Arifureta – Volume 1 – Capítulo 3 (Parte 9 de 9) – 3Lobos

Arifureta – Volume 1 – Capítulo 3 (Parte 9 de 9)

Capítulo 3: A Princesa Vampira Dourada (Parte 9 de 9)

 

O Hajime não tinha certeza sobre o que era mais louvável: A magia da Yue, que tinha danificado a carapaça que nem sua granada incendiária de 3.000 graus Celsius e nem seu tiro eletricamente acelerado à queima roupa com o Donner pôde sequer o arranhar, ou a carapaça do monstro, que tinha, de alguma forma, resistido a explosão.

Ele ouviu um barulho fraco e afastou seus olhos do espetáculo maravilhoso para olhar de volta para a Yue. Ela estava caída no chão, respirando com muito esforço. Parecia que ela tinha usado toda sua mana.

— Yue, você está bem?

— Mm… Apenas muito… cansada…

— Haha. Mas meu, você realmente conseguiu. Obrigado por me salvar. Vou cuidar do resto, então apenas descanse.

— Mm, boa sorte… — O Hajime acenou para a Yue, e depois usou o Passo Supersônico para diminuir a distância entre ele e o escorpião em um único pulo. Ele ainda estava surpreendentemente em boa forma. Embora estivesse uivando de dor e raiva por ter sua carapaça fundida, ele, ao ver o Hajime se aproximando, disparou instantaneamente ferrões capsulados.

Por sua vez, o Hajime pegou rapidamente outra granada de luz de sua bolsa e a lançou no escorpião. Ele, então, afastou a carga múltipla com o Donner antes que ela tivesse a chance de se espalhar. Após isso, ele disparou uma bala não-acelerada-eletricamente na granada de luz caindo.

Tendo já se acostumado a esse movimento, o escorpião não foi intimidado dessa vez. Ele berrou aborrecido com a cegueira temporária, mas ainda assim continuou procurando pelo Hajime.

Mas não importava onde ele procurava, não conseguia o encontrar. Enquanto ele olhava ao redor na confusão, o Hajime caiu do ar e pousou em suas costas.

— Kshaa!? — Ele deu um silvo surpreso. Que não era nenhuma surpresa. Afinal de contas, sua presa tinha escapado dos seus sentidos e repentinamente apareceu por detrás dele.

O Hajime tinha usado o Ocultar Presença e o clarão da sua granada para escapar dos sentidos do escorpião.

A carapaça vermelho-quente do escorpião queimou a pele do Hajime. Contudo, ele ignorou a dor, pondo o Donner diretamente sobre uma das suas seções danificadas e esvaziando o cilindro inteiro da arma. Tendo já perdido um pouco de sua dureza com a bola de fogo da Yue há pouco, a carapaça do escorpião não pôde resistir a uma enxurrada de balas melhoradas eletricamente à queima-roupa, sendo finalmente quebrada.

Sem se importar com os danos que poderia causar a si mesmo, o escorpião avançou contra o Hajime com ambas as caudas, mas ele foi mais rápido.

— Tome isso, seu desgraçado. — Ele pegou outra granada da sua bolsa, depois a enfiou no fundo do buraco que ele tinha feito com o Donner. Ele ignorou sua carne queimando enquanto alojava seu “presente” tão profundamente quanto podia. Então, antes que o escorpião pudesse o atacar com suas caudas, ele correu à segurança usando o Passo Supersônico. Enquanto ele corria, a besta se virou para o perseguir com um ataque de projéteis.

Todavia, no momento em que ele terminou de se virar…

Boom! Uma explosão abafada ressoou por toda a sala, que fez a coisa escorpião se contrair. O escorpião paralisado e o Hajime olharam um para o outro quando o silêncio reinou.

Por fim, o escorpião desabou no chão com um estrondo retumbante.

O Hajime terminou de recarregar o Donner e caminhou lentamente até o escorpião imóvel. Apenas para se certificar de que estava morto, ele disparou três balas na sua boca antes de assentir satisfeito. Tinha se tornado sua política nos últimos tempos garantir que tivesse acabado completamente com qualquer inimigo.

Quando ele se virou, ele encontrou a Yue sentada no chão olhando para ele, inexpressivamente como sempre. Apesar do seu rosto de indiferença, lhe parecia que ela estava contente. Ele não tinha ideia de quando iria escapar finalmente do labirinto desprezível que ele estava preso atualmente, mas, pelo menos, ele tinha encontrado uma parceira de confiança para o acompanhar.

De acordo com a lenda, a Caixa de Pandora continha todo o mal do mundo, mas também um pouco de esperança. Embora ele tivesse antes se referido zombeteiramente a sala como a Caixa de Pandora, ela tinha se tornado a analogia mais precisa que ele já tinha esperado. Pensando alegremente para si mesmo, o Hajime foi lentamente até a Yue.


KakaSplatT
Técnico em eletromecânica e tradutor quando possível…
FONTE
Cores: