Arifureta – Volume 1 – Capítulo 1 (Parte 4 de 17) – 3Lobos

Arifureta – Volume 1 – Capítulo 1 (Parte 4 de 17)

Capítulo 1: Invocado a Outro Mundo com uma Classe Comum (Parte 4 de 17)

 

O Hajime voltou seu olhar para sua placa de status. Nisso, ele encontrou escrito…


Hajime Nagumo / Idade: 17 / Homem / Nível: 1

Classe: Sinergista

Força: 10

Vitalidade: 10

Defesa: 10

Agilidade: 10

Magia: 10

Defesa Mágica: 10

Habilidades: Transmutar — Compreensão de Linguagem


…essas informações. O Hajime sentiu que tinha quase se tornado um personagem de algum tipo de jogo eletrônico quando ele olhou para suas estatísticas. Todos estavam absorvidos na leitura de suas placas. Vendo isso, o Capitão Meld começou a explicar as diferentes estatísticas.

— Todo mundo deu uma boa olhada nas suas estatísticas? Bem, me deixem explicar elas desde o topo. Primeiro, temos o seu nível. Veem? Esse número cresce conforme suas outras estatísticas aumentam. O nível mais alto é 100, e quando você tiver alcançado ele você estará em seus limites como um ser humano. Em outras palavras, seu nível atual mostra quanto de todas as suas potencialidades foram obtidas. Alcançar 100 significa desbloquear todo o seu potencial latente, e é um limite máximo para além do qual vocês não podem aumentar. Pouquíssimas pessoas conseguem chegar ao nível 100, entretanto.

Então não era exatamente como um jogo, já que aumentar suas estatísticas aumentam seu nível, e não o contrário.

— Suas estatísticas irão naturalmente aumentar à medida que treinem, e também poderão usar magia ou itens imbuídos de magia para aumentar suas estatísticas. Além disso, aqueles com uma magia elevada irão naturalmente aumentar mais rápido do que outros. Ninguém sabe ao certo, mas presumimos que é porque a mana de uma pessoa ajuda no aumento das outras estatísticas. Posteriormente todos vão poder escolher equipamento que corresponde às suas estatísticas individuais. Os itens da nossa tesouraria estarão às suas disposições! Vocês são os heróis que irão salvar o nosso reino, afinal! — Julgando pela explicação do Capitão Meld, derrotar um monstro não aumentaria magicamente as estatísticas de alguém. Todos apenas tinham de treinar à moda antiga.

— Em seguida, todos vocês veem aquela pequena caixa de texto que diz classe nela? Em termos simples, se refere a seu talento natural. Está diretamente relacionado com a caixa de habilidades no fundo, e sua classe determina o tipo de habilidades que você pode aprender. Poucas pessoas possuem uma classe. Classes são divididas em combatentes e não-combatentes. Classes de combate são extremamente raras. Apenas uma em cada mil pessoas, ou dez mil dependendo da classe, tem uma classe de combatente. Classes não-combatentes são tecnicamente raras também, mas… bem, uma em cada cem pessoas tem uma. Algumas delas são mesmo tão comuns que uma em cada dez pessoas tem uma, na verdade. Há um monte de gente que têm classes relacionadas à produção que não é de combate.

O Hajime olhou para baixo na sua placa de status. Sua classe era “Sinergista”. Que significava que seus talentos tinham a ver com sinergização, o que quer que fosse isso.

O Ishtar tinha dito que o Hajime e os outros vieram de um mundo superior ao seu, e que eles possuíam aptidões melhores que os humanos de Tortus devido a esse fato. Então é perfeitamente natural que eu tenha uma classe, pensou Hajime conforme seus lábios se curvavam em um sorriso. Não havia ninguém que não ficasse feliz em ser informado de que era dotado com um talento especial.

Porém, para as próximas palavras do Capitão Meld, o sorriso do Hajime desapareceu e foi substituído por suor frio.

— O próximo… bem, suas estatísticas são simplesmente o que dizem ser. A média das estatísticas no nível 1 é cerca de 10. Mas vocês são todos heróis, por isso certamente vocês têm estatísticas muito mais elevadas do que isso! Meu, estou com tanta inveja de vocês! Ah sim, não se esqueçam de informar suas estatísticas para mim. Preciso saber para decidir como é melhor treinar vocês. — As estatísticas médias para alguém do nível 1 era cerca de 10. E cada uma das estatísticas do Hajime eram um 10 perfeito. Sua mente pensava ferozmente conforme suor frio escorria pelas suas costas.

Hã? Isso não quer dizer que minhas estatísticas são absolutamente médias… como completamente e totalmente medíocres? Não tenho nenhum poder divino trapaceiro? Meu poder de luta não é mais de 9000? E sobre todos os outros? Talvez todo mundo seja assim no início… O Hajime se agarrou nessa última esperança conforme ele olhava furtivamente ao redor os outros estudantes. Os olhos de todos estavam cintilando enquanto eles olhavam para suas estatísticas. Nem um só deles estava eclodindo em suor frio como Hajime.

O Kouki foi o primeiro a avançar e mostrar suas estatísticas para o Capitão Meld. Suas estatísticas eram as seguintes…


Kouki Amanogawa / Idade: 17 / Homem / Nível: 1

Classe: Herói

Força: 100

Vitalidade: 100

Defesa: 100

Agilidade: 100

Magia: 100

Defesa Mágica: 100

Habilidades: Afinidade Elemental — Resistência Elemental — Resistência Física — Feitiçaria Avançada — Esgrima — Força Sobre-humana — Proficiência em Armadura — Previsão — Recuperação de Mana Acelerada — Detectar Presença — Detectar Magia — Romper Limite — Compreensão de Linguagem


O cara era uma personificação viva de habilidades trapaceiras.

— Uau, você é mesmo um herói. Você já tem estatísticas com três dígitos no nível 1! E a maioria das pessoas normalmente têm apenas duas ou três habilidades! Você está muito além do normal. Como um herói credível!

— Então, sabe como é… Ahaha… — O Kouki corou e coçou a cabeça quando o Capitão Meld o elogiou.

Em aparte, o Capitão Meld era nível 62. Suas estatísticas eram todas na faixa de 300, e ele era um dos humanos mais fortes vivos. Mas com apenas nível 1, o Kouki já estava um terço do caminho até a sua força. Se sua taxa de evolução fosse igualmente elevada, ele iria ultrapassar o capitão em pouco tempo.

Além disso, parecia que as suas habilidades eram basicamente os talentos inatos que nascia com você, então não havia maneira de aumentá-las. Com exceção das habilidades derivadas. Essas eram habilidades que eram adquiridas por gastar toda a vida aprimorando alguns talentos, algo que se adquiria por superar seus limites em um determinado campo. Em termos simples, era quando alguém subitamente descobria o truque para fazer alguma coisa que eles sempre pelejaram antes, e rapidamente aumentaram a sua aptidão com isso.

O Hajime esperava que o Kouki fosse de alguma forma especial, mas todos os outros também tinham poderes dominantes, apesar de nenhum deles se comparar ao Kouki. E parecia que todos os outros, sem exceção, tinha uma classe combatente.

O Hajime olhou para a palavra Sinergista que preenchia seu espaço de classe. Apenas pelo nome, ele tinha dificuldade de supor que era uma classe combatente. Ele só tinha duas habilidades também. Para piorar as coisas, uma delas era Compreensão de Linguagem, que cada invocado já tinha. Em outras palavras, ele efetivamente só tinha uma habilidade. Mesmo o sorriso tenso do Hajime começou a desaparecer do seu rosto. Por fim, era a sua vez de mostrar suas estatísticas, então ele apresentou a sua placa ao Capitão Meld.

O Capitão Meld estava estático depois de ter visto quão ridículo todas as estatísticas tinham sido. Ele provavelmente estava eufórico com ter tantos aliados dominantes. Mas seu sorriso congelou no lugar quando viu a placa do Hajime. Ele murmurou “Acabei de ler errado?” e começou a bater na placa com as articulações dos dedos, então brilhou uma luz. Depois de olhar muito tempo para ela, ele finalmente devolveu a placa para o Hajime com uma expressão complexa.

— Hum, bem, veja… Um Sinergista é basicamente um ferreiro de variedades. Pode ser útil se estiver planejando abrir uma ferraria, mas fora isso… — O Capitão Meld murmurou uma explicação insuficiente da classe do Hajime.

O Hajime tinha a certeza que todos os meninos da sua turma que o odiava aproveitariam essa nova oportunidade para menospreza-lo. Uma função de ferraria claramente não era uma classe combatente. O resto dos colegas dele todos tinham classes combatente, e ele duvidava muito que a sua classe em especifico seria de utilidade em batalha.

O Daisuke Hiyama sorriu perversamente quando ele gritou para Hajime:


KakaSplatT
Técnico em eletromecânica e tradutor quando possível…
FONTE
Cores: