se atreveu a nos receber e nos proteger. Claro, este tipo de abrigo não é incondicional. No momento em que colocamos o pé neste Domínio Oblívio, não podemos sair daqui, ou então nosso protetor nos expulsará eternamente e não nos permitirá entrar novamente.

Ele levantou uma sobrancelha e continuou:

— É claro que você não está aqui para buscar proteção, então você não será afetado por essa condição e poderá sair a qualquer momento. Porém, você precisa saber que neste 17º planeta do Domínio Oblívio existem criminosos hediondos em todos os lugares, e até mesmo o ambulante que vende chá na beira da estrada pode muito provavelmente ter sido um assassino no passado, um que uma vez aterrorizou a Via Láctea. Então, durante sua estadia aqui no Domínio Oblívio, você tem que ter muito cuidado. A Lei da Via Láctea não se aplica aqui. O que temos aqui são regras definidas pelo protetor. No momento em que você quebrar uma dessas regras, nem mesmo eu ou o Preto Velho poderemos te salvar.

Han ficou imediatamente chocado. Criminosos desesperados de toda a Via Láctea vinham até o Domínio Oblívio para buscar asilo? Até mesmo um vendedor qualquer poderia ter sido um assassino infame no passado? Se fosse assim, este lugar era incrível!

Concordando com a cabeça, Han disse:

— Entendi. Na verdade, os dois professores podem ficar tranquilos. Eu não estou aqui para passeios turísticos, mas sim para aprender habilidades reais. Eu simplesmente não estou interessado no mundo exterior.

— Ótimo! — Sem Origem disse em um tom sério.

Sem Origem era um velho muito rigoroso, que não falava muito, mas Andarilho Noturno, na verdade, teve uma conversa muito interessante com Han. Os três pegaram algo para comer, e também tomaram alguns copos de bebidas alcoólicas de frutas especialmente fabricadas no Domínio Oblívio.

Após a refeição, Sem Origem levou Han para uma sala circular que tinha uns 500 metros de diâmetro no subsolo do castelo. O chão e as paredes eram todos forjados de tritanium de alta densidade, e era provavelmente onde Sem Origem treinava.

— Han, anteriormente eu só vi você treinar por vídeo. Agora eu quero vê-lo com meus próprios olhos. Pratique o Punho Destruidor de Estrelas que eu te ensinei. Quanto a um oponente, não há ninguém, então use sua imaginação. — Sem Origem deu instruções muito breves.

Han acenou com a cabeça, depois fechou os olhos e pensou nos inimigos que enfrentou durante sua vida. Se eles estivessem ali naquele momento, que tipo de movimentos seriam necessários para lidar com eles?

Assim!

Han sorriu. Ele de repente saltou, virando de cabeça para baixo para o lado, e então em um ângulo muito estranho e inesperado ele mandou um soco curvado!

Os dois espectadores só viram o corpo de Han começar a voar, girando vigorosamente, mas com uma sutileza extrema!

Andarilho Noturno e Sem Origem observavam de perto em um canto. Andarilho Noturno sacudiu a cabeça e perguntou:

— Monstro Velho, por que você não achou um adversário para ele?

Sem Origem respondeu discordando:

— Han nunca aprendeu as artes marciais tradicionais e foi direto para as técnicas proibidas. O que são as técnicas proibidas? São artes marciais que quebram todas as limitações. Han já aprendeu a parte do Zero, mas se ele quiser aprender os Seis Caminhos do Zero, será impossível sem uma boa imaginação. Então, agora eu estou examinando as técnicas de Han e vendo também se ele tem o talento para continuar aprendendo artes marciais proibidas.

Andarilho Noturno balançou a cabeça lentamente, como se ele entendesse uma parte do que Sem Origem tivesse acabado de dizer.

Por outro lado, embora fosse uma batalha sem um adversário, o entusiasmo de Han se ascendeu gradualmente.

Sem Origem era de fato um profissional, mas não conhecia Han por completo ainda. Imaginação foi algo que nunca faltou a Han, mas ainda havia algo especial que muitas pessoas não tinham!

Como alguém da Terra, desde que ele era pequeno, sua mente esteve repleta de medo. Medo das civilizações do espaço exterior, medo pela segurança da Terra e medo pela constante possibilidade de ser colonizado.

Embora Ke Lake tivesse uma vez trazido esperança para as pessoas na Terra, ele também transformou aquela esperança em desespero quando desapareceu.

Nos dez anos em que ele esteve desaparecido, os habitantes da viveram sob a sombra da incerteza, esperando desesperadamente pelo retorno de Ke Lake, ansiosos por serem capazes de viver em liberdade e paz. Porém, a realidade foi muito cruel, e a vida diária se tornou um sofrimento para as pessoas da Terra.

Vizinhos, colegas de classe, amigos, na memória de Han todos na Terra tinham um rosto pesaroso, o riso era raro, e as pessoas nunca queriam falar muito sobre o futuro. Até o céu parecia geralmente opaco e sombrio, imitando os rostos das pessoas.

Essas coisas não eram o que Han queria!

Desde que Han adquiriu um poder, sua fé nunca vacilou!

Han não permitiria que a Terra se tornasse uma colônia, ele não permitiria que seu povo vivesse em desespero! Ele queria ver sorrisos nos rostos das crianças!

Ele aceitava ter passado a sua infância assolado pelo medo. Porém, deixar que as próximas gerações da Terra continuassem vivendo no medo e desespero?

Han não iria deixar aquilo acontecer, mesmo que custasse a vida dele!

Um soldado que nem conseguia proteger sua casa não era digno de ser chamado de verdadeiro soldado!

O objetivo de Han era muito claro: se tornar forte! Tornar-se cada vez mais forte! Até que um dia ele pudesse proteger sua própria casa! Han não se importava com quanto tempo iria demorar para atingir esse objetivo, quanto sofrimento ele teria de suportar ou quantas vidas precisariam ser sacrificadas.

Se a existência da Terra só pudesse ser protegida às custas de toda a Via Láctea, então que a Via Láctea fosse para o inferno!

Mesmo que fosse Han apenas uma luz modesta, a única razão para ele continuar vivendo seria para iluminar a Terra que o deu à luz e o criou! Até que sua vida se exaurisse completamente!

Esse era o poder da fé!

Quando Han injetou o poder daquela fé em sua arte proibida, tudo mudou. Um barulho similar a um uivo começou dentro da sala de treinamento devido à uma corrente de vento!

A arte proibida dos Seis Caminhos do Zero se elevou à um novo patamar nas mãos de Han. O estilo de ataque estranho e singular daquela arte da descendência natural chamada de Ataque do Demônio ainda estava lá, mas uma intenção assassina indescritível surgia junto os ataques!

Para alcançar sua meta, tanto deuses quanto demônios precisariam ser assassinados. Tanto o céu como a terra precisariam ser destruídos! Han pagaria qualquer preço!

Esta era a crença mais firme no coração dele!

Mesmo Andarilho Noturno, que não entendia muito sobre artes marciais, ficou gradualmente atordoado com tal fé e com a intenção assassina que Han demonstrou. Com os olhos bem arregalados, ele perguntou com espanto:

— Isso que é o Zero, a parte nula dos Seis Caminhos do Zero?

— Deveria ser.

— Deveria ser? Monstro Velho, o que você realmente ensinou a Han?! Não minta para mim, isso definitivamente não é o Zero!

A expressão de Sem Origem também ficou muito perplexa. Ele soltou um longo suspiro e com uma voz rouca disse:

— Eu pensei que era o Zero, mas agora eu não tenho mais certeza.

Sem Origem disse a Han para brincar livremente com sua imaginação, mas Han realmente deu a ele um resultado que ele não esperava de forma alguma.

O Zero era uma arte marcial sem quaisquer técnicas, puramente baseado na compreensão e interpretação do soldado que o usava.

Nas mãos de Han, o Zero parecia uma obra de arte.

Vermillion
Domina Inglês e Português. Spymaster nas horas vagas.
FONTE
Cores: